"Quando as pessoas estão em movimento, a arquitetura ganha sentido": nos bastidores com Nicolás Castagnola

"Quando as pessoas estão em movimento, a arquitetura ganha sentido": nos bastidores com Nicolás Castagnola

Neste episódio de "Nos Bastidores", onde mostramos o trabalho de artistas visionários e perguntamos sobre suas experiências além do que é visto pelo público, apresentamos Nicolás Castagnola: um ilustrador, animador e arquiteto nascido em Buenos Aires e que atualmente vive em Berlim. Através de suas ilustrações e animações, ele traz significados diferentes para a arquitetura ao abrir um campo imaginativo sobre as infinitas possibilidades que o ambiente construído pode proporcionar.

ArchDaily - Victor Delaqua (VD):  Como você definiria seu estilo?

Nicolás Castagnola (NC): Linhas claras, ritmo lento, bons tempos.

VD: Qual é seu edifício favorito?

NC: Os edifícios e espaços públicos que vivenciei por algum período e me desenvolvi junto de outras pessoas. Você pode realmente sentir falta deles depois de algum tempo sem estar lá. 

VD: Quais são os elementos-chave para uma grande ilustração arquitetônica?

NC: Eu pessoalmente aprecio quando as Ilustrações criam atmosferas que dão à Arquitetura uma razão para estar lá e hospedá-las.

VD: Quem ou o que o influenciou?

NC: Georges Remi, Edgar Jacobs, Gordon Cullen, Kazuhiko Kato. Quadrinhos como Blake & Mortimer, TinTin; e desenhos animados como Lupin ou o Pantera Cor-de-Rosa.

VD: Você acha que ser um arquiteto o ajuda a ilustrar melhor?

NC: É ótimo quando se trata de habilidades técnicas e metodológicas. Mas também acredito na desconstrução de algumas destas ferramentas, para não restringir nossa prática a um único público de arquitetos.

VD: Como você descreveria o processo de trabalho com arquitetos?

NC: Eu trabalho com arquitetos há vários anos, portanto a comunicação é fácil e clara. Compartilhamos uma linguagem comum, e alguns traumas também.

VD: Como, através de suas animações, traduzir sensações?

NC: Eu gosto de contar pequenas histórias em um idioma com o qual todos possam se relacionar.

Alguém olha pela janela, um cão passa, há alguns ruídos no fundo. Há também a Arquitetura.

VD: O que seria da arquitetura sem a presença humana?

NC: As animações aumentam a importância desta presença: quando as pessoas estão em movimento, a arquitetura perde o protagonismo, mas ganha sentido. 

Veja mais sobre o trabalho de Nicolás Castagnola's em CUCU Studio e @nicolascastagnola.

Sobre este autor
Cita: Delaqua, Victor. ""Quando as pessoas estão em movimento, a arquitetura ganha sentido": nos bastidores com Nicolás Castagnola" ["When Humans are in Motion, Architecture Gains Meaning": Behind the Scenes with Nicolás Castagnola] 27 Abr 2021. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/960775/quando-as-pessoas-estao-em-movimento-a-arquitetura-ganha-sentido-nos-bastidores-com-nicolas-castagnola> ISSN 0719-8906

Mais entrevistas em nossoCanal de YouTube

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.