Seis estratégias para dividir espaços sem usar divisórias tradicionais

Seis estratégias para dividir espaços sem usar divisórias tradicionais

© Hyroyuki Oki © Giaime Meloni © Arash Ashornia © Kuomin Lee + 17

Funcionalidade, boa ventilação, iluminação confortável e acesso a vistas externas são algumas das importantes características necessárias para o conforto humano em um espaço habitado ou ocupado. No entanto, esses elementos estão se tornando cada vez mais difíceis com habitações e construções urbanas menores. Arquitetos e indivíduos, portanto, recorrem a soluções de design para criar configurações mais agradáveis e personalizadas.

Uma solução para abrir e ampliar espaços é reduzir a quantidade de divisórias ou paredes sólidas e substituí-las por meios alternativos de separação espacial.

Se aplicada adequadamente, essa etapa fácil e acessível otimizaria o fluxo de ar e a propagação da luz natural em qualquer ambiente, economizando um pouco de espaço em apartamentos ou casas de pequeno porte. Ela cria também um dinamismo visual e movimento à medida que enquadra e destaca funções diferentes, dentro de uma mesma área. De fato, existem diversas interpretações possíveis de segmentação de espaço, não sólidas, como visto nos projetos abaixo.

1 - Tratamentos nas paredes

Um primeiro passo para substituir divisões completas é ter grandes aberturas ou recortes dentro das paredes não estruturais existentes. É uma boa maneira de garantir continuidade visual e enquadramento ao mesmo tempo. Essa mudança também pode destacar certas áreas que você gostaria de acentuar no projeto.

Team Living House / Masatoshi Hirai Architects Atelier

© Takumi Ota
© Takumi Ota

Kolmio+LIM / Yusuke Seki

© Takumi Ota
© Takumi Ota

2 -  Níveis

Uma segunda solução seria diversificar os níveis e alturas do teto ou do solo. De fato, funções diferentes podem exigir dimensões verticais distintas, mais adequadas a elas em termos de absorção ou sensação sonora. A mudança nos níveis pode ser realizada para cima ou para baixo.

Teto rebaixado - Nesse caso, um teto falso, um sistema de grade suspensa ou painéis suspensos também pode ser configurado como um marcador para diferentes áreas. Eles também podem ser úteis alojando máquinas mecânicas ou elétricas (HVAC, iluminação embutida...).

Blue and Glue / HAO Design

© Hey! Cheese
© Hey! Cheese

Pillar Form - Beam Form / PERSIMMON HILLS Architects

© Kenta Hasegawa
© Kenta Hasegawa

Piso elevado - A mudança de nível também pode ser feita de baixo para cima, criando uma separação muito clara entre dois espaços funcionais. Isso é comum e, em alguns países, é uma prática tradicional de construção que permite muitas integrações, como aquecimento sob os ladrilhos, área de armazenamento abaixo ou apenas fornecer uma altura mais baixa do teto, com melhor acústica.

Els Terrats / LoCa Studio

© Pol Viladoms
© Pol Viladoms

3 - Transição material

Uma forma adicional de destacar os diversos níveis ou simplesmente alternar áreas sem divisórias é através da mudança de material. Uma camada de revestimento ou materiais contrastantes em zonas adjacentes constituiria uma maneira prática e criativa de diferenciar espaços. É certamente um elemento decorativo que adiciona dinamismo e movimento ao projeto.

Apartamento Umami / Semerene Arquitetura Interior

© Haruo Mikami
© Haruo Mikami

The Rabbithole Apartment / Havkin Architects

© Shai Epstein
© Shai Epstein

Apartmentos em Senri / nmstudio architects + Nozoe Shimpei Architects

© Forward Stroke / Koji Okumura
© Forward Stroke / Koji Okumura

"Este projeto permite que o residente modifique livremente o espaço através de "Shima". Eles podem colocar livremente coisas que amam e descobrir seu próprio modo de usar o "Shima". Essas pequenas unidades habitacionais gradualmente se transformam em cenários confortáveis, cheios de “singularidade dos moradores”."

 

Apartamento Shibuya 201 / Hiroyuki Ogawa Architects

© Kaku Ohtaki
© Kaku Ohtaki

Apartamento Tehran / Rooydaad Architects

© Arash Ashornia
© Arash Ashornia

4 - Setorização com cores

As áreas de delineamento podem ser feitas de maneira semelhante com a simples aplicação de cores diferentes e contrastantes (incluindo alguns materiais). É uma solução extremamente interessante, se usada de maneira inteligente e moderada, além de ser reversível, se necessário.

Townhouse / Les Ateliers Tristan & Sagitta

© Giaime Meloni
© Giaime Meloni

Vivid Color / Waterfrom design

© Kuomin Lee
© Kuomin Lee

Apartamento em Korydallos / Plaini and Karahalios Architects

© Nikos Papageorgiou
© Nikos Papageorgiou

"O arranjo do apartamento foi reformado. O esquema tornou-se uma sequência de espaços interligados entre si, uma viagem através dos subespaços. Todo subespaço é um limite para as áreas adjacentes. O uso de cores e materiais diferentes em todas as superfícies delineiam os limites distintos."

5 - Peças de mobiliário

A melhor solução de particionamento fácil em espaços abertos continua sendo o uso de móveis como um objeto flexível de divisão entre duas áreas. Seja um balcão da cozinha ou uma mesa de jantar, eles podem ser utilizados para distinguir informalmente as zonas vizinhas.

Clerkenwell Warehouse Loft / InsideOut

© Jim Stephenson
© Jim Stephenson

THE BOOKCASE / nook architects

© nieve | Productora Audiovisual
© nieve | Productora Audiovisual

6 - Divisórias leves e flexíveis

Por fim, se o resultado exigido for um espaço mais flexível que ainda possa oferecer, eventualmente um nível adicional de privacidade, painéis, cortinas leves e móveis poderão ser usados nos espaços abertos.

Rivaparc Apartment Renovation / Nhabe Scholae

© Hyroyuki Oki
© Hyroyuki Oki

* Os textos citados são trechos das descrições arquivadas de cada projeto, previamente enviadas pelos arquitetos.

Encontre mais referências aqui: https://my.archdaily.com/us/@hanaabdel/folders/divide-spaces-without-traditional-solid-partitions-2264841

Galeria de Imagens

Ver tudo Mostrar menos
Sobre este autor
Cita: Abdel, Hana. "Seis estratégias para dividir espaços sem usar divisórias tradicionais" [How to Divide Spaces Without Traditional Solid Partitions] 09 Abr 2020. ArchDaily Brasil. (Trad. Bisineli, Rafaella) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/937229/como-dividir-espacos-sem-divisorias-tradicionais> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.