Boom da construção: a nova arquitetura monumental do Qatar

Boom da construção: a nova arquitetura monumental do Qatar

O Qatar é um dos países onde atualmente mais se investe na industria da construção civil. Passando por um intenso e voraz processo de transformação, devido também a realização da próxima copa do mundo de futebol daqui a três anos, o estado soberano do Qatar já não se parece em nada ao país que adquiriu sua independência no início dos anos 70. Após a descoberta de enormes jazidas de petróleo na década de 40, o Qatar tem arrecadando cifras astronômicas devido a intensa exploração de combustíveis fósseis ao longo destes quase setenta anos. Como resultado disso, o Qatar detém o título de país com maior renda per capita do mundo. Refletindo esta riqueza desproporcional, muitos dos mais influentes arquitetos do mundo tem deixado a sua marca pelas dunas de areia da Costa Norte da Península Arábica.

© Iwan Baan© Iwan Baan© Allies and Morrison© Nelson Garrido+ 23

© Allies and Morrison
© Allies and Morrison

Com uma história milenar, o Qatar emergiu como um centro comercial de pérolas ainda no século VIII. Situado ao norte da Península Arábica e extendendo-se em direção ao Golfo Pérsico, o país faz parte da Ásia Ocidental e caracteriza-se por uma vasta paisagem arenosa. Passando por domínios sauditas, otomanos e britânicos, o Qatar pode ser definido por uma formação cultural bastante diversificada. Em setembro de 1971, o Qatar declarou sua independência e por fim, tornou-se uma nação soberana. De lá pra cá, o país tem sido influenciado principalmente pela cultura islâmica.

© Iwan Baan
© Iwan Baan

Apresentando uma mistura eclética de arquitetura contemporânea e vernacular, o Qatar passou por sucessivos boom econômicos ao longo de sua recente história como nação independente. Com investimentos centralizados principalmente em sua maior cidade e capital do país, Doha, os últimos edifícios e obras de arquitetura contemporânea construídos no país geralmente fazem referência à cultura, a paisagem e as tradições locais. Explorando a cultura e a identidade do Qatar, os projetos que iremos apresentar à seguir representam algumas das mais importantes e monumentais obras de arquitetura contemporânea construídas na ultima década.

Centro Nacional de Convenções Qatar por Arata Isozaki

© Nelson Garrido
© Nelson Garrido

O Centro Nacional de Convenções do Qatar (QNCC) foi concebido segundo o conceito de "Sidra Tree". Projetada pelo famoso arquiteto japonês Arata Isozaki, a espetacular fachada se assemelha a duas árvores entrelaçadas que suportam a cobertura exterior. A árvore é um faro da educação e comodidade no deserto, e um paraíso para os poetas e acadêmicos que se reúnem sobre seus ramos para compartilhar conhecimentos. QNCC foi concebido com um foco sustentável. O programa do projeto conta com uma sala de conferências de 4000 assentos, um teatro de 2300 assentos, três auditórios menores e um total de 52 salas de reunião flexíveis para acomodar uma ampla gama de eventos. Também conta com 40000 metros quadrados de superfície de exposição com mais de nove salas, pode receber até 10000 assentos para uma conferência ou banquete. A impressionante arquitetura do centro e suas instalações de vanguarda são ideais para a celebração de convenções locais, regionais e internacionais.

Terminal do Aeroporto Internacional de Hamad por HOK

© Tim Griffith, HOK
© Tim Griffith, HOK

Sendo uma referência para seu país de origem, a Qatar Airways, a companhia aérea nacional do Qatar, apresenta um terminal com 41 portões. Através de uma arquitetura expressiva e enraizada no local, o terminal icônico cria uma impressão impactante em seus visitantes. Embora apresente uma linguagem contemporânea para espelhar o crescimento progressivo do Qatar, o aeroporto presta homenagem à rica herança cultural e ao ambiente natural do país. A silhueta dramática e curvada do prédio lembra as ondas do mar e as dunas de areia, projetando uma imagem poderosa como porta de entrada do Qatar para o mundo.

Estádio Al Janoub por Zaha Hadid Architects

© Hufton+Crow
© Hufton+Crow

Projetado com uma capacidade para até 40.000 espectadores, a estrutura concebida pelo escritório de Zaha Hadid e Patrik Schumacher poderá ter a sua capacidade reduzida pela metade depois da Copa. O Qatar é um país de pouco mais de dois milhões de habitantes e por isso é fundamental prever estratégias que facilitem a manutenção deste estádio no futuro. Quarenta mil lugares pode parecer pouco para um estádio de Copa do Mundo, mas definitivamente, vinte mil assentos é uma capacidade bastante razoável para o novo estádio do Al Wakrah Sport Club, equipe de bastante sucesso no campeonato nacional de futebol do Qatar. Desta forma, o estádio foi projetado para ser parcialmente desmontado depois do torneio, cumprindo temporariamente com as rígidas regras da FIFA ao mesmo tempo que encontra uma solução viável para o seu futuro.

Biblioteca Nacional do Qatar por OMA

© Delfino Sisto Legnani e Marco Cappelletti
© Delfino Sisto Legnani e Marco Cappelletti

A Biblioteca Nacional do Qatar é composta pela Biblioteca Nacional, a Biblioteca Pública e a Biblioteca Universitária de Doha, além do centro de preservação da Coleção do Patrimônio Histórico do Qatar, a qual contém uma série de textos e manuscritos de valor imensurável relacionados à civilização árabe-islâmica. A biblioteca pública abriga mais de um milhão de livros distribuídos em uma área de 42.000 m2. Ela faz parte da nova Cidade da Educação, um campus criado em Doha para hospedar às principais universidades e instituições do mundo todo. Com o projeto da nova Biblioteca Nacional do Qatar, o OMA procura expressar a vitalidade do livro físico, criando um design que reúne o estudo, a pesquisa, a colaboração e interação das pessoas dentro do próprio acervo - uma coleção que consiste em mais de um milhão de volumes, entre os quais alguns dos mais importantes e raros manuscritos do Oriente Médio.

Sidra Medical and Research Center por Pelli Clarke Pelli Architects

© Jeff Goldberg, ESTO
© Jeff Goldberg, ESTO

O Centro de Pesquisas Médicas Sidra é um hospital e instituto de pesquisas médicas localizado na cidade de Doha. Concebido como parte do campus da Cidade da Educação da Qatar Foundation, o qual abriga também filiais de algumas das mais importantes universidades americanas, o hospital com capacidade para até 380 leitos e possui departamentos específicos dedicados à saúde das crianças, a saúde da mulher além de unidades de cuidados intensivos. Cada um destes "hospitais" funciona como uma entidade independente, as quais encontram-se conectados por um amplo átrio em forma de barco a vela, com acesso direto no nível da rua além de uma grande área de estacionamentos no subsolo. Os materiais utilizados em maioria são de origem natural, como a madeira, o granito e o mármore, os quais foram utilizados em todos os espaços do edifício para proporcionar um ambiente acolhedor e aconchegante.

Al Jazeera Network Studio Building por Veech X Veech

© Hufton+Crow
© Hufton+Crow

Depois de projetarem o Estúdio de Gravação da Al Jazeera em Londres, no icônico edifício ‘Shard’ concebido por Renzo Piano, a Veech X Veech foi contratada para projetar as novas instalações na sede da emissora na cidade de Doha. O novo edifício da Al Jazeera foi construído em comemoração aos vinte anos da emissora, completado em novembro de 2016. A Al Jazeera se tornou uma das redes multicanais mais influentes no mundo todo, chegando até as casas de mais de 300 milhões de espectadores em mais de 100 países.

Museu Nacional do Qatar por Atelier Jean Nouvel

© Iwan Baan
© Iwan Baan

A "rosa do deserto" é uma formação rochosa típica dos desertos do golfo pérsico e resultante da cristalização de sais minerais nas bacias rasas de sal da região. O edifício projetado por Jean Nouvel, inteligentemente busca inspiração nestas magníficas estruturas cristalizadas, mimetizando seu sistema de plataformas em formas discos suspensos incrustados em um volume maior, mais denso. Estes elementos etéreos abrigam uma série de espaços expositivos os quais se espalham ao longo de um circuito elíptico contínuo em torno de uma praça central, a Howsh, onde manifestações ao ar livre tem lugar. A metáfora da rosa do deserto é uma homenagem a cultura e o clima do golfo pérsico. O museu parece brotar do chão, como se ele fosse uma escultura de sal, uma formação natural de formas complexas. Estes enormes planos suspenso proporcionam um eficiente sombreamento das fachadas além de criar uma série de mirantes e terraços abertos.

Sobre este autor
Cita: Baldwin, Eric. "Boom da construção: a nova arquitetura monumental do Qatar" [Building Boom: Qatar's Monumental New Architecture] 17 Dez 2019. ArchDaily Brasil. (Trad. Libardoni, Vinicius) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/930163/boom-da-construcao-a-nova-arquitetura-monumental-do-qatar> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.