Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos

Conheça os projetos selecionados no 2º Prêmio de Design Instituto Tomie Ohtake Leroy Merlin

Conheça os projetos selecionados no 2º Prêmio de Design Instituto Tomie Ohtake Leroy Merlin

O Instituto Tomie Ohtake anuncia os 15 projetos selecionados pelo 2º Prêmio de Design Instituto Tomie Ohtake Leroy Merlin, que nesta edição sugeriu o tema CIRCULAR, instigando proposições e discussões sobre a palavra como forma, como sinônimo de deslocamento, de movimento, de comunicação, troca, renovação, sustentabilidade, entre outras percepções que o termo pode trazer.

Dedicada a estudantes universitários e recém-formados de todo o Brasil e de qualquer área, a premiação – voltada a propostas diversas relacionadas a produto, mobiliário, moda, interiores, arquitetura, web, gráfico, serviço, entre outros segmentos – registrou 133 inscrições provenientes de 18 estados brasileiros, além do Distrito Federal.

Os selecionados receberão R$ 5.000,00 para desenvolvimento do protótipo que será exposto a partir de 26 de março de 2020, no Instituto Tomie Ohtake. Na abertura da mostra, serão anunciados os três premiados contemplados com bolsas de estudo em cursos livres de design no exterior.

Coube ao júri, composto por Guilherme Falcão, Indaia Militão, Luís Antônio Jorge, Luiza Crosman, Pedro Moraes, Priscyla Gomes e Rodrigo Ohtake, a seleção dos 15 projetos:

Aplicativo Composto

Maria Eduarda Iranaga, (UFPR - Universidade Federal do Paraná)
Aplicativo de compostagem que possui como objetivo principal a conexão e viabilização de troca de saberes entre pessoas interessadas em compostar. Como uma importante iniciativa para auxiliar no descarte de resíduos orgânicos, o aplicativo busca informar, reunir e engajar a comunidade.

Cortesia de Instituto Tomie Ohtake
Cortesia de Instituto Tomie Ohtake

Arrudeio

Maria Beatriz Mendonça de Oliveira, (Unit - Universidade Tiradentes – SE)
Aplicativo e dispositivos físicos que têm como objetivo informar, orientar, organizar e ressignificar as informações relacionadas aos edifícios culturais existentes no centro de Aracaju. Por intermédio de percursos e mapas da localização desses equipamentos na cidade, o aplicativo promove uma memória viva da história local.

Cortesia de Instituto Tomie Ohtake
Cortesia de Instituto Tomie Ohtake

Banco de Resíduos Têxteis

Brunna Gonçalves Ramos, (UEL - Universidade Estadual de Londrina)
A partir do design sistêmico, o projeto propõe um modelo de negócios que abrange a separação e destinação correta dos resíduos têxteis industriais. Inserindo catadores e trabalhadores em condição de vulnerabilidade, a proposta abrange desde a coleta e tratamento desses resíduos até um modelo de contratação de profissionais.

Cortesia de Instituto Tomie Ohtake
Cortesia de Instituto Tomie Ohtake

Binder – Resumos e Mapas Mentais

Pedro Henrique Santana Castro, (UNIFACS - Universidade Salvador)
Ferramenta digital para a criação de resumos, mapas mentais e outras anotações escolares, baseada no registro pessoal de anotações e no acompanhamento do estudo dos alunos. Tem como objetivos guiar, acompanhar, auxiliar e proporcionar o estudo fora da sala de aula.

Cortesia de Instituto Tomie Ohtake
Cortesia de Instituto Tomie Ohtake

Do cangaço ao skate: um possível diálogo estético

Carlos Eduardo de Castro Cruz, (Faculdade Santa Marcelina)
Proposta de uma linha de mochilas feitas a partir da reutilização de sacos de cimento. Direcionada para skatistas, a linha traz diferentes variações de tamanhos e modelos, conjugando os sacos de cimento a outros materiais.

Cortesia de Instituto Tomie Ohtake
Cortesia de Instituto Tomie Ohtake

Espaço Nômade

Giovani Lemos Damasio, (UEM - Universidade Estadual de Maringá)
Estrutura modular que alinha design, arquitetura e urbanismo. Com caráter efêmero, a proposta busca ativar regiões esmaecidas da cidade, ressignificando suas práticas e valores. Por intermédio de diferentes arranjos, a estrutura permite a viabilização de diversas atividades e programas.

Cortesia de Instituto Tomie Ohtake
Cortesia de Instituto Tomie Ohtake

Hortas Verticais, Horizontais e Cooperativa aplicadas em conjunto habitacional popular

Gabriela Chiappa da Rosa, (UFN - Universidade Franciscana)
Proposta de hortas verticais e horizontais a serem construídas em conjuntos habitacionais populares. Com o desafio de conceber uma estrutura que se adeque à diferentes tipos de construção e solo, o projeto também prevê também a criação de uma cooperativa voltada ao cultivo e preparo dos alimentos produzidos no local pelos próprios moradores do entorno.

Cortesia de Instituto Tomie Ohtake
Cortesia de Instituto Tomie Ohtake

Luminária Ó

Clara Acioli, (UFRJ - Universidade Federal do Rio de Janeiro)
Projeto de luminária minimalista de luz indireta, que conjuga poucos materiais e baixo custo. Seu desenho e sua portabilidade propicia uma solução facilmente transportável e que atende a perfis diversificados de usuários.

Cortesia de Instituto Tomie Ohtake
Cortesia de Instituto Tomie Ohtake

Remonta

Bruno Alves, Gabriela Padua, (ESAMC Uberlândia)
Proposta de uma linha de roupas a partir de peças de descarte. É fundamentada na democratização do acesso à moda sustentável, prevendo também uma intervenção na cadeia produtiva por intermédio do treinamento e capacitação de pessoas em situação de vulnerabilidade social.

Cortesia de Instituto Tomie Ohtake
Cortesia de Instituto Tomie Ohtake

REMONTE - Estudo de abrigo efêmero emergencial

Julia Lins e Silva Dutra, Maria de Castro Viana, (UFPE - Universidade Federal de Pernambuco)
Desenvolvimento de um sistema de módulos para abrigo de população em situações emergenciais. Empregando materiais diversos, o abrigo é composto por um módulo mínimo, que pode ser replicado para atender a diferentes necessidades familiares desde áreas comuns a áreas semi-privativas.

Cortesia de Instituto Tomie Ohtake
Cortesia de Instituto Tomie Ohtake

Shellpod - Uma Visão Crítica da Habitação Emergencial

Leonardo Zanatta, (UPF - Universidade de Passo Fundo)
Abrigo fabricado em fibra de carbono, dobrável e com montagem rápida e intuitiva, específico para uso em assentamento de refugiados ou situações emergenciais. O módulo básico permite diversas configurações podendo conciliar vários programas e números de usuários.

Cortesia de Instituto Tomie Ohtake
Cortesia de Instituto Tomie Ohtake

Um lugar para todas

Laura D Valdivieso, Marta Benito, (USP - Universidade de São Paulo)
Intervenção urbana de caráter efêmero constituída por estruturas de polietileno costuradas e infladas, ativando o espaço público e afirmando sua dimensão lúdica. A proposta problematiza questões como a acessibilidade intergeracional aos espaços urbanos, a sua apropriação coletiva e a possibilidade de transformação do território.

Cortesia de Instituto Tomie Ohtake
Cortesia de Instituto Tomie Ohtake

UP LAB

Natália Fernanda Vieira Zoilo, Mariana Rodrigues Fozzatti, Thiago de Paula Nardelli, (PUC-Campinas - Pontifícia Universidade Católica de Campinas)
Laboratório de idéias e prototipagem que reúne design e inovação em pesquisas de soluções sustentáveis para a reciclagem e reutilização de materiais. A proposta tem como base uma estrutura modular, de fácil montagem, que permite diferentes configurações.

Cortesia de Instituto Tomie Ohtake
Cortesia de Instituto Tomie Ohtake

Voluta

Gabriela de Sá Garay Corrêa, (UFRGS - Universidade Federal do Rio Grande do Sul)
Aplicativo móvel que conecta pessoas com estilos de vida baseados na sustentabilidade, possibilitando a oferta e procura de bens e serviços. Dentro de uma proposta de economia colaborativa e consumo sustentável, o APP oferece opções de compartilhamento, repasse e reaproveitamento de itens que não estão em uso e colaboração.

Cortesia de Instituto Tomie Ohtake
Cortesia de Instituto Tomie Ohtake

w.e.s - what eccentric specs!

Helena Resende Ribas (UFPR - Universidade Federal do Paraná)
Linha de óculos confeccionados a partir da reciclagem de embalagens de PEAD, utilizando descartes provenientes de restaurantes universitários. A matéria-prima descartada é inserida em um novo ciclo produtivo, aumentando a sua vida útil e fazendo parte de um modelo circular de produção.

Cortesia de Instituto Tomie Ohtake
Cortesia de Instituto Tomie Ohtake

Com perfil distinto das usuais premiações de design, o Prêmio de Design Instituto Tomie Ohtake Leroy Merlin abdica de categorias de premiação e propõe a cada edição um tema-desafio a estudantes universitários. A partir desse tema, projetos podem ser inscritos por universitários e recém-formados de qualquer área, não se restringindo somente a estudantes de design.

A ideia é premiar propostas que destaquem e concebam a relação do design com outros campos, como arquitetura, biologia, engenharia, moda, tecnologia e ciências sociais. Com esses pressupostos, o prêmio procura ressaltar que atualmente as propostas mais contundentes de design acontecem em diálogo com diferentes especialidades, instigando soluções inovadoras que possam responder a questões contemporâneas que discutam nosso cenário social, político, urbano, habitacional, além de novas demandas tecnológicas, novos equipamentos, publicações e mídias digitais.

Galeria do Projeto

Ver tudo Mostrar menos
Sobre este autor
Cita: Equipe ArchDaily Brasil. "Conheça os projetos selecionados no 2º Prêmio de Design Instituto Tomie Ohtake Leroy Merlin" 03 Dez 2019. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/929479/conheca-os-projetos-selecionados-no-2o-premio-de-design-instituto-tomie-ohtake-leroy-merlin> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.