Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos

Residencial "Le Jardinier" / Adhoc Architects

Residencial "Le Jardinier" / Adhoc Architects

© Maxime Brouillet © Maxime Brouillet © Maxime Brouillet © Maxime Brouillet + 19

Residencial  · 
Montreal, Canadá
  • Arquitetos Autores deste projeto de arquitetura Adhoc Architects
  • Área Área deste projeto de arquitetura
    749.0 m2
  • Equipe de Projeto

    Jean-Francois St-Onge, François Martineau, Maude Bilodeau
  • Ano do projeto

    2018
  • Fotografias

  • Cliente

    Knightsbridge
  • Engenharia Estrutural

    L2C Experts Advice
  • Paisagismo

    Turquoise design inc
Mais informações Menos informações
© Maxime Brouillet
© Maxime Brouillet

Descrição enviada pela equipe de projeto. Composta por 16 unidades, a intenção do projeto era desenvolver moradias populares para uma clientela diversificada, desde grandes famílias até jovens profissionais, oferecendo espaços habitacionais e entregando construções de alta qualidade, respeitando o bairro e seu contexto. Guiado pelo conceito predominante de permeabilidade, o edifício foi projetado com apartamentos com duas fachadas predominantes, o que é um elemento-chave do projeto, que permite que todos os usuários tenham uma visão do pátio interno e da frente do prédio, garantindo que os moradores possam aproveitar a luz natural durante o dia.

© Maxime Brouillet
© Maxime Brouillet

Cada unidade se beneficia de aberturas generosas em ambas as fachadas, com um terraço de um lado ou do outro. Este jogo e mudança no plano resulta em um dinamismo agradável nas fachadas das quadras e das ruas. Esses terraços asseguram privacidade e isolamento acústico entre as unidades e atuam como casulos que são íntimos e arejados. Isso beneficiou a qualidade de construção dos interiores, que era uma alta prioridade para a incorporadora e o arquiteto. Cada unidade do último andar inclui um mezanino com terraço e oferece vistas deslumbrantes do horizonte da cidade e da Ponte Jacques Cartier.

© Maxime Brouillet
© Maxime Brouillet
Planta - Primeiro Pavimento
Planta - Primeiro Pavimento
© Maxime Brouillet
© Maxime Brouillet

Outro desafio arquitetônico do projeto foi resolver o relacionamento com o prédio vizinho na Sainte-Catherine Street, pois seus usuários utilizam uma parte do lote do projeto como acesso. Uma passagem foi projetada e este elemento influenciou subsequentemente o restante do projeto, desde a organização estrutural geral do edifício até o seu envelope.

© Maxime Brouillet
© Maxime Brouillet

A área do lado direito do térreo, incluindo a garagem, a entrada do edifício vizinho e o estacionamento para bicicletas, é tratada como uma subtração do prédio. Esta seção contrasta com o restante do acabamento de tijolos através de uma materialidade diferente, permitindo que ela se quebre deliberadamente do restante do volume do projeto. Minimiza a aparência monolítica do edifício ao trazer um toque de leveza. A fachada principal da Rua Rouville permanece sóbria e perfeitamente integrada ao seu contexto urbano e histórico, apesar destes toques de modernidade.

© Maxime Brouillet
© Maxime Brouillet

A cor do tijolo e o tamanho geral do edifício são reminiscentes das características do bairro. O padrão xadrez, muito presente nos edifícios históricos da rua Sainte-Catherine, está integrado em diferentes escalas, desde a peça de tijolos da cornija à alternância das galerias e os vários materiais de revestimento na fachada do pátio. As escadas de estrutura de metal leve que fornecem acesso às unidades fazem alusão ao típico recurso externo de Montreal.

Diagrama
Diagrama
Corte
Corte

Para atender às intenções do projeto de fornecer um refúgio de paz para seus habitantes, respondendo às necessidades de uma sociedade cada vez mais próxima de seu ambiente, a ênfase foi dada aos espaços verdes e à vegetação. Como a jardinagem é um dos principais passatempos dos quebequenses, foram integrados canteiros de hortaliças e vegetação no pátio, uma raridade no bairro de Hochelaga e em Montreal em geral. A vegetação também foi incorporada aos terraços superiores por meio de caixas de jardim elevadas que funcionam como guarda-corpos.

© Maxime Brouillet
© Maxime Brouillet

Assim, todos os residentes podem desfrutar e ter acesso a espaços verdes. Seguindo diretrizes sustentáveis, o projeto incentiva meios de transporte ativos e alternativos, incluindo o estacionamento, bicicletário e uma garagem para carros Communauto - um serviço de compartilhamento de carros local, acessível a todos os residentes. Tendo recebido recentemente a sua certificação LEED® Platinum, com apenas quarenta outros edifícios em Montreal tendo atingido este nível, a Le Jardinier aspira a um movimento mais humano, propício a encontros e que seja benéfico para o ambiente e o seu contexto.

© Maxime Brouillet
© Maxime Brouillet

Galeria do Projeto

Ver tudo Mostrar menos

Localização do Projeto

Endereço: 3160 Rue de Rouville, Montreal, QC H1W 2B1, Canadá

Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
Cita: "Residencial "Le Jardinier" / Adhoc Architects" [Multiresidential Construction "Le Jardinier" / Adhoc Architects] 14 Mai 2019. ArchDaily Brasil. (Trad. Martino, Giovana) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/916460/residencial-le-jardinier-adhoc-architects> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.