Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos

Estação Comandante Ferraz projetada pelo Estúdio 41 está pronta para inauguração na Antártica

Estação Comandante Ferraz projetada pelo Estúdio 41 está pronta para inauguração na Antártica

A Estação Antártica Comandante Ferraz, base de pesquisas da Marinha do Brasil na Antártida, está com sua construção concluída após três anos de obras no continente mais extremo do planeta. Trata-se de uma obra de arte da Arquitetura e Engenharia, com estruturas de aço de 700 toneladas, formato aerodinâmico para resistir aos ventos de até 200 km/h e base de palafitas para impedir que a neve acumulada no inverno chegue até o prédio.

Esse projeto começou em 2012, quando a estação anterior foi destruída em um incêndio e a Marinha convocou o Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB) para promover um Concurso Público de Arquitetura para uma nova base brasileira na Antártida. Venceu a proposta apresentada pelo escritório Estúdio 41, de Curitiba, e assinada pelos arquitetos e urbanistas Fábio Henrique Faria, Emerson Jose Vidigal, Eron Costin, João Gabriel de Moura Rosa Cordeiro e Dario Correa Durce.

Misto de alojamento e dormitório, a Estação Antártica conta com infraestrutura própria de energia, água, esgoto e telecomunicações, abrigando 18 laboratórios no edifício principal, sete unidades isoladas, um heliporto e torres de energia eólica. Para os arquitetos, o maior desafio foi pensar o edifício como se fosse uma vestimenta, um artefato que protege e conforta do frio extremo. Um problema de desempenho tecnológico, mas que levar a estética em consideração.

Cortesia de Estúdio 41
Cortesia de Estúdio 41

Essa obra possui importância estratégica e simbólica para a Arquitetura do Brasil por diversos motivos. Primeiro, foi um dos projetos que conseguiu mostrar a sociedade as vantagens na realização de Concursos Públicos de Arquitetura para a escolha de obras públicas. Em 2013, eram ainda raras iniciativas desse tipo, mas foram crescendo ao logo dos anos.

Cortesia de Estúdio 41
Cortesia de Estúdio 41

Outro destaque do projeto foi a utilização da tecnologia de Modelagem da Informação da Construção (BIM, na sigla em inglês) na elaboração do projeto completo, em parceria com a equipe do escritório português Afaconsult, do engenheiro civil Rui Furtado. Segundo Emerson, o BIM serviu como ferramenta de ligação entre os arquitetos e os engenheiros do projeto, conciliando diferentes visões técnicas sobre um mesmo objeto.

Existe ainda a questão da projeção internacional do Brasil e a transferência de tecnologia, uma vez que a construção ficou a cargo de uma empresa chinesa, a China National Electronics Imports and Exports Corporation (Ceiec), ao custo de R$ 370 milhões. Engenheiros brasileiros passaram quase um ano na China supervisionando os preparativos, que incluíam produção e pré-montagem das estruturas.

Via CAU/BR

Galeria do Projeto

Ver tudo Mostrar menos
Sobre este autor
Cita: CAU/BR. "Estação Comandante Ferraz projetada pelo Estúdio 41 está pronta para inauguração na Antártica " 13 Mar 2019. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/913147/estacao-comandante-ferraz-projetada-pelo-estudio-41-esta-pronta-para-inauguracao-na-antartica> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.