Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Artigos
  3. Pós pós-modernismo: 10 projetos que reinterpretam o movimento na era digital

Pós pós-modernismo: 10 projetos que reinterpretam o movimento na era digital

  • 10:00 - 3 Outubro, 2018
  • por
  • Traduzido por Vinicius Libardoni
Pós pós-modernismo: 10 projetos que reinterpretam o movimento na era digital
Pós pós-modernismo: 10 projetos que reinterpretam o movimento na era digital, Hangzhou Neobio Family Park / X+Living. Image © Feng Shao
Hangzhou Neobio Family Park / X+Living. Image © Feng Shao

Não é nenhum segredo que o pós-modernismo, ao longo dos últimos anos, tem passado por uma espécie de renascimento. Sua exuberância e entusiasmo, duramente criticados por muitos arquitetos, talvez sejam um bálsamo nestes momentos tão difíceis pelos quais o mundo está passando. Ou ainda, para parte de nossos colegas, o movimento talvez sirva apenas para criar edifícios fotogênicos que são posteriormente publicados no Instagram. 

Dito isto, vale ressaltar que não estamos tratando aqui exatamente daquele pós-modernismo que surgiu durante os anos 60. O pós-modernismo que aqui nos referimos, é aquele que além de preocupar-se com as preexistências e com o contexto, também procura se reinventar através das novas tecnologias. Instalações e outras formas efêmeras de arquitetura também podem possibilitar uma nova perspectiva sobre a nossa prática profissional, e quando documentadas e catalogadas, estas obras ficam a disposição de todos para futuras pesquisas e consultas. Talvez estejamos lidando não mais com algo reacionário, contra a hegemonia do modernismo; a bandeira que os principais pós-modernistas de outrora levantavam e defendiam. O pós-modernismo de hoje pode ser algo ao mesmo tempo alegre e reservado, vernacular e altamente tecnológico.

Landmark Nieuw Bergen / Monadnock . Image © Stijn Bollaert Temple of Agape / Morag Myerscough and Luke Morgan. Image © Gareth Gardner A House for Essex / FAT and Grayson Perry. Image © FAT © Rasmus Hjortshoj + 70

The Imprint / MVRDV

© Ossip van Duivenbode
© Ossip van Duivenbode

Este projeto recém inaugurado pelo MVRDV em Incheon, Coréia do Sul, apresenta uma fachada vestida com uma roupagem ultramoderna, repleta de janelas, embora nenhuma delas seja de fato uma abertura. O programa dos dois edifícios do complexo é totalmente fechado, sem a necessidade de nenhuma abertura além da porta de acesso. Suas fachadas completamente cegas e repletas de "janelas impressas" foi uma das estratégias dos arquitetos para contextualizar a obra com o entorno imediato.

The Imprint / MVRDV. Image © Ossip van Duivenbode The Imprint / MVRDV. Image © Ossip van Duivenbode The Imprint / MVRDV. Image © Ossip van Duivenbode The Imprint / MVRDV. Image © Ossip van Duivenbode + 70

Marco Nieuw Bergen / Monadnock

Landmark Nieuw Bergen / Monadnock . Image © Stijn Bollaert
Landmark Nieuw Bergen / Monadnock . Image © Stijn Bollaert

Os arquitetos do Monadnock foram desafiados a criar um marco para a cidade de Nieuw-Bergen, na Holanda. O edifício em forma de torre não é nem uma igreja e muito menos uma torre de relógio, mas de alguma forma ou outra faz uma menção clara a ambas figuras arquitetônicas. A fachada é ornamentada, ainda que moderadamente, sugerindo uma estrutura de tijolos tradicional (linkada com a arquitetura vernacular holandesa), mas a estrutura é, na verdade, praticamente construída em aço de cabo à rabo.

Landmark Nieuw Bergen / Monadnock . Image © Stijn Bollaert Landmark Nieuw Bergen / Monadnock . Image © Stijn Bollaert Landmark Nieuw Bergen / Monadnock . Image © Stijn Bollaert Landmark Nieuw Bergen / Monadnock . Image © Stijn Bollaert + 70

Emoticon Facade / Attika Architekten

Emoticon Facade / Attika Architekten. Image © Bart van Hoek
Emoticon Facade / Attika Architekten. Image © Bart van Hoek

Os arquitetos da Attika Architekten projetaram uma fachada bastante inusual e ao mesmo tempo, digamos, contemporânea. Elementos decorativos não assumem a forma de gárgulas ou insígnias (como todo edifício tradicional), mas sim de emojis. É uma brincadeira, uma piscada de olho ;) para a arquitetura do passado, permanecendo inteiramente atual. 

Emoticon Facade / Attika Architekten. Image © Bart van Hoek Emoticon Facade / Attika Architekten. Image © Bart van Hoek Emoticon Facade / Attika Architekten. Image © Bart van Hoek Emoticon Facade / Attika Architekten. Image © Bart van Hoek + 70

The Champicabanes / Ateliers Bauhinia

© Alexandre Petzold
© Alexandre Petzold

Tomando as palavras de Venturi, quem recentemente nos deixou: por que construir um "pato" ou "galpão decorado"? Porque a arquitetura não pode assumir outras formas? Como a de um cogumelo por exemplo! Estas casinhas projetadas pelo Ateliers Bauhinia abrigam uma variedade de programas relacionados ao jardim, desde um galpão até um terraço.

The ChampiCabanes / Ateliers Bauhinia. Image © Alexandre Petzold © Alexandre Petzold The ChampiCabanes / Ateliers Bauhinia. Image © Alexandre Petzold The ChampiCabanes / Ateliers Bauhinia. Image © Alexandre Petzold + 70

Templo de Ágape / Morag Myerscough e Luke Morgan

Temple of Agape / Morag Myerscough and Luke Morgan. Image © Gareth Gardner
Temple of Agape / Morag Myerscough and Luke Morgan. Image © Gareth Gardner

Esta instalação, desenvolvida para o "Festival de Verão do Amor" do Southbank Centre, chama a atenção a partir de todos os pontos visíveis do mundo, solicitando apenas que as pessoas sejam felizes. Cores vivas, palavras fortes e formas familiares fazem parte do vocabulário pós-modernista.

Temple of Agape / Morag Myerscough and Luke Morgan. Image © Gareth Gardner Temple of Agape / Morag Myerscough and Luke Morgan. Image © Gareth Gardner Temple of Agape / Morag Myerscough and Luke Morgan. Image © Gareth Gardner Temple of Agape / Morag Myerscough and Luke Morgan. Image © Gareth Gardner + 70

A House for Essex / FAT and Grayson Perry

A House for Essex / FAT and Grayson Perry. Image © FAT
A House for Essex / FAT and Grayson Perry. Image © FAT

O FAT, lendário escritório com sede em Londres, desenvolveu este projeto para uma casa em Essex em colaboração com o artista Grayson Perry. O projeto foi a última obra construída antes do escritório encerrar as suas atividades. A casa é uma voluptuosidade de decorações, uma referência a quase todos os movimentos e contextos arquitetônicos conhecidos - entre eles, o próprio estilo Essex.

A House for Essex / FAT and Grayson Perry. Image © FAT A House for Essex / FAT and Grayson Perry. Image © FAT A House for Essex / FAT and Grayson Perry. Image © Grayson Perry A House for Essex / FAT and Grayson Perry. Image © Grayson Perry + 70

Hangzhou Neobio Family Park / X+Living

Hangzhou Neobio Family Park / X+Living. Image © Feng Shao
Hangzhou Neobio Family Park / X+Living. Image © Feng Shao

Este parque de diversões na China, projetado por X + Living, é uma espécie de arquitetura "meta-pós-modernista", uma referencia à cidade de Las Vegas dos anos 60, porém, com um paleta de cores contemporânea. Formas alegres e uma nostalgia do passado fazem deste parque uma experiência com um pé no futuro e outro no passado.

Hangzhou Neobio Family Park / X+Living. Image © Feng Shao Hangzhou Neobio Family Park / X+Living. Image © Feng Shao Hangzhou Neobio Family Park / X+Living. Image © Feng Shao Hangzhou Neobio Family Park / X+Living. Image © Feng Shao + 70

Terra do nunca de policarbonato - Restaurante Aranya para crianças / Wutopia Lab

Polycarbonate Neverland - Aranya Kid's Restaurant / Wutopia Lab. Image © CreatAR images
Polycarbonate Neverland - Aranya Kid's Restaurant / Wutopia Lab. Image © CreatAR images

O policarbonato é o principal material empregado neste projeto concebido para ser um paraíso para as crianças. Combinando formas familiares e detalhes marcantes, este projeto culmina em uma casa vermelha no topo da estrutura. O único objetivo dos arquitetos era criar uma "realidade mágica", um universo completamente diferente do nosso espaço mundano e sem graça.

Polycarbonate Neverland - Aranya Kid's Restaurant / Wutopia Lab. Image © CreatAR images Polycarbonate Neverland - Aranya Kid's Restaurant / Wutopia Lab. Image © CreatAR images Polycarbonate Neverland - Aranya Kid's Restaurant / Wutopia Lab. Image © CreatAR images Polycarbonate Neverland - Aranya Kid's Restaurant / Wutopia Lab. Image © CreatAR images + 70

Jardim de infância Frederiksvej / COBE

© Rasmus Hjortshoj
© Rasmus Hjortshoj

Com uma paleta de cores bastante sóbria e ângulos agudos, o edifício do jardim de infância Frederiksvej projetado pelo COBE talvez não seja a imagem mais clara daquilo que acreditamos ser um edifício pós-modernista, ou ainda mesmo pós-pós-modernista. Embora o projeto assuma as formas comuns dos seus edifícios vizinhos, ele é acima de tudo a materialização de um desenho infantil. Você pode até não gostar, mas é impossível não sorrir.

© Rasmus Hjortshoj © Rasmus Hjortshoj © Rasmus Hjortshoj © Rasmus Hjortshoj + 70

JIXI Christian Church / XING DI

JIXI Christian Church / XING DI. Image © Sun Haiting
JIXI Christian Church / XING DI. Image © Sun Haiting

A Igreja de Xing Di representa uma abordagem mais tradicional do pós-modernismo. Resultado de um orçamento bastante limitado e um terreno muito compacto, o projeto faz uma profunda reflexão sobre o universo tátil e experiencial. Ele não procura contextualizar-se com o seu entorno, mas ao invés disso, procura uma aproximação à uma arquitetura pós-moderna mais internacional.

JIXI Christian Church / XING DI. Image © Sun Haiting JIXI Christian Church / XING DI. Image © Sun Haiting JIXI Christian Church / XING DI. Image © Sun Haiting JIXI Christian Church / XING DI. Image © Sun Haiting + 70

Sobre este autor

Veja mais:

Notícias Artigos
Cita: Allen, Katherine. "Pós pós-modernismo: 10 projetos que reinterpretam o movimento na era digital" [Post Postmodernism: 10 Projects that Reinterpret the Movement for the Digital Age] 03 Out 2018. ArchDaily Brasil. (Trad. Libardoni, Vinicius) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/902733/pos-pos-modernismo-10-projetos-que-reinterpretam-o-movimento-na-era-digital> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.