O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Notícias
  3. En Reserva: Pavilhão do Peru na Bienal de Veneza 2018

En Reserva: Pavilhão do Peru na Bienal de Veneza 2018

En Reserva: Pavilhão do Peru na Bienal de Veneza 2018
En Reserva: Pavilhão do Peru na Bienal de Veneza 2018, © Laurian Ghinitoiu
© Laurian Ghinitoiu

En Reserva, pavilhão do Peru na Bienal de Veneza 2018, tenta mostrar a existência de uma camada milenar escondida na cidade de Lima, revelando sua generosidade urbana e arquitetônica através de diferentes escalas.

A exposição, com curadoria das arquitetas Marianela Castro de la Borda e Janeth Boza e do jornalista Javier Lizarzaburu, apresenta uma grande caixa que é percorrida de maneira perimetral, convidando o visitante a reconstruir as ligações entre o passado e o presente para, então, imaginar o futuro.

© Laurian Ghinitoiu © Laurian Ghinitoiu © Laurian Ghinitoiu © José Tomás Franco + 10

Descrição feita pela equipe. O primeiro encontro é um reconhecimento, um plano comemorativo cuja leveza expressa mistério e anuncia a presença de edifícios de 447 mil anos (chamados huacas) representados em uma matriz de nós de algodão nativos peruanos em cores naturais, já que a domesticação desse material foi muito importante no começo da civilização.

© Laurian Ghinitoiu
© Laurian Ghinitoiu

Os nós feitos por artesãos de Lima também evocam a linguagem mágica desenvolvida por Jorge Eduardo Eielson, pois simbolizam conflito e possibilidade, locais descobertos e outros a serem encontrados; por sua vez, representam as tensões e distensões com a cidade atual. Assim, à medida que avançamos, descobrimos como cada nó é conectado através de um fio com sua coordenada geográfica em um mapa que reconstrói uma abordagem do território da Lima pré-hispânica.

© Laurian Ghinitoiu
© Laurian Ghinitoiu

Esta planta não só nos mostra edifícios isolados, mas uma complexa rede composta de estradas, vales, rios e canais de irrigação que ainda mantêm Lima, cuja imagem atual é vista no verso através de uma foto de satélite que nos permite reconhecer a relação entre cada huaca e a geografia urbana.

© Laurian Ghinitoiu
© Laurian Ghinitoiu

A segunda revelação consiste em um modelo em escala 1: 75 que é uma hipotética reconstrução arquitetônica de uma das 447 huacas, o Templo do Sol em Pachacamac, pelo arquiteto Alfio Pinasco e sua equipe. Este templo domina a parte mais alta do Santuário de Pachacamac, um oráculo pré-hispânico que carrega um enorme sistema de crenças e, ao mesmo tempo, significa um local de peregrinação para o qual chegaram caminhos da Costa e da Serra do Peru.

© José Tomás Franco
© José Tomás Franco

Esta peça levita sob uma base árida que busca conectar as huacas com a particularidade de seu território, uma vez que essa condição resultou em uma arquitetura que é mais paisagem que um edifício. Portanto, este modelo é flanqueado lateralmente com duas fotografias panorâmicas que nos mostram a cidade que o rodeia, as transformações do território atual e os dons da natureza (o mar, as cores da terra, o pôr do sol) em uma condição de translucidez que, ao encontrar-se com essa arquitetura, o transforma.

© Laurian Ghinitoiu
© Laurian Ghinitoiu

No final da grande caixa virtual, a projeção de um vídeo que mostra as condições que Lima mantém com as huacas atualmente expõe encontros e desentendimentos urbanos, arquitetônicos e sociais em mais de uma dúzia deles.

© Laurian Ghinitoiu
© Laurian Ghinitoiu

Finalmente, o espaço do Arsenale, no pavilhão, nos permite perceber a relação entre território, arquitetura e cidade através de sons. O percurso do pavilhão é acompanhado por um som feito especificamente para este espaço inspirado nas diretrizes fundamentais do antigo Peru, compostas por Pauchi Sasaki.

© José Tomás Franco
© José Tomás Franco

Comissário: José Orrego Herrera
Curadores: Marianela Castro de la Borda, Janeth Boza, Javier Lizarzaburu Montani
Colaboradores: Toshio Pardo Tanamachi, Alejandro Lapouble Barrios, Lucero Chiclla Díaz
Artista convidado: Pauchi Sasaki / Instalación Sonora con el apoyo de ROLEX Mentor and Protégé Arts Initiative, Nomi Sasaki / Asistente
Produção: Patronato Cultural del Perú
Coordenação em Veneza: Eiletz / Ortigas Architects
Patrocinadores: El Comercio, Fundación Wiese
Desenho Gráfico: Arturo Higa Taira
Tradução: Alessandra Pinasco García Miró
Apoio: PromPerú, Universidad de Lima, Marcan, Telefónica del Perú, Unesco
Com o apoio adicional de: Ministerio de Cultura, Ministerio de Relaciones Exteriores, Ministerio de Comercio Exterior y Turismo, Pontificia Universidad Católica del Perú, Universidad Nacional de Ingeniería, Museo de Sitio Pachacámac,Asociación Peruana de Estudios de Arquitectura
Colaborações especiais: Gonzalo Benavente / Asesoría Creativa, Gonzalo Cáceres Dancuart / Fotografía, Alfio Pinasco / Maqueta del Templo del Sol en Pachacámac, James Vreeland / Naturtex,Florentino Guevara / Artesanos Algodón Nativo, Pisco Biondi, Omar Valladolid

Ver a galeria completa

Sobre este autor
Equipo Editorial
Autor
Cita: Equipo Editorial. "En Reserva: Pavilhão do Peru na Bienal de Veneza 2018" [En Reserva: Pabellón de Perú en la Bienal de Venecia 2018] 31 Mai 2018. ArchDaily Brasil. (Trad. Sbeghen Ghisleni, Camila) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/895423/en-reserva-pavilhao-do-peru-na-bienal-de-veneza-2018> ISSN 0719-8906