Centro Maggie em Barts / Steven Holl Architects

Centro Maggie em Barts / Steven Holl Architects

© Iwan Baan© Iwan Baan© Iwan BaanCroqui+ 14

  • Sócio Responsável:Chris McVoy
  • Arquiteto Projeto:Dominik Sigg
  • Paisagismo:Darren Hawkes Landscapes
  • Arquiteto Associado:JM Architects
  • Engenharia:Arup
  • Assessoria Construção Histórica:Donald Insall Associates
  • Consultoria Iluminação:L'Observatoire International
  • Coordenador Cdm:Floor Projects LLP
  • Consultor De Código:Butler & Young
  • Assessor De Planejamento:DP9
  • Orçamento:Gardiner & Theobald
  • Gestão De Construção:Sir Robert McAlpine
  • Arqueologia:MOLA
  • Consultoria Vidro:Arup
  • Arquiteto Responsável:Steven Holl
  • Equipe De Projeto :Bell Ying Yi Cai, Gemma Gene, Martin Kropac, Christina Yessios
  • Cidade:Londres
Mais informaçõesMenos informações
© Iwan Baan
© Iwan Baan

Descrição enviada pela equipe de projeto. O terreno no centro de Londres encontra-se junto ao grande pátio do Hospital de San Bartolomé. Fundado em Smithfield, no século XII, o hospital mais antigo de Londres foi inaugurado na mesma época que a grande Igreja de San Bartolomé, em 1123. Rahere fundou a igreja e o hospital "para a restauração dos homens pobres". Camadas de história caracterizam esse terreno único, conectando-o profundamente com a cultura medieval de Londres. Apesar do fato de que a maioria dos Centros Maggie existentes tem sido edifícios horizontais, o centro de St. Barts será vertical, apoiado na propriedade de carga histórica. Ele substituirá uma pragmática estrutura de tijolos dos anos 60 adjacente a uma estrutura de pedra do século XVII de James Gibbs, que abrigará o "Grande Salão" e a famosa escada Hogarth.

Croqui
Croqui
Croqui
Croqui

O edifício está concebido como um "recipiente dentro de um recipiente dentro de um recipiente". A estrutura é um marco de concreto ramificado, a camada interna é de bambu e a externa de vidro branco mate com fragmentos de vidros coloridos que relembram a 'notação neume" da música medieval do século XIII. A palavra neume origina no pneuma grego que significa "força vital". Ela sugere como um "alento de vida" que se enche de inspiração, como uma corrente de ar, um sopro do vento. A camada exterior de vidro está organizada em faixas horizontais, enquanto a estrutura de concreto se ramifica. O centro de três pavimentos possui uma escada curva, aberta e integrada ao marco de concreto com espaços abertos alinhados verticalmente no bambu.

© Iwan Baan
© Iwan Baan
Corte
Corte
© Iwan Baan
© Iwan Baan

A geometria da fachada de vidro, como um "bastão" musical, está organizada em faixas horizontais de 90 cm de largura, seguindo a geometria da escada principal ao longo da fachada norte, enquanto ergue-se o ambiente com vidro claro em direção à praça principal, marcando a entrada principal. Existe uma segunda entrada na abertura oeste que está voltada para o jardim estendido da igreja adjacente. O edifício encontra-se em um jardim público aberto à uma grande sala de ioga, Tai Chi, reuniões, etc; O caráter interior desse edifício estará modelado por uma luz colorida que refletirá no solo e nas paredes, mudando segundo a hora do dia e a estação do ano. A iluminação interior é organizada para permitir que as lentes coloridas, junto com o vidro branco translúcido da fachada, criem uma presença nova, alegre e radiante nessa esquina da grande praça do Hospital  St. Barts.

Galeria do Projeto

Ver tudoMostrar menos

Localização do Projeto

Endereço:Londres, Reino Unido

Clique para abrir o mapa
Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
Cita: "Centro Maggie em Barts / Steven Holl Architects" [Maggie's Centre Barts / Steven Holl Architects] 06 Fev 2018. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/888115/centro-maggie-em-barts-steven-holl-architects> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.