O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. 2º lugar no concurso para o Museu Paulista, por Pires Giovanetti e Guardia + Metropole Arquitetos

2º lugar no concurso para o Museu Paulista, por Pires Giovanetti e Guardia + Metropole Arquitetos

2º lugar no concurso para o Museu Paulista, por Pires Giovanetti e Guardia + Metropole Arquitetos
2º lugar no concurso para o Museu Paulista, por Pires Giovanetti e Guardia + Metropole Arquitetos, Cortesia de Pires Giovanetti e Guardia + Metropole Arquitetos
Cortesia de Pires Giovanetti e Guardia + Metropole Arquitetos

Publicamos, na semana passada, o resultado para o Restauro, Modernização e Ampliação do Museu Paulista, no bairro do Ipiranga, em São Paulo. O concurso propunha a ampliação do edifício com novas áreas de acolhimento, exposição, auditório, loja, café etc.Também era necessário adequar o edifício para seu pleno funcionamento: restauro, instalações, acessibilidade universal, etc. Para atender ao proposto foi montada equipe multidisciplinar que atendia tecnicamente às necessidades do projeto. Conheça, abaixo, o projeto completo da equipe que recebeu o segundo lugar, composta pelos escritórios Pires Giovanetti e Guardia e Metropole Arquitetos.

O projeto de intervenção no Museu Paulista parte da compreensão de necessidade de ampliação de áreas técnicas e de um novo acolhimento que incorpore as necessidades atuais e permita plena acessibilidade. Para isto propõe-se um novo eixo de circulação que atravessa o Parque da Independência. Nas suas extremidades são desenhadas novas praças, que integram o Jardim Francês, a esplanada do Museu e o novo programa. É a partir deste eixo que o projeto de intervenção se organiza, marcando claramente os novos acessos e reforçando a monumentalidade do acesso pelo saguão principal.

Cortesia de Pires Giovanetti e Guardia + Metropole Arquitetos
Cortesia de Pires Giovanetti e Guardia + Metropole Arquitetos
Diagrama 2
Diagrama 2

Assim, ocupa-se a esplanada frontal do edifício inserindo no território esta intervenção com uma delicada interferência nos elementos existentes. Se por um lado não se pretende esconder ou camuflar a intervenção contemporânea, por outro fica evidente a intenção de um diálogo respeitoso entre as novas propostas e o edifício monumento.

O edifício, uma importante obra da arquitetura e engenharia do final do século XIX, é um referencial urbano simbólico – Parque da Independência + Museu Paulista formam um conjunto que configura e qualifica seu entorno. Na escala aproximada, do pedestre, dos usuários cotidianos do Museu e do Parque observa-se um reconhecimento do valor deste conjunto pelo seu valor cultural, ambiental e urbano.

Novo Eixo

Cortesia de Pires Giovanetti e Guardia + Metropole Arquitetos
Cortesia de Pires Giovanetti e Guardia + Metropole Arquitetos

Este novo eixo proposto respeita a simetria do edifício monumental. Suas extremidades, na cota do parque terão desenho que evidenciam os novos acessos do museu na cota do jardim com o desenho de duas praças que preservam o arruamento original do Parque. Na cota superior da esplanada a rua proposta fica marcada pela diferença de material de piso em relação ao restante da área. Utiliza-se vidro translucido que durante o dia é uma singela marca. À noite, a iluminação do pavimento inferior ilumina a cota superior, como uma lanterna, marcando a intervenção contemporânea.

Desta forma, o novo acesso funciona de forma similar e paralela às duas vias laterais do edifício existente sem eliminar ou competir com sua a entrada monumental.

Cortesia de Pires Giovanetti e Guardia + Metropole Arquitetos
Cortesia de Pires Giovanetti e Guardia + Metropole Arquitetos

Entende-se que o desnível entre o Jardim e a Esplanada do Museu, configurado a partir de um muro de arrimodeve ser preservado como limite importante para a configuração de ambos os espaços.  A necessidade de remoção do aterro para instalação dos novos programas também se apresentou como uma possibilidade de evidenciar a técnica construtiva e a engenharia daquele momento.

No ponto médio do percurso encontra-se a nova área de acolhimento do público. No setor oeste a nova sala de exposições, no setor leste os serviços internos. Desta forma, pode-se separar a circulação de público e de serviço, caso estas estejam acontecendo concomitantemente.

Circulações e Acessibilidade

Esquema Circulação
Esquema Circulação

São propostas três novas prumadas de circulação vertical dentro do edifício monumento:

Duas prumadas simétricas, implantadas na área das torres que conectam o novo embasamento, térreo, 1º  2º pavimentos por escada e elevador. As escadas existentes, de madeira – seja por sua condição estrutural, seja pela demanda de novas escadas - são reforçadas permitindo seu uso de forma controlada.

Esquema Programas
Esquema Programas

Um conjunto de escadas rolantes complementa a conexão entre o embasamento e o edifício monumento. Em função do desnível entre as cotas são necessários dois lances de escada que terão o patamar na cota do subsolo do edifício permitindo a passagem, e visualização das fundações do edifício.

Uma terceira prumada implantada no corpo central conecta térreo, primeiro pavimento e a nova sala multiuso/mirante proposta.

Este novo sistema de circulação permite variadas formas de experimentar o edifício, desde um fluxo continuo e direcionado até a possibilidade de circulação livre e aleatória, ficando principalmente em função da proposta de museografia/expografia.

  • Arquitetos

  • Localização

    Av. Nazaré, 481 - Ipiranga, São Paulo - SP, 04263-000, Brasil
  • Arquitetos Responsáveis

    Anna Helena Villela, Juca Pires e Silvio Oksman
  • Equipe

    Vito Macchione, Ariel Somekh, Maria Beatriz Aves de Souza, Bruna Lima Caracciolo
  • Colaboradores

    Beatriz Vicino, Luiza Nadalutti
  • Consultores

    Ana Paula Hirata Tanaka (preservação de acervos) Antônio Sérgio Damasco Penna (fundações) Azarias Macedo Junior (Instalações elétricas/spda) Carla Castro de Paula(orçamentos) Cássia Schroeder Buitoni (programação visual) Deborah Arjona Tomé (consultoria bombeiros) Fernanda Carvalho Ferreira Villares (iluminação) Flavio Correia D'Alambert (estrutura metálica) João Batista Dumangin (estrutura concreto/reforços estruturais) Marta Aparecida Tomaz (instalações eléticas/bombeiros) Roberto Akio Hattori(climatização/instalações mecânicas) Tatiana Gentil Machado (programação visual)
  • Ano do projeto

    2017
Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato. Cita: Eduardo Souza. "2º lugar no concurso para o Museu Paulista, por Pires Giovanetti e Guardia + Metropole Arquitetos" 19 Jan 2018. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/887399/2o-lugar-no-concurso-para-o-museu-paulista-por-pires-giovanetti-e-guardia-plus-metropole-arquitetos> ISSN 0719-8906