O site de arquitetura mais visitado do mundo
Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Artigos
  3. Dicas de portfólio para arquitetos e designers de interiores

Dicas de portfólio para arquitetos e designers de interiores

Dicas de portfólio para arquitetos e designers de interiores
Dicas de portfólio para arquitetos e designers de interiores

O seguinte artigo, originalmente publicado pela "Rainha dos Portfólios", como Stephanie Gleeson gosta de ser chamada, nos fornece uma perspectiva privilegiada sobre o que as pessoas estão procurando quando se deparam com o seu portfólio. Gleeson, Consultora Sênior na empresa de recrutamento Bloomfield Tremayne & Partners, oferece suas principiais dicas à respeito de quase tudo, de questões hierárquicas, software e formatação, até como apresentar seu portfólio na entrevista.

Quando tratamos de indivíduos que procuram vagas de arquitetura ou design de interiores, há uma preocupação ainda maior com a apresentação do portfólio.

Seu portfólio pode, e deve, dizer tanto sobre você a um potencial empregador, quanto você mesmo é capaz:

  • Você é organizado?
  • Você compreende a evolução dos seus próprios projetos?
  • Quem é você como projetista/designer?

Nós queremos que você seja o seu próprio portfólio, então eis aqui minhas melhores dicas, sendo que eu mesma já passei por estes processos e também por tudo que já vi trabalhando como consultora de recrutamento. E confie em mim - eu já vi de tudo. 

1. Como eu devo estruturar meu portfólio?

  • Hierarquize as informações ou então, desista.

Seu portfólio deve ser estruturado para a função que você está procurando. A função pela qual você está pleiteando deve aparecer em destaque, então, coloque em primeiro lugar tudo que tem feito em relação a isso.

De mais peso a certos aspectos do seu trabalho. Coloque tudo que for mais relevante nas primeiras páginas.

Assim como em uma entrevista de emprego - as primeiras impressões são as que ficam, com seu portfólio não será diferente. 

Exemplo de portfólio que demonstra diferentes aspectos do trabalho concluído - note que a imagem "vencedora" está com os devidos créditos. Exemplo fornecido por Muhammad H. com sua total permissão para ilustrar este artigo. Não reproduza sem permissão.
Exemplo de portfólio que demonstra diferentes aspectos do trabalho concluído - note que a imagem "vencedora" está com os devidos créditos. Exemplo fornecido por Muhammad H. com sua total permissão para ilustrar este artigo. Não reproduza sem permissão.

  • Recente e relevante, não necessariamente cronológico

Tal como foi dito em relação a hierarquia das informações, garantir que o seu portfólio mostre o seu trabalho mais relevante e recente é fundamental. Você deve ouvir as pessoas dizerem que seu portfólio deve contar a sua história, no entanto, sua história não precisa estar em ordem cronológica - talvez o seu início tenha mais a ver com o que você tem feito mais recentemente, talvez o seu primeiro trabalho deva ser colocado logo antes do seu mais novo projeto.

  • Desenvolva dois portfólios

O primeiro portfólio é como um trailer. Deve ser um portfólio de cinco a dez páginas que acompanha sua carta de apresentação e o seu CV. É fundamental que ele seja altamente relevante para o cargo, pois é através disso que você será avaliado e julgado pela primeira vez.

Seu segundo portfólio deve ser uma versão mais elaborada do primeiro, que você apresentará na entrevista. Aqui está a sua chance de destacar as habilidades adicionais que você possa ter - tendo em mente que você precisa desenvolver o que apresentou no primeiro. Muitas vezes, é uma boa idéia imprimir um documentação para acompanhar o seu segundo portfólio.

2. Onde eu começo?

  • Escolha o software correto

Utilizar o software correto para criar e apresentar seu portfólio é fundamental - você é um designer, afinal. O layout não precisa ser excessivamente complicado, mas não utilize programas como o Microsoft Word ou o PowerPoint, pois esses programas não tem nada a ver com as suas habilidades. Eu recomendaria usar Adobe InDesign para preparar o seu portfólio.

  • Fontes – simples, as mais simples!

Escolha uma tipografia simples, como Arial ou Helvetica, etc., a menos que você queira justificar sua decisão. A legibilidade é a chave. Você pode conhecer pessoas que odeiam Arial porque ela é utilizada excessivamente - mas ela está disponível na maioria dos computadores e dispositivos, então você não terá problemas, quando de repente, toda a sua formatação foi para o brejo.

Você deve focar em seu trabalho, não na fonte que escolheu.

  • Admin: nomeie seu arquivo corretamente

Se a empresa estiver examinando uma dúzia de portfólios, nomear seu arquivo corretamente tornará sua vida muito mais fácil. Uma boa maneira de nomear seu arquivo é 'nome_sobrenome_empresa'.

  • Comprima seu portfólio

Não há nada como abrir sua caixa de entrada em uma manhã de quarta-feira e encontrar meia dúzia de e-mails - todos da mesma pessoa que teve a brilhante ideia de enviar seu portfólio em vários PDF's separados. Isso ocorre porque eles não foram capazes de comprimir os arquivos do próprio portfólio, então a única opção foi dividi-lo em arquivos menores.

Ninguém tem tempo para estas coisas!

Não sabe como comprimir seu portfólio? Você pode usar a Adobe, ou qualquer outro conversor de PDF gratuito on-line - basta procurar no Google.

  • On-line ou off-line?

Os portfólios on-line têm muitos benefícios: está acessível em apenas um clique, instantaneamente, e você não precisa lidar com o tamanhos dos arquivo (a não ser que sua internet seja lenta) além de criar seu perfil na rede.

Mas, se você nunca trabalho com um UX / UI Design, fique fora disso, pois você não terá autonomia para controlar e apresentar seu portfólio da melhor maneira. As pessoas geralmente pulam partes, podendo perder completamente a compreensão do seu trabalho como um todo.

3. Quais conteúdos devo incluir?

  • Seja autêntico: mostre seu próprio trabalho

Parece fácil não é mesmo? Mas ainda assim não é o suficiente.

Nos deparamos diariamente com muitos portfólios que apenas mostram imagens finais do projeto - e mesmo que elas pareçam impressionantes, considerando que a maioria destas imagens são terceirizadas, elas não dizem nada à respeito das suas habilidades.

Mostre suas habilidades inatas, eu quero vê-las:

  • Esboços feito à mão
  • Imagens do processo (e.g. Imagens em wireframe, imagens do modelo paramétrico)
  • Renderes rápidos para revisão do projeto
  • Desenho executivo e detalhamento

Porque isso evidencia o que você realmente é capaz de fazer.

Se você deseja incluir apenas a imagem "vencedora" para mostrar como seu projeto ficou no final, tudo bem, mas coloque os créditos de autoria da imagem no final.

E se você mesmo fez as imagens finais - certamente inclua isso, mas você ainda precisa mostrar o caminho do conceito até a visualização final do projeto. Passo a passo. Não procure atalhos.

  • Hierarquia, hierarquia, hierarquia

Eu poderia falar sobre isso durante dias, mas, mais uma vez, repita comigo: hierarquia! 

Dê mais peso para certos aspectos do seu trabalho que sejam mais relevantes para o cargo que você está pleiteando. E se você se apresentar como um faz-tudo, forneça exemplos de todas as etapas do seu trabalho.

  • Anotações precisas

Mantenha a simplicidade, não se estenda. O ideal é ser pontual.

Um modelo útil para utilizar é: Título e informações complementares (se souber): x Fase do projeto: x Software utilizado:

  • Projeto de uso misto de 12 pavimentos – Richmond, $15 Milhões de dólares
  • Desenho esquemático, Planejamento urbano
  • SketchUp, Photoshop, Croquis, Revit

As anotações precisam estar alinhadas com seu CV. Todas as imagens e amostras de projeto devem se relacionar com projetos apresentados no currículo.

4. Como eu apresento meu portfolio na entrevista?

  • Digital ou impresso?

Honestamente, você pode utilizar qualquer um dos dois – mas tenha algumas coisas em mente.

Se você está apresentando seu portfólio em arquivo digital:

Exemplo de portfólio que demonstra uma anotação concisa. Exemplo fornecido pela Wan Z. com a total permissão para ilustrar este artigo. Não reproduza sem permissão.
Exemplo de portfólio que demonstra uma anotação concisa. Exemplo fornecido pela Wan Z. com a total permissão para ilustrar este artigo. Não reproduza sem permissão.

  • Certifique-se de perguntar antes se eles têm computadores ou telas onde apresentar seu portfólio – nem todas as empresas tem, então se informe com antecedência para não haver nenhum contratempo, USB em mãos, e um lugar para conectá-lo!
  • Se você irá apresentá-lo em seu próprio computador ou tablet, certifique-se de que a tela é grande o suficiente. Eu já vi pessoas apresentando portfólios em iPhones e Tablets, além de que levava até 20 segundos para carregar cada imagem - frustrante!

Com cópia impressa, certifique-se de ter utilizar um serviço de impressão de qualidade para mostrar o melhor do seu trabalho.

  • Não tente ser divertido

Mantenha o seu foco. Para ajudar a estruturar sua resposta, use a seguinte fórmula:

  • Apresentação
  • Valor da obra
  • Prazo
  • Etapas concluídas
  • Quem trabalhou com você neste projeto
  • Como a imagem foi feita

Minha dica número um é praticar a apresentação de seu portfólio com amigos, tanto os que trabalham na mesma área quanto os que não! Também procure treinar a apresentação de seu portfólio de cabeça para baixo, como você provavelmente deverá apresentar em uma entrevista. 

Preste atenção nos comentários do entrevistador para compreender onde está o foco dele - isso dá uma idéia de qual é o interesse deles em você e no seu trabalho.

Exemplo de portfólio que demonstra o processo de modelagem paramétrica. Exemplo fornecido por Muhammad H. com sua total permissão para ilustrar este artigo. Não reproduza sem permissão.
Exemplo de portfólio que demonstra o processo de modelagem paramétrica. Exemplo fornecido por Muhammad H. com sua total permissão para ilustrar este artigo. Não reproduza sem permissão.

  • Linguagem corporal

Há dezenas de artigos na Forbes, Business Insider, e muitos outros sites sobre linguagem corporal em entrevistas - e há uma boa razão para isso - mesmo que seu portfólio possa ser incrível, o entrevistador estará pensando:

Será que eu posso apresentar esta pessoa para meus clientes?

Eu já vi candidatos sentados sem postura nenhuma, que mal fazem contato visual ou de braços cruzados -  muitas vezes isso se deve ao nervosismo e não necessariamente sejam conscientes de que possam estar passando mensagens negativas á respeito de si mesmos.

O portfólio pode ser fascinante, podem ser pessoas incrivelmente apaixonadas pelo que fazem, e seriam um trunfo para qualquer empresa, mas sua linguagem corporal pode se tornar a sua maior barreira.

Então, para evitar uma má impressão á respeito de sua linguagem corporal, aqui estão as minhas três principais dicas:

  • Sente-se corretamente – pense que sua espinha está presa a uma corda e alguém está puxando ela para cima. Levante-se.
  • Mantenha contato visual - olhar para baixo em sua entrevista não é nada bom, mas olhe para eles quando estiverem fazendo uma pergunta. Se você precisa focar em outra coisa para pensar, está tudo bem! Mas retribua o olhar no início e no fim de sua resposta.
  • Sorriaas endorfinas são liberadas quando você sorri, o que ajudará a diminuir seu nível de stress, relaxando e melhor ainda: você poderá em breve estar trabalhando com o seu entrevistador, então anime-se!

E é isso mesmo - mantenha a simplicidade, a legibilidade, a acessibilidade e a cordialidade quando for desenvolver e apresentar seu portfólio, e seja sempre honesto quanto a autoria dos trabalhos que você está apresentando.

Sobre este autor
Cita: Gleeson, Stephanie. "Dicas de portfólio para arquitetos e designers de interiores" 19 Out 2017. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/881643/dicas-de-portfolio-para-arquitetos-e-designers-de-interiores> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.