As cópias mais estranhas da arquitetura chinesa

As cópias mais estranhas da arquitetura chinesa

O mundo todo já está ciente da inclinação dos arquitetos chineses de replicar suas obras favoritas de arquitetura, dos icônicos projetos de Zaha Hadid a vilas históricas. A questão é, certamente, mais complexa do que muitas vezes é retratada - mas mesmo após debater o fenômeno a partir da perspectiva das normas culturais chinesas, da lei de direitos autorais, e mesmo questionar se estas cópias podem realmente ser boas para a arquitetura, a China continuará criando mais e mais cópias. Algumas são desconcertantes, algumas formalmente impressionantes, outras são até mesmo bonitas. De modo geral, todas elas são, de alguma forma, divertidas. Veja, a seguir, as seis mais estranhas.

Centro Pompidói

via 不正经历史研究所

via GIPHY

O Pepinão de Norman Foster

via 不正经历史研究所

via GIPHY

Capela de Wrongchamp

via 不正经历史研究所

via GIPHY

One, por Zaha Hadidn't

via 不正经历史研究所

via GIPHY

pera de Sydney

via 不正经历史研究所

via GIPHY

Not-a Botta

via 不正经历史研究所

via GIPHY

Fonte: 不正经历史研究所

Sobre este autor
Cita: Stott, Rory. "As cópias mais estranhas da arquitetura chinesa" [The Kookiest Chinese Copies, from PompiDON'T to WRONGchamp] 17 Mai 2017. ArchDaily Brasil. (Trad. Baratto, Romullo) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/871346/as-copias-mais-estranhas-da-arquitetura-chinesa> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.