O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Notícias
  3. Um ano sem Zaha Hadid: para onde caminha a arquitetura?

Um ano sem Zaha Hadid: para onde caminha a arquitetura?

Um ano sem Zaha Hadid: para onde caminha a arquitetura?
Um ano sem Zaha Hadid: para onde caminha a arquitetura?, Galaxy Soho. Image © Iwan Baan. Image © ArchDaily
Galaxy Soho. Image © Iwan Baan. Image © ArchDaily

Era tamanha a importância de sua existência que nunca me dediquei a especular sobre sua ausência até o dia de hoje.

As obras não bastam; são necessários seus desenhos, maquetes e seu posicionamento para compreender o lugar que Zaha Hadid ocupava na arquitetura mundial. Era um ponto de referência - contra-exemplo para muitos, líder para outros - cujo trabalho servia de termômetro para compreender o momento político, econômico e visceral da arquitetura em um momento determinado. Para mim, era a proposta que fazia frente ao genérico da caixa branca, abrindo caminhos por cima do preconceito e da técnica através de uma arquitetura líquida e radical.

© Iwan Baan. Image © ArchDaily
© Iwan Baan. Image © ArchDaily

Atenho-me em sua representação gráfica: a maneira através da qual a topografia constrói um edifício e os espaços se fundem uns com os outros, transgredindo o significado de seus componentes. Saúdo as colunas habitadas do Phaeno na Alemanha, os sinuosos brises do MAXXI em Roma, e seus imponentes cubos de elevadores; celebro a imensa claridade da piscina olímpica e a graciosa plástica com a que seus trampolins se posicionam frente à água; invejo e copio suas perspectivas em papel preto que tanto me emocionaram ao longo de minha carreira. Insisto, era parte de um equilíbrio necessário para combater as fórmulas acadêmicas e imobiliárias que, frente a justificativas, mudaram de rumo. que hoje se protegem com o argumento de fazer o menos possível dentro de uma tímida arquitetura da desculpa. 

© Hélène Binet. Image © ArchDaily
© Hélène Binet. Image © ArchDaily

Não era perfeita, mas perfectível. Podemos retomar suas melhores ideias, expressões e conceitos para levar a disciplina a novos caminhos insuspeitos, como o fez Hadid quando ofereceu ao mundo a possibilidade de explorar uma maneira de fazer arquitetura que, naquele momento, ela mesma desconhecia. Um ano após sua partida, ainda se desconhece o destino de suas ideias. Será o tempo que nos permitirá julgar o rumo de seus seguidores e inimigos, e observar o envelhecimento de seus edifícios. Perdemos uma voz importante na arquitetura mundial que, durante décadas, construiu um discurso próprio respaldado por obras e árduo trabalho. 

Algo está claro: na medida que perdemos vozes que provoquem suspiros e discórdias, como fez ela durante décadas, morreremos afogados pela repetição e tédio. Para mim, acima de tudo, Zaha Hadid foi uma fonte de inspiração durante meus anos de estudante; razão mais que suficiente para recordar uma pessoa querida e absolutamente desconhecida. 

Ver a galeria completa

Cita: Goldin Marcovich, Pablo David. "Um ano sem Zaha Hadid: para onde caminha a arquitetura?" [Un año sin Zaha Hadid: ¿hacia dónde va la arquitectura?] 19 Abr 2017. ArchDaily Brasil. (Trad. Baratto, Romullo) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/869360/um-ano-sem-zaha-hadid-para-onde-caminha-a-arquitetura> ISSN 0719-8906
Ler comentários