O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Notícias
  3. Fernando Menis propõe sala de concertos extremamente texturizada na Polônia

Fernando Menis propõe sala de concertos extremamente texturizada na Polônia

  • 15:00 - 27 Janeiro, 2017
  • por Equipo Editorial
  • Traduzido por Lis Moreira Cavalcante
Fernando Menis propõe sala de concertos extremamente texturizada na Polônia
Fernando Menis propõe sala de concertos extremamente texturizada na Polônia, © Patryk Lewinski
© Patryk Lewinski

Este artigo é parte da nossa nova série "Material em Foco", onde pedimos aos arquitetos que compartilhem conosco como se dá o processo de criação através da escolha de materiais que definem parte importante da construção de seus edifícios.

O CKK Jordanki (Centro Cultural e de Convenções Jordanki) de Fernando Menis está localizado no centro histórico de Torun. Ele respeita a altura mais baixa dos edifícios do entorno para preservar as vistas do rio e melhor se ajustar ao ambiente natural que o circunda. O edifício foi projetado para parecer mais natural, como uma 'pedra' que marca a transição do lote urbano para o parque que o rodeia. Nesta entrevista, falamos com Fernando Menis, que explicou em profundidade como a seleção dos materiais do projeto contribuiu para o processo projetual, ajudou na inclusão da acessibilidade universal e na construção do projeto.

© Jakub Certowicz © Jakub Certowicz © Patryk Lewinski © Patryk Lewinski + 13

© Malgorzata Replinska
© Malgorzata Replinska

Quais foram os principais materiais utilizados no projeto?

FM: Concreto e "picado". "Picado", palavra vinda do espanhol, é um material novo, certificado pelo Instituto de Pesquisa em Construção da Espanha e da Polônia, e consiste em misturar concreto com outros materiais e quebrá-lo após a montagem, para obter certos efeitos acústicos. No caso do CKK Jordanki, o efeito "quebrado" foi conseguido pela mistura de concreto com tijolos vermelhos reciclados ou com pedra vulcânica.

Cortesia de Fernando Menis
Cortesia de Fernando Menis

Em termos de materiais, quais foram suas principais fontes de inspiração e influência para selecioná-los?

FM: A maior fonte de inspiração foi, sem dúvida, o centro histórico da cidade de Torun, a cidade onde o CKK Jordanki está localizado. Torun, uma cidade que é patrimônio da UNESCO, tem um forte legado gótico e suas fachadas são quase todas de tijolos vermelhos.

© Jakub Certowicz
© Jakub Certowicz

Você pode descrever como as decisões sobre os materiais foram consideradas dentro do projeto conceitual?

FM: A preocupação essencial era obter uma excelente acústica, uma vez que o foco do projeto era uma Sala de Concertos. Para tal, nos preocupamos com o uso de materiais que poderiam dar bons resultados em termos de reflexão, distribuição e absorção de som. Nesse sentido, o "picado" feito com tijolo complementa a geometria da Sala de Concertos e reflete e distribui o som muito bem. Também sempre tentamos aproveitar ao máximo empresas e recursos locais, portanto, além do concreto, usamos tijolos usados de uma empresa local (Ceramsus). Finalmente, em termos de materialidade e a partir de uma interpretação contemporânea de um material tradicional, quisemos fazer referência ao legado gótico da cidade de Torun, cujo tijolo vermelho é onipresente: no CKK Jordanki, o tijolo vermelho "picado" permeia o interior e aparece também na fachada, num contraste expressivo com o concreto branco, que também foi utilizado.

© Jakub Certowicz
© Jakub Certowicz
© Jakub Certowicz
© Jakub Certowicz
© Patryk Lewinski
© Patryk Lewinski

Quais foram as vantagens destes materiais durante a construção?

FM: O concreto fornecido pela CEMEX Polônia e os tijolos fornecidos pela Ceramsus são materiais produzidos localmente, portanto, além de ajudar a impulsionar a economia local, seus preços eram muito acessíveis. Além disso, os tijolos que usamos eram residuais, então os reciclamos criativamente, dando-lhes uma nova forma e função. O "picado" atua como uma ferramenta no sistema de acústica projetado para o edifício.

Cortesia de Fernando Menis
Cortesia de Fernando Menis

Você enfrentou algum desafio devido à sua seleção de material?

FM: A palavra desafio é muito apropriada para este projeto, pois tudo foi pura invenção e inovação. Queríamos experimentar novos métodos para acústica, para demonstrar que é possível criar um novo tipo de auditório sem madeira, desmistificando o barroco. Então todos esses desafios foram superados quando o novo concreto foi aprovado em laboratórios oficiais e certificados na Espanha e na Polônia.

© Patryk Lewinski
© Patryk Lewinski

Houveram outros materiais considerados para o projeto? Se sim, como o projeto teria mudado?

FM: Desde o início, quando eu visitei pela primeira vez Torun e descobri que a cidade histórica foi essencialmente construída com tijolo vermelho, decidi usar esse material misturado com concreto. Em outras palavras, a direção final tinha sido escolhida desde o início, embora a ideia tenha sido desenvolvida e aperfeiçoada ao longo do caminho, com os diferentes testes e provas que realizamos.

© Patryk Lewinski
© Patryk Lewinski

Como você pesquisou e escolheu fornecedores ou mão-de-obra para os materiais usados no projeto?

FM: Quando cheguei na Polônia, observei como eles trabalhavam lá, quais os costumes que tinham, no que eram melhores, quais eram os preços mais competitivos; depois de levar tudo isso em consideração, concebemos o sistema construtivo, sempre de acordo com a cultura construtiva da Polônia.

© Jakub Certowicz
© Jakub Certowicz

* CKK Jordanki recebeu recentemente o CEMEX Building Award de 2016 na categoria de Acessibilidade Universal para a equipe internacional.

CKK Jordanki / Fernando Menis

Ver a galeria completa

Sobre este autor
Equipo Editorial
Autor
Cita: Equipo Editorial. "Fernando Menis propõe sala de concertos extremamente texturizada na Polônia" [Below The Extraordinarily Textured Surface of This Unique Polish Concert Hall ] 27 Jan 2017. ArchDaily Brasil. (Trad. Moreira Cavalcante, Lis) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/804000/fernando-menis-propoe-sala-de-concertos-extremamente-texturizada-na-polonia> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.