O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Notícias
  3. Onze igrejas em São Paulo para visitar nas férias

Onze igrejas em São Paulo para visitar nas férias

Onze igrejas em São Paulo para visitar nas férias
Onze igrejas em São Paulo para visitar nas férias, Pateo do Colégio. © lubasi, via Flickr. Licença CC BY-SA 2.0
Pateo do Colégio. © lubasi, via Flickr. Licença CC BY-SA 2.0

Igrejas são, historicamente, edificações de importância tanto religiosa como cultural e urbanística. Frequentemente implantadas de frente a uma praça, sua localização está relacionada muitas vezes com o marco de fundação das cidades brasileiras.

Em São Paulo, em uma curta caminhada pela região central é possível cruzar com muitas delas, construídas em um intervalo de tempo que vai do século XIV à segunda metade de século XX. Veja, a seguir, uma lista criada pela Arquidiocese de São Paulo de onze igrejas para visitar na cidade.

Catedral da Sé

Catedral da Sé. © lubasi, via Flickr. Licença CC BY-SA 2.0
Catedral da Sé. © lubasi, via Flickr. Licença CC BY-SA 2.0

Inaugurada em 25 de janeiro de 1954, por ocasião das comemorações do IV centenário de fundação da cidade de São Paulo. O estilo neogótico da Catedral é considerado peculiar, com seu aspecto eclético em estilos arquitetônicos. Nas colunas alçadas a 70 metros de altura, encontram-se elementos típicos da fauna e da flora brasileiras, como ramos de café, o tamanduá-bandeira, o tatu-bola, a coruja contrastando com grandes personagens do século XX, da história da Catedral e da história universal.

Na Catedral, você também pode visitar a cripta – capela subterrânea localizado localizada logo abaixo do altar principal. Inaugurada em 1919, contém 30 câmaras mortuárias destinadas a guardar os sarcófagos dos bispos e arcebispos, além de guardar os restos mortais do cacique Tibiriçá, o primeiro cidadão de Piratininga, do padre Feijó, Regente do Império, e recentemente do Cardeal Paulo Evaristo Arns, que foi “Defensor dos pobres, marginalizados” (como destacou o Papa Francisco, em carta para a Arquidiocese de São Paulo por ocasião da morte do Cardeal).

Pateo do Collegio

Pateo do Colégio. © Rodrigo Soldon, via Flickr. Licença CC BY-ND 2.0
Pateo do Colégio. © Rodrigo Soldon, via Flickr. Licença CC BY-ND 2.0

A cidade de São Paulo nasceu em torno do colégio de Piratininga, com a chegada da missão dos jesuítas em 1554. No local onde estava construído o colégio, hoje há uma pequena igreja dedicada a São José de Anchieta, um dos fundadores da cidade. A capela, reconstruída na década de 1980, tem uma relíquia exposta de Anchieta.

No conjunto, também é possível conhecer o Museu Anchieta – que tem um acervo “predominantemente composto de peças de arte sacra que remetem à vida social paulistana intrinsecamente ligada a religiosidade dos primórdios da cidade”, e o Café do Pateo – que serve o café pessegueiro, “produto paulista, cultivado na fazenda que dá nome a bebida na região mogiana desde 1870”.

  • Endereço: Largo Pátio do Colégio, 34, Centro
  • Horário de funcionamento da igreja, museu e café é de terça-feira a domingo das 9h às 16h30.
  • Missas: De terças as sextas-feiras às 12h e aos domingos às 10h.
  • Site: www.pateodocollegio.com.br

Mosteiro de São Bento

Mosteiro São Bento. © Felipe Lange Borges, via Flickr. Licença CC BY-NC-ND 2.0
Mosteiro São Bento. © Felipe Lange Borges, via Flickr. Licença CC BY-NC-ND 2.0

Cenário que ficou famoso com as bênçãos dos Papa Bento XVI na sacada da faculdade, a construção da Basílica tem estilo da escola artística de Beuron, projeto de Richard Berndl – Professor da Universidade de Munique e um dos melhores arquitetos da Alemanha. A decoração interna, os afrescos e murais são de autoria e execução do monge beneditino holandês Dom Adelbert Gresnicht. No local, é possível participar de missas com cantos gregorianos, acompanhados do som de um grande órgão de tubos.

Outra grande atração é a lojinha, com pães, bolos, doces, biscoitos e geleias feitas pelos próprios monges e cujas receitas são seculares, guardadas há muito no arquivo da abadia. A forma de preparar os quitutes só é transmitida a um outro monge para não se perder a qualidade com a massificação.

  • Endereço: Largo de São Bento, s/n - Centro, São Paulo
  • Horário de funcionamento: 6h às 18h30
  • Missas: Todos os dias, de segunda à sexta às 7h, aos sábados às 6h e no domingo às 10h
  • Site: mosteiro.org.br

Santuário e Igreja da ordem terceira - Largo São Francisco

Santuário e Igreja da ordem terceira - Largo São Francisco. Via Arquidiocese de São Paulo
Santuário e Igreja da ordem terceira - Largo São Francisco. Via Arquidiocese de São Paulo

O Convento de São Francisco foi instalado ainda na vila de São Paulo, durante o período do Brasil colonial. No século XIX, o convento foi convertido em Faculdade de Direito, mas o Santuário São Francisco ainda existe e faz você viajar para um Brasil do passado, com sua arquitetura mais barroca.

Ao lado do santuário, você também pode conhecer a Igreja de São Francisco das Chagas, levantada pela Ordem Terceira de São Francisco. A igreja foi tombada como patrimônio histórico de São Paulo em 1982 e é considerada uma das mais importantes obras do século XVIII. A construção original foi feita em estilo barroco-rococó, com o projeto arquitetônico assinado por Frei Galvão. Ela foi reaberta em 2014, após 7 anos de restauro.

  • Endereço: Largo São Francisco, 133 – Centro
  • Horário de funcionamento: 8h30 às 17h30
  • Missas: Segunda-feira 7h30, 12h00
  • Terça-feira a Sábado: 7h30, 10h30, 12h00, 15h00 e 18h00
  • Domingo: 7h30, 9h00, 10h30, 12h00 e 18h00
  • Todo dia 25 de cada mês – Missa de Frei Galvão 10h30 e 15h00
  • Terça-feira - Bênção e distribuição do Pão de Santo Antônio
  • Quinta-feira - Bênção do Santíssimo – 15h
  • Site: www.conventosaofrancisco.com.br

Igreja das Chagas do Seráfico Pai São Francisco

Igreja das Chagas do Seráfico Pai São Francisco. © Cmikas, via Wikimedia. Licença CC BY-SA 4.0
Igreja das Chagas do Seráfico Pai São Francisco. © Cmikas, via Wikimedia. Licença CC BY-SA 4.0

Igreja Nossa Senhora da Consolação

Igreja Nossa Senhora da Consolação. © Rodrigo Soldon, via Flickr. Licença CC BY-ND 2.0
Igreja Nossa Senhora da Consolação. © Rodrigo Soldon, via Flickr. Licença CC BY-ND 2.0

Construída em 1909 a Igreja Nossa Senhora da Consolação é marcada por missas histórica e foi usada como Catedral no período em que a Sé ficou fechada para reformas – entre 1999 e 2002. Com uma torre gótica de 75 metros e um estilo totalmente neo – romântico, a paróquia tem obras de Benedito Calixto e de Oscar Pereira da Silva.

Mosteiro da Luz

Mosteiro da Luz. Via Arquidiocese de São Paulo
Mosteiro da Luz. Via Arquidiocese de São Paulo

Principal obra colonial de São Paulo, o Mosteiro da Luz é considerado pela Unesco “Patrimônio Cultural da Humanidade” e é um dos únicos edifícios em taipa de pilão ainda em pé no Estado de São Paulo.

Na capela pública do Mosteiro, é possível rezar diante do túmulo de Frei Galvão (primeiro santo brasileiro e desenhista do projeto do Mosteiro). No local, também é possível pegar as pílulas  milagrosas, preparadas desde a época do santo pelas Irmãs Concepcionistas.

Ainda no terreno do Mosteiro, é possível conhecer o Museu de Arte Sacra de São Paulo – mantido por uma parceria entre a Arquidiocese de São Paulo e o Governo do Estado. No acervo, estão peças importantes ligadas à vida da Igreja na cidade, como os objetos sacros usados durante o IV Congresso Eucarístico Nacional, realizado em São Paulo no ano de 1942.

  • Endereço: Avenida Tiradentes, 676 - Luz - Centro - São Paulo. (Acesso pelo metrô São Bento).
  • Horário de funcionamento: Das 7h às 16h30.
  • Horário das missas no mosteiro: Das 7h às 16h. Missas: de segunda a sexta, às 7h; sábado, às 8h e às 16h; e domingo, às 8h, 10h30 e às 16h. E em todo os dias 23, 24 e 25 de cada mês tem missas em honra a Frei Galvão às 7h e 16h
  • Horário de distribuição das pílulas: De segunda a sexta-feira das 8h30 às 11h e das 14h30 às 16h45, aos sábados e domingos após a missa das 8h às 16h.
  • Horário de funcionamento do museu de arte sacra: Terça a Domingo - 9:00 às 17:00

Ingresso

  • Sábado: gratuito
  • Demais dias: R$ 6,00 (estudantes pagam meia)
  • Isentos: idosos acima de 60 anos; crianças até 7 anos; professores da rede pública (com identificação) e até 4 acompanhantes.
  • Mais informações entre nos site do MAS: http://www.museuartesacra.org.br/pt/
  • Site: mosteirodaluz.org.br

Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos

Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos. Via Arquidiocese de São Paulo
Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos. Via Arquidiocese de São Paulo

Localizada no Largo do Paissandu, a Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos possui um histórico importante para a cidade de São Paulo, sendo a terceira comunidade mais antiga do Brasil.

Construída no período colonial, a Igreja abriu as portas e deu oportunidade aos negros para frequentar o seu espaço. Apresentando uma diversidade de detalhes nas pinturas das paredes, vestimentas e rebuscando ainda a essência de anos atrás, o ambiente busca dar apoio a quem necessita e conta até os dias atuais com o auxílio da Irmandade Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos.

Igreja da Boa Morte

Igreja da Boa Morte. Via Arquidiocese de São Paulo
Igreja da Boa Morte. Via Arquidiocese de São Paulo

A Irmandade de Nossa Senhora da Boa Morte se formou em 1728, tendo como principal característica admitir pessoas de todas as classes sociais, sem distinção. Em 1802, adquiriu de Joaquim de Sousa Ferreira um terreno na Rua do Carmo, onde construiu a igreja, inaugurada no dia 14/8/1810.

Em 2009, um ano antes de completar 200 anos, foi reaberta após uma longa restauração. Durante o processo de restauro, foi encontrada uma pintura barroca representando a Coroação da Virgem Maria que estava escondida sob camadas de tinta cinza, em tábuas do forro de madeira sobre o altar.

Basílica Nossa Senhora do Carmo

Basílica Nossa Senhora do Carmo. Via Arquidiocese de São Paulo
Basílica Nossa Senhora do Carmo. Via Arquidiocese de São Paulo

Os Carmelitas começaram a sua fundação em São Paulo no ano de 1594, com Frei Antônio de São Paulo, que ergueu uma pequena Igreja. Era o humilde começo do que seria em séculos posteriores a bonita Igreja do Carmo e o grande Convento da Ladeira do Carmo, na esquina da Rua do Carmo, atualmente Avenida Rangel Pestana. Sua arquitetura filia-se a um movimento que buscava, na tradição colonial brasileira, os componentes para a sua expressão.

  • Endereço: Rua Martiniano de Carvalho, 114, Bela Vista
  • Horário de funcionamento: Das 8h às 21h
  • Missas:
  • 2ª feira às 19h
  • De 3ª, 4ª, 5ª e 6ª feira: 12h15
  • Sábado: 7h15 e 16h00
  • Domingo: 7h30, 9h, 11h e 18h30
  • Site: http://www.basilicadocarmo.com.br

Igreja Santo Antônio do Patriarca

Igreja Santo Antônio do Patriarca © Dornicke, via Wikimedia. Licença CC BY-SA 4.0
Igreja Santo Antônio do Patriarca © Dornicke, via Wikimedia. Licença CC BY-SA 4.0

O interior da Igreja de Santo Antônio conserva importantes testemunhos da arte produzida em São Paulo no período colonial. Durante a restauração levada a cabo em 2005, descobriu-se no forro do altar-mor pinturas murais seiscentistas de alta qualidade técnica e artística, as mais antigas de que se tem notícia em São Paulo.

Também o altar principal, executado em 1780, é um belo exemplar da talha barroca. A igreja é tombada pelo poder público estadual (Condephaat) desde 1970, em virtude de sua importância histórica, artística e arquitetônica.

Descrição das igrejas por Arquidiocese de São Paulo (Larissa Freitas, Millena Guimarães e Rafael Alberto).

Ver a galeria completa

Sobre este autor
Romullo Baratto
Autor
Cita: Romullo Baratto. "Onze igrejas em São Paulo para visitar nas férias" 23 Jan 2017. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/803845/onze-igrejas-em-sao-paulo-para-visitar-nas-ferias> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.