Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Notícias de Arquitetura
  3. Chaminés da Capadócia: a simbiose entre homem e rocha

Chaminés da Capadócia: a simbiose entre homem e rocha

Chaminés da Capadócia: a simbiose entre homem e rocha
Chaminés da Capadócia: a simbiose entre homem e rocha,  © <a href='http://www.robwhitworth.co.uk/'> Rob Whitworth </a>
© Rob Whitworth

As chaminés de fadas, conhecidas também como hoodoos ou rochas da barraca, são impressionantes formações rochosas espirais que vão da altura de uma pessoa até 40 metros. Em sua recente missão de filmar um vídeo em timelapse para a Turkish Airlines, o fotógrafo e cineasta Rob Whitworth registou as chaminés encontradas na região da Capadócia, Turquia, e a atmosfera de encanto e mistério que criam.

 © <a href='http://www.robwhitworth.co.uk/'> Rob Whitworth </a>
© Rob Whitworth

Resumidamente, as chaminés são formadas quando camadas grossas de rocha macia são cobertas por uma camada fina de rocha dura, com a rocha macia continuando a erodir através de rachaduras na camada de rocha dura. À medida que as fendas se aprofundam, as chaminés vão ficando com esta conhecida silhuetas esbelta.

 © <a href='http://www.robwhitworth.co.uk/'> Rob Whitworth </a>
© Rob Whitworth

Embora este processo geológico aconteça em todo o mundo -- as chaminés de fadas podem ser encontradas em Taiwan, Estados Unidos, Nova Zelândia e Jordânia -- foi apenas na Capadócia que elas foram transformadas em casas e igrejas através de uma mistura de formação geológica e esforço humano.

 © <a href='http://www.robwhitworth.co.uk/'> Rob Whitworth </a>
© Rob Whitworth

Essa aparência mística levou vários milênios para ser concretizada. As primeiras rochas vulcânicas de Capadócia foram formadas milhões de anos atrás, seguidas por forças naturais que erodiram as rochas durante muitos milênios até que elas atingissem suas formas distintivas. O toque humano nas chaminés de Capadócia levou menos tempo do que a natureza e começou fora da necessidade quando os cristãos do período romano procuraram o refúgio dentro das rochas. Fugindo da perseguição em Roma, ao chegar à Capadócia (na cidade de Goreme), eles descobriram a maleabilidade das rochas e começaram a esculpi-las. Um sistema de cavernas artificiais foi criado em todas as chaminés fadas, que se tornaram casas, igrejas e estábulos.

 © <a href='http://www.robwhitworth.co.uk/'> Rob Whitworth </a>
© Rob Whitworth

Hoje, algumas das cavernas de chaminé foram convertidas em museus e hotéis, permitindo que as pessoas realmente explorem o ambiente que deve sua formação tanto aos vulcões, vento e chuva quanto à intervenção humana.

 © <a href='http://www.robwhitworth.co.uk/'> Rob Whitworth </a>
© Rob Whitworth

Ver a galeria completa

Sobre este autor
Cita: Lam, Sharon. "Chaminés da Capadócia: a simbiose entre homem e rocha" [Cappadocia’s Fairy Chimneys: A Collaboration Between Humans and Rocks] 19 Dez 2016. ArchDaily Brasil. (Trad. Baratto, Romullo) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/801642/chamines-da-capadocia-a-simbiose-entre-homem-e-rocha> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.