O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Recreação E Treinamento
  4. Espanha
  5. Enric Miralles & Carme Pinos
  6. 1991
  7. Clássicos da Arquitetura: Estande de Tiro com Arco Olímpico / Enric Miralles & Carme Pinos

Clássicos da Arquitetura: Estande de Tiro com Arco Olímpico / Enric Miralles & Carme Pinos

Clássicos da Arquitetura: Estande de Tiro com Arco Olímpico / Enric Miralles & Carme Pinos
Clássicos da Arquitetura: Estande de Tiro com Arco Olímpico / Enric Miralles & Carme Pinos, Pavilhão de Treinamento
Pavilhão de Treinamento

Para arquitetos, este é um projeto talvez mais reconhecível em planta do que em fotografias. A complexidade rítmica deslumbrante dos desenhos construtivos para o Estande de Tiro com Arco para as Olimpíadas de Barcelona, concluído em 1991, trouxe mais fama aos Jogos Olímpicos de 1992 do que qualquer flecha arremessada em seu interior. Os desenhos mostram uma sobreposição de curvas orgânicas e formas retilíneas trabalhando em harmonia sublime, produzindo uma composição que claramente transmite tanto o conceito dos arquitetos e o processo pelo qual foi desenvolvido. Surpreendentemente, o projeto não é menos espetacular ao vivo do que no papel, e sua conclusão ajudou a lançar a parceria de marido e mulher, de Enric Miralles e Carme Pinós, para o estrelato internacional.

Cortesia dos arquitetos Pavilhão de Competição. Image © Dieter Janssen, DJA Detalhe do Pavilhão de Treinamento. Image © Dieter Janssen, DJA © Dieter Janssen, DJA + 17

Localizado no bairro periférico montanhoso de La Valle d'Hebron, em Barcelona, o terreno escolhido para a competição era anteriormente um parque esportivo com campos de futebol e rugby. A proposta vencedora de Miralles e Pinós adicionou duas novas instalações de tiro com arco para o complexo – um pavilhão de competição e um pavilhão de treinamento – separados pelo comprimento de um campo de arco e flecha. Os dois edifícios são visualmente distintos, mas unidos por um processo de projeto compartilhado que leva muito em consideração o lugar do edifício na paisagem. Racionalmente não obedece a qualquer ordem de sistema programático ou tectônico, e os edifícios são produtos de um método de arquitetura imaginativa e expressiva.

© Dieter Janssen, DJA
© Dieter Janssen, DJA

O pavilhão de competição é composto por dois elementos principais: um sistema de paredes de concreto aparente com vista para o estande de tiros, e uma parede de contenção situada na colina da qual o edifício emerge. Segundo os arquitetos, a planta foi derivada de extrapolações das linhas de contorno da topografia preexistente e leva em conta exigências programáticas para instalações atléticas e vestiários.

Pavilhão de Competição. Image © Dieter Janssen, DJA
Pavilhão de Competição. Image © Dieter Janssen, DJA

Como o concurso foi vencido por Miralles e Pinós tardiamente, em 1989, o projeto exigiu uma rápida reviravolta na concepção e construção. Os arquitetos especificaram um sistema de parede modular pré-fabricado constituído por um painel de concreto curvo repetido, perfurado para permitir a entrada de luz. Pretendia-se que fosse fácil de montar e desmontar a estrutura, o que infelizmente se confirmou. Há alguns anos, o pavilhão foi desmontado para dar lugar a uma expansão do sistema de metrô da cidade, e as unidades de concreto foram colocadas em um depósito. Curiosamente, uma fotografia atual de satélite do Google mostra esses módulos, outrora orgulhosos, deitados inertes aguardando remoção.

Imagem Aérea dos Módulos Desmontados. Image © Google Maps
Imagem Aérea dos Módulos Desmontados. Image © Google Maps
© Dieter Janssen, DJA
© Dieter Janssen, DJA
© Dieter Janssen, DJA
© Dieter Janssen, DJA

Os módulos são centrais para a forma em que o pavilhão de competição elegantemente modera a entrada de luz natural para os espaços interiores. Suas perfurações triangulares e circulares coreografam uma dança impressionante de luz e sombra no concreto aparente do interior. Os arquitetos manipulam a luz sobre a fachada exterior também, que é filtrada através de brises e placas fixadas no telhado com uma técnica arquitetônica inteiramente distinta, mas complementar.

© Dieter Janssen, DJA
© Dieter Janssen, DJA
© Dieter Janssen, DJA
© Dieter Janssen, DJA

Considerando que o pavilhão de competição é uma leitura expressiva da topografia do terreno, a forma do edifício de treinamento destina-se a ser evocativa dos movimentos dos atletas no interior dele. Com efeito, há uma direcionalidade do pavilhão de treinamento que não se encontra presente no edifício de competições. As lajes de cobertura salientes parecem emergir da encosta como flechas de uma aljava, que se projetam das paredes abaixo, como para projetar o gesto direcional infinitamente no espaço para além. Estas seções de cobertura, em seguida, levantam-se das paredes em ângulos variados, criando espaço para aberturas e adicionando à composição dinâmica e visualmente complexo do edifício.

Cortesia dos arquitetos
Cortesia dos arquitetos
Cortesia dos arquitetos
Cortesia dos arquitetos
Detalhe do Pavilhão de Treinamento. Image © Dieter Janssen, DJA
Detalhe do Pavilhão de Treinamento. Image © Dieter Janssen, DJA

Os desenhos das plantas para o pavilhão de treinamento são particularmente espetaculares. Eles sobrepõem pelo menos três linguagens arquitetônicas distintas, incorporando as duas formas retilíneas e curvas orgânicas de uma forma consciente e equilibrada, mas, em última análise arbitrária. Exigências programáticas são trabalhadas para os espaços resultantes e incluem tudo, desde banheiros até uma loja de material de tiro com arco.

Cortesia dos arquitetos
Cortesia dos arquitetos

Hoje o pavilhão de treinamento parece fora do lugar contra o pano de fundo de um campo de futebol, onde serve apenas como um vestiário para os jogadores. Com o outro edifício agora desmontado, ele revela ao transeunte pouco do seu passado orgulhoso como uma instalação olímpica muito elogiada, e o cenário parece distintamente indecoroso para um dos tesouros arquitetônicos de Barcelona. Como resultado, o legado do edifício sobrevive não através do encanto do perfil construtivo ou através de relatos de visitantes, mas através dos desenhos articulados de Miralles e Pinós, que revelam a sua abordagem única de projeto baseado no processo.

Cobertura do Pavilhão de Treinamento. Image © Flickr user Cecilia
Cobertura do Pavilhão de Treinamento. Image © Flickr user Cecilia
© Flickr user Cecilia
© Flickr user Cecilia

Ver a galeria completa

Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato. Cita: Langdon, David. "Clássicos da Arquitetura: Estande de Tiro com Arco Olímpico / Enric Miralles & Carme Pinos" [AD Classics: Olympic Archery Range / Enric Miralles & Carme Pinos] 11 Mai 2016. ArchDaily Brasil. (Trad. Souza, Eduardo) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/787032/classicos-da-arquitetura-olympic-archery-range-enric-miralles-and-carme-pinos> ISSN 0719-8906