O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Notícias
  3. Por que os cadernos de desenho continuam indispensáveis no mundo digital

Por que os cadernos de desenho continuam indispensáveis no mundo digital

  • 15:00 - 8 Dezembro, 2015
  • por Michael Kilkelly
  • Traduzido por Camilla Sbeghen
Por que os cadernos de desenho continuam indispensáveis no mundo digital
Por que os cadernos de desenho continuam indispensáveis no mundo digital, © Flickr CC user Alisher Hasanov
© Flickr CC user Alisher Hasanov

Nos seus artigos para ArchSmarter, Michael Kilkelly se apresenta como um tecnófilo: alguns dos seus temas favoritos são as ferramentas do Revit, a codificação, Excel, automatização e... Moleskine? Neste artigo, publicado originalmente no ArchSmarter como "Why I Still Use a Sketchbook", Kilkelly explica por que apesar de toda a tecnologia, os cadernos seguem sendo uma das ferramentas mais importantes.

Eu estava em um pânico total. 

Cheguei ao hotel quando me dei conta que deixei meu caderno de desenhos no táxi. Estava ficando louco. Liguei para a companhia de táxi e lhes expliquei, com uma crescente sensação de urgência, o que aconteceu. 

“Você esqueceu seu caderno de desenho? O que é isso? Uma espécie de computador portátil?
"Não", expliquei. "É um caderno com um bom papel. Desenho nele. Sabe? Com uma caneta".
"Por que não usa um iPad?"
"Mas eu gosto de desenhar. Eu gosto da sensação do papel e nunca fica sem bateria", respondi.
"Bom, eu tenho um aplicativo de desenho no meu iPad. Além de milhares de jogos. E também posso ler o jornal, revisar meu e-mail..."

Cortesia de ArchSmarter
Cortesia de ArchSmarter

Ele passou os próximos minutos nomeando todas as coisas que faz com seu iPad. Sabendo que não iria convencer esse homem dos méritos de desenhar, apertei os dentes e pacientemente escutei, até que finalmente, me disse que o haviam encontrado. 

“Sim, amigo, temos seu livro. Tem certeza que quer isso? Parece bem desgastado. Provavelmente não vale muito". 

Eu já utilizava este caderno por um bom tempo e sobravam somente algumas páginas em branco. Isto significada duas coisas: uma, que de fato, estava muito desgastado e dois, que estava cheio das minhas ideias, notas e desenhos dos últimos meses. Não seria valioso para ninguém além de mim, não tinha preço. 

Por que continuo usando um caderno

Apesar do meu amor pela tecnologia digital, existem várias boas razões do porquê ainda uso um caderno.

Por um lado, os cadernos são sujos e sem estrutura. Isto os fazem perfeitos para capturar pensamentos soltos ou para resolver problemas. Tenho liberdade completa em uma página em branco. Meu caderno de desenho é uma mistura de de desenhos, listas de texto, tarefas e notas. É realmente um desastre, mas está ótimo. Não está destinado a ser lido por ninguém além de mim.

Outra razão é que nunca fica sem bateria. Tudo o que necessito é um pouco de luz e uma caneta que funcione e pronto. Não preciso estar a caça de interruptores ou de um bom sinal de WiFi. 

Cortesia de ArchSmarter
Cortesia de ArchSmarter

Os cadernos, também duram muito mais tempo do que a maioria dos arquivos digitais. Ainda tenho meus cadernos da escola de arquitetura, mas a maioria dos meus arquivos digitais se perderam ou estão em um formato que não poso abrir utilizando o software atual.

Os cadernos digitais são horríveis

Eu gosto da ideia de um caderno de desenho digital, mas não tive muita sorte em conseguir um que se adapte à minha forma de trabalho. Tenho uma conta 'pro' no Evernote e utilizo o Pinterest regularmente. Entretanto, os utilizo mais como um repositório de artigos e imagens, do que um lugar para ativamente registrar minhas ideias.

Parte do problema é que não encontramos um lugar de trabalho digital que seja melhor do que meu caderno. Muitos dos aplicativos são muito precisos para que sejam úteis. É necessário agregar etiquetas e títulos. Não se pode escrever uma ideia rápida e seguir adiante. Existem muitos passos e muito atrito. 

O Evernote tem um processo para a digitalização dos seus croquis feitos à mão em um bloco de notas em linha, que parece interessante. Eu não o testei, mas poderia ser uma boa prática híbrida, mas que não seja muito difícil de se implementar.  

Também está a questão da propriedade. Você é plenamente dono dos croquis e notas que estão sendo transferidas a outra plataforma? O que acontece se o local é vendido ou se entra em falência? Você continuará tendo acesso aos seus arquivos? Talvez sim, talvez não. Eu tenho o meu caderno em meu poder, então sou o seu dono. 

Viajar no tempo

Os sketchbooks são uma grande ferramenta para relembrar o que estava pensando há 3, 6 ou 12 meses. Reservar um tempo para reler seus velhos cadernos de desenho é como retroceder no tempo. Sempre existem algumas coisas boas nestes, coisas que provavelmente você já esqueceu. 

Uma das minhas metas deste ano é programas revisões periódicas dos meus cadernos. Gasto somente 10-15 minutos para revisar um livro, assim que não existe razão pela qual não posso fazer isto a cada dois meses. Além disso, com Bullet Journal, é fácil identificar as coisas que eu considerava importante quando escrevi a nota ou fiz o desenho. 

Recentemente conheci o Bullet Journal, um sistema simples mas potente para organizar suas notas de caderno e desenhos. O processo do Bullet Journal utiliza uma série de símbolos para indicar notas, tarefas e datas em seu caderno de desenho. Implantei algumas das recomendações que me ajudaram a organizar um pouco o meu caderno de desenhos com muito pouco sobrecarga. 

O que uso

Meu caderno de desenho atual é um grande Moleskine Art Plus. que é o perfeito tamanho para carregar e o suficiente grande para capturar notas e desenhos, Sou propenso a derramar coisas, desta forma realmente aprecio a capa dura. A qualidade do papel é muito bom. É grosso e absorve bem a tinta.

Cortesia de ArchSmarter
Cortesia de ArchSmarter

sketchbook também possui alguns extras, incluindo um bolso na parte posterior (perfeito para guardar recibos quando está de viagem), um fechamento de elástico (que segura todos os meus papéis soltos) e um marca páginas fixo. 

Eu adicionei um Quiver penholder desta forma tenho sempre uma caneta comigo. Também gosto do Moleskine Tool Belt. Talvez irei me atualizar em breve.

Ao mesmo tempo em que adoro meu Moleskine, estive provando outros cadernos de desenho. Recentemente, comprei um caderno de croquis do Baron Fig, e é realmente lindo. Bem feito e vem perfeitamente empacotado. Apesar disso, não possui um fechamento elástico e bolso posterior, que são duas características que realmente aprecio no meu Moleskine.

Também tenho um sketchbook Magma . Magma prepara seus cadernos para as diferentes profissões relacionadas ao desenho: designers gráficos, designeres de moda, diretores de arte e ilustradores. O que é realmente único é que realmente cada caderno de desenho inclui muitos materiais de referência no início e no final do livro.

Cortesia de ArchSmarter
Cortesia de ArchSmarter

Eu escolhi a versão de desenho e arte, que inclui várias regras, definições de tipografia, tamanhos de papel padrões e tabelas de conversão. Não fazem um destinado exclusivamente para arquitetos, mas realmente deveriam fazê-lo.

Meu caderno dos sonhos

Meu caderno dos sonhos seria uma mistura entre digital e físico. Ainda quero um papel e um lápis, mas eu adoraria que de alguma maneira pudesse arquivar, guardar e procurar meus desenhos. Se esqueço meu caderno em um táxi novamente, seria bom saber que os conteúdos foram guardados em outra parte. O ideal seria que este sistema reconhecesse minha letra  e a converteria em um texto para que seja possível buscar e organizar em um índice. 

Também gostaria de alguma maneira agregar linhas ou quadrículas a certas folhas do caderno. Um gabarito ou carimbo seria genial. Como mencionei antes, eu gostaria de desenhar, escrever e fazer listas no meu caderno. Seria muito bom ter um papel diferente que se adapte ao tipo de nota ou desenho que estou fazendo. 

Eu carrego meu caderno a todos os lugares, por isso seria interessante ter bolsinhos ou pastas para guardar minhas canetas, recibos e cartões de visita. Meu Moleskine o faz muito bem com a ajuda de alguns complementos úteis, mas acredito que estes poderiam ser incorporados melhor no caderno.

Por último, eu gostaria de uma seção com informações de referência para arquitetos, similares aos cadernos Magma. Seria como uma versão de bolso do Graphic Standards, com informação suficiente, assim não tenho sempre que depender do Google.

E você?

Possui um caderno? Que tipo usa, digital ou físico? Qual seria seu caderno perfeito?

Sobre este autor
Michael Kilkelly
Autor
Cita: Kilkelly, Michael. "Por que os cadernos de desenho continuam indispensáveis no mundo digital" [Why Sketchbooks Still Rule in a Digital World] 08 Dez 2015. ArchDaily Brasil. (Trad. Sbeghen Ghisleni, Camila) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/778294/por-que-os-sketchbooks-continuam-liderando-do-mundo-digital> ISSN 0719-8906
Ler comentários

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.