O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Notícias
  3. 7 dicas para se tornar um arquiteto mais eficiente

7 dicas para se tornar um arquiteto mais eficiente

  • 07:00 - 16 Julho, 2015
  • por Michael Kilkelly
  • Traduzido por Camilla Sbeghen
7 dicas para se tornar um arquiteto mais eficiente
7 dicas para se tornar um arquiteto mais eficiente, © Brian Goodman via Shutterstock
© Brian Goodman via Shutterstock

Como todo arquiteto sabe, a profissão tem um problema com a sua cultura de trabalho. Incubada em universidades e perpetuada após a graduação, a tendência ao excesso de trabalho é atualmente objeto de muita discussão - mas, embora possa haver indícios de que uma mudança está acontecendo, é improvável que o trabalho noturno seja substituído. Nesse meio tempo, o que pode um arquiteto estressado fazer para reduzir suas horas de trabalho para algo mais razoável? Originalmente publicado por ArchSmarter, este post apresenta algumas formas de se tornar um arquiteto mais eficiente - permitindo diminuir o tempo perdido através da maximização da eficiência e minimização trabalho desnecessário.

"O que é essa mancha no meio do seu desenho? É parte do conceito?", o membro do júri me perguntou.

"Hum ...", eu respondi, olhando para o desenho. "Eu acho que é do meu nariz. Eu não durmo há uns ... dois dias. Devo ter sujado enquanto pintava", respondi timidamente.

"Bom para você", disse o jurado. "Nada como uma noite em claro para fazer você se sentir vivo. É uma boa prática para quando estiver trabalhando no mundo real."

Se eu tivesse pensado claramente, eu provavelmente deveria ter exposto a ele os impactos prejudiciais desta prática, para não mencionar a relação inversa entre horas trabalhadas e produtividade real. Da forma que eu estava, tive sorte de conseguir ficar de pé e não babar.

Quando eu estava na escola de arquitetura, passar a noite em claro era uma questão de honra. Você se gabava disso. Indicava que você havia trabalhado duro para entregar um projeto bem feito. Sacrificando sua saúde, seus outros trabalhos acadêmicos e suas relações pessoais, tudo fazia parte de ser um estudante de arquitetura. Ou, pelo menos assim pensávamos. 

Esse tipo de sacrifício pessoal pode ter ajudado a desenvolver a nossa ética de trabalho, mas ele nos ensina a trabalhar de forma eficiente? Dificilmente. Não havia espaço para astúcia ou para trabalhar de forma mais inteligente. A questão era colocar horas e mais horas encima do trabalho. Infelizmente, para muitos de nós, esta atitude em relação ao tempo tem transitado em nossas vidas profissionais.

O que é eficácia? 

Relógio de parede em concreto com 4 dimensões / 22 Design Studio
Relógio de parede em concreto com 4 dimensões / 22 Design Studio

Merriam-Webster define eficácia como "produzir um efeito decidido, decisivo ou desejado." Todo mundo quer que seu trabalho produza o efeito desejado mas o que torna uma pessoa mais eficiente do que a outra? Tudo se resume ao tempo.

Sua eficácia comparativa é baseada em quanto tempo que você leva para produzir o efeito desejado. Se Maria, demora duas horas para avaliar e comentar um conjunto de desenhos da loja, Pedro leva quatro horas para fazer a mesma tarefa, Maria é duas vezes mais eficaz que Pedro. Uma outra maneira, mais técnica, para analisar a eficácia é a quantidade de valor (ou efeito desejado) criado por unidade de tempo.

Passando noites em claro para fazer o seu projeto definitivamente o coloca bem abaixo no gráfico de eficácia.

Eficácia vs eficiência

Se a eficácia está relacionada a produção de um efeito desejado, então a eficiência compreende os passos que tomamos para chegar a esse efeito. Menos passos equivalem a mais eficiência.

É possível ser eficaz e não eficiente. Em nosso exemplo acima, Pedro alcança o efeito desejado ao rever os desenhos da loja, mas ele leva o dobro do tempo de Maria. Ele não é eficiente em seu trabalho.

Da mesma forma, você pode ser realmente eficiente, mas se você não está produzindo o efeito desejado, você não é eficaz. Você poderia elaborar um detalhe bonito em menos de uma hora. Este desenho é uma obra de arte. O detalhe é exato. As espessuras das linhas estão perfeitas. Todo o texto está alinhado. Você usou todos os truques do livro para produzir esse detalhe em tempo recorde. No entanto, o projeto ainda está em evolução e o revestimento exterior mudou enquanto você estava trabalhando no detalhe. Sim, você só levou uma hora, mas agora esse detalhe bonito é inútil. Você precisa começar de novo e re-elaborar os detalhes usando um novo revestimento exterior. Você foi eficiente, mas não tão eficaz.

Então, como podemos nos tornar mais eficazes e eficientes?

Usando o poder de alavancagem 

© Flickr CC user Brightworks
© Flickr CC user Brightworks

O tempo é nosso recurso mais precioso. Há apenas 24 horas em um dia. Ninguém recebe mais do que isso. O que fazemos com que o tempo decisão nossa. Para ser mais eficaz, é importante protege ferozmente seu tempo e apenas gastá-lo no que é realmente importante. Uma maneira eficaz tirar mais proveito do seu tempo é utilizar o efeito de alavancagem.

Ele nos permite fazer mais trabalho com menos esforço.

Usando uma alavanca, você pode mover uma grande quantidade de peso com uma quantidade mínima de esforço. O efeito de alavancagem é pensar em COMO você está indo fazer algo, tanto quanto, se não mais, pensar em O QUE você está indo fazer. A alavancagem é trabalhar de forma mais esperta e não mais.

Maximizar seu rendimento faz com que você produza um maior impacto para seus esforços. 

Como ser um arquiteto mais eficiente

Para ser um arquiteto mais eficaz, você precisa maximizar seu rendimento. Então, como fazer isso? Aqui estão algumas sugestões:

  1. Reduza o tempo necessário para fazer suas tarefas. Divida cada tarefa em etapas e veja onde você pode eliminar etapas ou reduzir o atrito. Isso leva mais tempo no começo, mas você vai economizar toneladas de horas, a longo prazo.
  2. Automatize as tarefas mais tediosas. Se você precisar fazer a mesma coisa mais de três vezes, você deve definitivamente automatizá-la. Aprenda a programar para que você possa criar suas próprias ferramentas.
  3. Determine qual das suas tarefas tem o maior valor. Trabalhe nessa tarefa primeiro.
  4. Analise o rendimento das outras pessoas. Se alguém pode fazer algo melhor e mais rápido do que você, dê a tarefa a ele. Isso o libera para fazer o trabalho mais importante.
  5. Aumente o valor de seu trabalho. Por exemplo, potencialize o seu modelo BIM para fornecer serviços adicionais ao seu cliente. Isso poderia incluir a gestão de instalações ou serviços de visualização de dados.
  6. Mantenha-se informado e invista nas suas habilidades. Se você usa o Revit quatro horas por dia, aprender algumas novas funcionalidades irá aumentar a sua eficiência e sua eficácia a longo prazo. Dê uma olhada nestes atalhos do Revit para algumas dicas rápidas.
  7. Use bibliotecas padrão. Você realmente precisa reinventar a roda em cada projeto? Invista algum tempo para desenvolver uma biblioteca e detalhes de modelos padrão. Coisas como banheiros, porta, parede são detalhes que devem ser padronizados. Utilize-os para que você tenha mais tempo para desenvolver as peças verdadeiramente originais do seu projeto.

Maximizar seu rendimento permite fazer mais em menos tempo. É a alavanca que levanta o pedregulho enorme. Aproxime-se do seu trabalho analisando o rendimento e você criará mais trabalhos de valor em menos tempo. Isso vai fazer de você um arquiteto verdadeiramente eficiente.

Imagem principal via Shutterstock.com

Sobre este autor
Michael Kilkelly
Autor
Cita: Kilkelly, Michael. "7 dicas para se tornar um arquiteto mais eficiente" [7 Ways to Be a More Effective Architect] 16 Jul 2015. ArchDaily Brasil. (Trad. Sbeghen Ghisleni, Camila) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/770186/7-maneiras-para-se-tornar-um-arquiteto-mais-eficiente> ISSN 0719-8906
Ler comentários