O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Notícias
  3. "Briefly": um documentário sobre a influência do cliente no processo de projeto

"Briefly": um documentário sobre a influência do cliente no processo de projeto

"Briefly": um documentário sobre a influência do cliente no processo de projeto

Quando avaliamos o trabalho de arquitetos e outros designers, frequentemente tratamos ele como se o projeto fosse criado no vácuo. É fácil esquecer que a grande maioria dos projetos emerge da colaboração entre o projetista e seu cliente, e quando se trata do sucesso do projeto, a influência do cliente pode ser, por vezes, tão importante quanto o trabalho do projetista. Essa relação criativa pode ser difícil, mas é geralmente norteada por um documento - as diretrizes de projeto.

Lançado recentemente, este documentário de meia hora dirigido por Tom Bassett e intitulado "Briefly" se detém no que significa esse documento que norteia o projeto, com os arquitetos Frank Gehry e David Rockwell, o designer industrial Yves Béhar, o ilustrador Maira Kalman, o executivo de marketing John C Jay e o diretor criativo John Boiler comentando sobre suas experiências e contando histórias onde, para bem ou para mal, esse documento teve um grande efeito no resultado final.

Mais informações sobre o documentário, a seguir.

Os desafios que Frank Gehry enfrentou no Eisenhower Memorial são discutidos com incrível honestidade. Cortesia de Gehry Partners, LLP, 2013
Os desafios que Frank Gehry enfrentou no Eisenhower Memorial são discutidos com incrível honestidade. Cortesia de Gehry Partners, LLP, 2013

Os seis designers foram especialmente escolhidos pela experiência em seus respectivos campos de atuação, tendo "consistentemente criado obras excepcionais ao longo de um grande período."

Ao longo do filme uma coisa se torna muito clara: para os seis profissionais as diretrizes do projeto devem ser breves. "Quanto mais conciso e definido o ponto de vista e o problema forem, melhor será o resultado", diz John C Jay.

Durante o filme, David Rockwell fala sobre as diretrizes que levaram à construção do Cosmopolitan em Las Vegas. Imagem © James Medcraft
Durante o filme, David Rockwell fala sobre as diretrizes que levaram à construção do Cosmopolitan em Las Vegas. Imagem © James Medcraft

Ao invés da rigidez de extensas diretrizes, todos os designers retratados no documentário preferem a flexibilidade. Por exemplo, Boiler diz que "É um grande ponto de partida, e depois disso as diretrizes continuam mudando." Essa flexibilidade é possível através do envolvimento com os clientes em conversas sobre objetivos, chegando ao cerne do que eles esperam alcançar com o projeto.

Bassett acredita que esse foco nas relações tem a ver com o modo como pensam os designers, já que conversas com os clientes alimentam a curiosidade deles, ao passo que restrições não apresentam contrapartidas positivas. "Ao dizer a eles o que e como, suas ferramentas criativas são tiradas de jogo", diz o diretor. "Mas quando você lhes diz por quê, eles podem usar todas as ferramentas ao seu dispor." 

O fato de que seis diferentes designers que atuam em campos tão distintos terem a mesma abordagem em relação às diretrizes de projeto revela algo significativo para a evolução das disciplinas criativas. Bassett diz que nos últimos anos "as paredes que separavam os campos criativos uns dos outros começaram a ruir", com designers assumindo projetos em variadas escalas e mídias. Isso é mais claro na geração mais jovem de designers multidisciplinares como Yves Béhar, no entanto, Frank Gehry - com 85 anos - mostra-nos que essa abordagem interdisciplinar sempre foi característica das vanguardas.

Em última instância, Briefly não trata de diretrizes criativas, mesmo que o documentário traga lições importantes aos clientes que forem elaborar esses documentos. O filme trata, por outro lado, das qualidades dos grandes designers; personalidade curiosa e experiência em múltiplos campos são as novas regras. E o trabalho do designer é usar essas qualidades para fazer os outros enxergarem o mundo do mesmo modo - como diz Marua Kalman, "se permitir ter consciência do que é maravilhoso", e ensinar os outros a fazer o mesmo.

Sobre este autor
Rory Stott
Autor
Cita: Stott, Rory. ""Briefly": um documentário sobre a influência do cliente no processo de projeto" ["Briefly": a Documentary About Design's Least Significant Piece of Paper] 17 Out 2014. ArchDaily Brasil. (Trad. Baratto, Romullo) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/755319/briefly-um-documentario-sobre-a-influencia-do-cliente-no-processo-de-projeto> ISSN 0719-8906
Ler comentários