O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Notícias
  3. O ser humano como medida da arquitetura

O ser humano como medida da arquitetura

O ser humano como medida da arquitetura
O ser humano como medida da arquitetura, Galeria de Arte Minas / MACh Arquitetos . Image © Gabriel Castro
Galeria de Arte Minas / MACh Arquitetos . Image © Gabriel Castro

Embora desde a primeira edição do livro A Arte de Projetar em Arquitetura, de Ernst Neufert - publicada na Alemanha em 1936 - o mundo tenha mudado muito, o famoso manual apresenta conceitos elementais de desenho que seguem, em sua maioria, ainda vigentes, pois toma o ser humano como unidade de medida.

Entretanto, a arquitetura parece constantemente tomar outros rumos, afastando-se de seus princípios básicos para satisfazer requisitos que muitas vezes não têm relação direta com sua habitabilidade. Naqueles anos, Neufert estava preocupado com a redução da escala do projeto: "creio que este é o motivo da usual falta de relação entre os edifícios, já que os projetistas partem de escalas diferentes e arbitrárias e não levam em consideração a única correta, o homem".

Hoje em dia fazemos arquitetura com base em quais parâmetros?

© Arte de proyectar en Arquitectura (1936), Ernst Neufert
© Arte de proyectar en Arquitectura (1936), Ernst Neufert

As medidas do ser humano são, com certeza, o ponto de partida de Neufert para o desenvolvimento de seu livro. Sua inquietude pelo domínio de uma arquitetura que havia há muito tempo esquecido sua origem primitiva de ser simplesmente um refúgio para o homem o levou a compilar uma série de desenhos e textos para dar um exemplo de projeto com base no ser humano.

"Se quisermos que essa situação se altere, deve-se ensinar ao projetista de onde surgiram as dimensões, para evitar que as adote de forma irreflexiva. Ele deve saber em que relação estão as partes de uma pessoa e que espaço ocupa em suas diferentes posições e ao se mover".

© Arte de proyectar en Arquitectura (1936), Ernst Neufert
© Arte de proyectar en Arquitectura (1936), Ernst Neufert

Não se trata de fazer espaços robotizados ou padronizados, trata-se de projetar dentro de um certo intervalo de dimensões funcionais em relação aos usuários, levando o espaço a suas possibilidades máximas sem perder a escala certa e necessária para se habitar confortavelmente.

"(O projetista) deve saber qual a dimensão dos objetos que rodeiam o homem (...), tem que saber quanto espaço necessita o homem, entre os móveis, para desenvolver suas tarefas com conforto, mas sem desperdiçar inutilmente o espaço". [1]

© Arte de proyectar en Arquitectura (1936), Ernst Neufert
© Arte de proyectar en Arquitectura (1936), Ernst Neufert

Apesar da especificidade que se pode alcançar, é possível que esta unidade de medida permita que os edifícios tenham programas mais flexíveis a longo prazo; os espaços correspondem às dimensões que não irão se alterar muito com o passar dos anos, já que são parte da natureza do homem. Outros parâmetros espaciais de desenho incluem sempre uma certa arbitrariedade que fará mais completa sua adaptação e possível conversão a novos usos.

De onde nasce nossa arquitetura quando projetamos? Estamos tomando como ponto de partida a única medida que realmente importa?

* Deixamos com vocês uma série de fotografias nas quais os arquitetos decidiram incorporar o homem como medida e escala de espaço projetado, deixando em evidência sua certeza em quanto a suas dimensões e insinuando sua correta habitabilidade cotidiana e ao futuro.

+ Galeria de Arte Minas / MACh Arquitetos

Galeria de Arte Minas / MACh Arquitetos . Image © Gabriel Castro
Galeria de Arte Minas / MACh Arquitetos . Image © Gabriel Castro

+ Torre de Vigilancia e de Água Sint Jansklooster / Zecc Architecten

Torre de Vigilancia y de Agua Sint Jansklooster / Zecc Architecten . Image © Stijn Poelstra
Torre de Vigilancia y de Agua Sint Jansklooster / Zecc Architecten . Image © Stijn Poelstra

+ Produtora Kana / AR Arquitetos

Produtora Kana / AR Arquitetos . Image © Pedro Kok
Produtora Kana / AR Arquitetos . Image © Pedro Kok

+ Faculdade de Economia e Negócios da Universidade Diego Portales / Rafael Hevia + Rodrigo Duque Motta + Gabriela Manzi

Facultad de Economía y Empresa Universidad Diego Portales / Rafael Hevia + Rodrigo Duque Motta + Gabriela Manzi . Image © Fernando Guerra |  FG+SG
Facultad de Economía y Empresa Universidad Diego Portales / Rafael Hevia + Rodrigo Duque Motta + Gabriela Manzi . Image © Fernando Guerra | FG+SG

+ Kolmio+LIM / Yusuke Seki

Kolmio+LIM / Yusuke Seki . Image ©  Takumi Ota
Kolmio+LIM / Yusuke Seki . Image ©  Takumi Ota

+ Hain Celestial / A+I

Hain Celestial / A+I . Image © Magda Biernat-Webster
Hain Celestial / A+I . Image © Magda Biernat-Webster

+ Biblioteca Safe Haven / TYIN Tegnestue

 Biblioteca Safe Haven / TYIN Tegnestue . Image © Pasi Aalto
Biblioteca Safe Haven / TYIN Tegnestue . Image © Pasi Aalto

+ Conversão de SZ-HK Biennale-Silo / O-OFFICE Architects

Reconversión de SZ-HK Biennale-Silo / O-OFFICE Architects . Image © O-office & Maurer United
Reconversión de SZ-HK Biennale-Silo / O-OFFICE Architects . Image © O-office & Maurer United

+ Ginásio de Boxe Municipal em Riberas de Sacramento / Urbánika

Gimnasio de Box Municipal en Riberas del Sacramento / Urbánika . Image © Theo Leinad
Gimnasio de Box Municipal en Riberas del Sacramento / Urbánika . Image © Theo Leinad

+ Novo edifício de educação infantil e creche em Zaldibar / Hiribarren-Gonzalez + Estudio Urgari

Nuevo edificio de educación infantil y guardería en Zaldibar / Hiribarren-Gonzalez + Estudio Urgari . Image Cortesía de Egoin
Nuevo edificio de educación infantil y guardería en Zaldibar / Hiribarren-Gonzalez + Estudio Urgari . Image Cortesía de Egoin

+ Casa da Maternidade / Pablo Pita Arquitectos

Casa de Maternidad / Pablo Pita Arquitectos . Image © José Campos
Casa de Maternidad / Pablo Pita Arquitectos . Image © José Campos

+ A ponte de Moisés / RO & AD Architects

El puente de Moisés / RO & AD Architects . Image © RO & AD Architects
El puente de Moisés / RO & AD Architects . Image © RO & AD Architects

+ Residência em Vincennes / AZC

Vivienda en Vincennes / AZC . Image © Sergio Grazia
Vivienda en Vincennes / AZC . Image © Sergio Grazia

+ Escola Nueva Esperanza / al bordE

Escuela Nueva Esperanza / al bordE . Image © Francisco Suarez
Escuela Nueva Esperanza / al bordE . Image © Francisco Suarez

+ Pavilhão Fort Greene / O’Neill McVoy Arquitectos

Pabellón Fort Greene / O’Neill McVoy Arquitectos . Image © Iwan Baan
Pabellón Fort Greene / O’Neill McVoy Arquitectos . Image © Iwan Baan

+ ARC / BERNASKONI

ARC / BERNASKONI . Image © BERNASKONI / Yuri Palmin
ARC / BERNASKONI . Image © BERNASKONI / Yuri Palmin

+ Praça Dongdaemun / Zaha Hadid Architects

Plaza Dongdaemun / Zaha Hadid Architects . Image ©  Virgile Simon Bertrand
Plaza Dongdaemun / Zaha Hadid Architects . Image ©  Virgile Simon Bertrand

+ Ponte para pedestres Lex van Delden / Dok Architecten

Puente peatonal Lex van Delden / Dok Architecten . Image © Arjen Schmitz
Puente peatonal Lex van Delden / Dok Architecten . Image © Arjen Schmitz

+ Centro Juvenil em Camboya: o Bambu a serviço da Comunidade

Centro Juvenil en Camboya: el Bambú al servicio de la Comunidad . Image © Susanna Alatalo
Centro Juvenil en Camboya: el Bambú al servicio de la Comunidad . Image © Susanna Alatalo

+ Casa OMBU / Daniel Silberfaden + Jens Wolter

Casa OMBU / Daniel Silberfaden + Jens Wolter . Image © Sosa Pinilla
Casa OMBU / Daniel Silberfaden + Jens Wolter . Image © Sosa Pinilla

* Mais elementos e espaços básicos da arquitetura aqui.

[1] Citação extraída da introdução de  "El Hombre como Unidad de Medida" do livro "Arte de Proyectar en Arquitectura" (1936), por Ernst Neufert.

Cita: Franco, José Tomás. "O ser humano como medida da arquitetura" [En Detalle: El Ser Humano como medida de la Arquitectura] 26 Jun 2014. ArchDaily Brasil. (Trad. Stofella, Arthur) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/623095/o-ser-humano-como-medida-da-arquitetura> ISSN 0719-8906