O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Dormitórios
  4. Noruega
  5. MEK Architects
  6. 2012
  7. Moradia Estudantil Trondheim / MEK Architects

Moradia Estudantil Trondheim / MEK Architects

Moradia Estudantil Trondheim / MEK Architects
Moradia Estudantil Trondheim / MEK Architects, © Mathias Herzog
© Mathias Herzog

© Miguel de Guzmán © Miguel de Guzmán © Miguel de Guzmán © Miguel de Guzmán + 34

© Miguel de Guzmán
© Miguel de Guzmán

MySpace: três etapas de interação espacial. Hoje, além da forma, localização ou retórica urbana, o espaço público é o espaço de interação. Três estudos de caso, nomeados Pocketworlds, Chatrooms e Catalisador Social, relacionados com a exploração do novo coletivo, foram as diretrizes para a nossa proposta:

© Mathias Herzog
© Mathias Herzog

Pocketworlds: MySpace unifica situações de extrema intimidade com os de extroversão e colaboração. Um ambiente é um poderoso mecanismo que permite a expansão da identidade, auto-reconhecimento e reafirmação, intercâmbio e negociação. Onde o próprio espaço é um laboratório onde testar habilidades que mais tarde vai ser experimentado em cada ato de interação social. O melhor quarto é a que encena um pequeno mundo de nossa própria em seu interior: o pequeno é fundamental no espaço doméstico; o pequeno é a empatia em ação e um meio de brincadeiras.

© Miguel de Guzmán
© Miguel de Guzmán

Chatrooms: Bate-papo são eficazes espaços públicos, no contexto das sociedades globais, cuja construção de uma comunidade depende cada dia mais na busca de afinidades comuns. Esses "lugares" onde avatares atendem usando identidades alternativas são uma espécie de aceleradores do eu.

© Miguel de Guzmán
© Miguel de Guzmán

Catalisador Social: A fim de alcançar uma atmosfera coletiva orientada, os alunos compartilham uma sala flexível e de auto-gestão, 'ultrakitchen', concebido como um espaço experimental para o uso e gozo simultâneo de 116 estudantes, como uma espécie de condensador 24/24 de sustentabilidade social. Esta forma de estruturação de ações espaciais surge como fortalecedor dos laços dentro entre os moradores da comunidade recém-criada.

© Mathias Herzog
© Mathias Herzog

A Residência MySpace propõe a compressão, transferência e condicionamento das capacidades relacionais do espaço urbano. Logo, o cliente (uma associação de estudantes, a SIT, cuida de disponibilidade dos quartos) mostrou a necessidade de caber em alguns quartos extras de 40% do volume original, além de reduzir o orçamento já apertado. Assumindo as condições existentes urbanas, a moradia estudantil destaca tanto quanto possível dos edifícios circundantes e formas do seu volume a extrair o potencial dos pontos de vista e dom. Terraços ao ar livre estão espalhados ao redor do edifício. Através deles, os alunos podem experimentar condições externas e se relacionar com a cidade e as vistas distantes.

© Miguel de Guzmán
© Miguel de Guzmán

A fim de salientar uma iniciativa local que pretende promover Trondheim como uma cidade de madeira amigável, e também buscando novos desafios sobre o uso de madeira em grandes edifícios, o volume exterior inteiro do edifício é revestido com abeto (pinho) pranchas de madeira, exibindo diferentes tratamentos, composições e layouts. Como resultado de uma regulação especial que considera Elgesetergate como uma estrada, em vez de uma rua, sem janelas as para salas podem ser abertas na fachada. A frente e a parte posterior são, assim, concebida como espessas membranas, enquanto apenas corredores e salas são capazes de olhar para a rua.

© Miguel de Guzmán
© Miguel de Guzmán

O núcleo do edifício contém um salão multiuso com nenhuma hierarquia ou definição espacial, em que ambientes diferentes estão localizados. Os pavimentos da sala cercam este lounge. O layout geral é articulado por listras ocupando o espaço que se aproximam ou distanciam dos limites existentes. Quartos imitam o esquema interno do edifício, estruturado em faixas funcionais (armário, banheiro pré-fabricado e uma cama). Desde que a construção começou, e mais detalhes sobre o edifício se tornavam públicos, um debate vibrante surgiu entre os moradores, para a blogs especializados e redes sociais. Arquitetura tem ainda um longo caminho a explorar na coleta de dados e buscando formas de transferência de feedback para o fazer, assim como arquitetos da informação.

© Miguel de Guzmán
© Miguel de Guzmán

Inovação de processo: residência estudantil Myspace passou por um processo complexo realizado por uma intensa interação em conjunto de agentes nacionais (Europan, MEK) e internacionais (SIT, NCC, Link, Trondheim Komune, Europan Norway, NTNU, vizinhos, outros promotores privados) . Todos eles participaram do desenvolvimento do edifício, em uma negociação enriquecedora e desafiadora, comprometida com a transformação urbana e, portanto, uma cidade mais habitável. Dentro deste complexo processo, buscamos benefícios globais para a comunidade profissional em um contexto compartilhado e cada vez mais em rede para os interesses especiais da comunidade local. Dessa forma, profissionais de diversas culturas e origens têm cooperado com a criação de novas fontes de inovação.

© Miguel de Guzmán
© Miguel de Guzmán

Inovação da tipologia habitacional: Quando se trata de habitação, a inovação tende a situar em valores estéticos, técnicos e de mercado. A moradia estudantil Teknobyen entende o programa de necessidades como uma poderosa ferramenta de design e fator chave para melhorar a nossa maneira de viver e se relacionar com o outro. Assim, o edifício assume um orçamento muito apertado, negligenciando o uso de soluções de materiais sofisticados, e abraçando comuns e tradicionais soluções técnicas aplicadas de uma forma contemporânea. O edifício é tecnicamente modesto e performativamente ambicioso. Em vez de um objeto isolado e auto-referencial, o resultado é um prédio despretensioso que estabelece um diálogo com a cidade e os seus códigos, com foco na criação de uma experiência coletiva compartilhada.

© Miguel de Guzmán
© Miguel de Guzmán

Inovação social: O edifício pode ser encarado como algo que está inacabado, porque exige conclusões permanentes vindas de seus habitantes em busca de uma vida comunitária mais satisfatória. Os alunos são livres para criativamente se apropriar do espaço coletivo, um ambiente arquitetônico que foi concebido buscando a abertura funcional. O edifício contém um parlamento nacional de 116 pessoas, onde a cozinha compartilhada é o espaço onde a vida comum é negociada. Auto-gestão é comum e, freqüentemente, o edifício é um cenário de novas experiências: tarde da noite concursos de panqueca na cozinha, seminários de culinária realizados por celebridades locais, olimpíadas realizadas na rampa de garagem ou no jardim de inverno, ativos na rede online, etc... Além da difusão formal ou criação de imagem, Teknobyen sublinha a importância da inovação social, financeira e ambiental, criando uma forma atualizada e dinâmica de vida dos alunos, uma ecologia social fundamental para a sociedade nos dias de hoje, maximizando os laços sociais dentro da arquitetura modesta, mas comprometida.

Courtesy of MEK Architects
Courtesy of MEK Architects

Ver a galeria completa

Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato. Cita: "Moradia Estudantil Trondheim / MEK Architects" [Trondheim Student Housing / MEK Architects] 02 Jan 2013. ArchDaily Brasil. (Trad. Helm, Joanna) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/87418/moradia-estudantil-trondheim-slash-mek-architects> ISSN 0719-8906