O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Casa H / Budapesti Műhely

Casa H / Budapesti Műhely

Casa H / Budapesti Műhely
Casa H / Budapesti Műhely, © Tamas Bujnovszky
© Tamas Bujnovszky

Não muito longe de Budapeste, à margem de uma floresta, lá está a nova casa coberta com telhas de Tamás Dévényi. O edifício surpreendentemente simples cria generosas relações espaciais na terra de 1,5 hectare. A proximidade da vida agitada da cidade não significa que não podemos apreciar a conveniência da natureza e da separação de uma casa de fazenda. Emprestando sua forma e utilização de materiais da arquitetura camponesa da Europa Central, a estrutura modular do prédio segue o pensamento do design contemporâneo.

© Tamas Bujnovszky

Arquétipo Centro-europeu

Os requisitos para uma casa de campo mudaram muito durante os últimos cem anos, mas usando o arquétipo da velha casa camponesa húngara foi um bom ponto de partida para o projeto em uma situação onde os rigorosos regulamentos de construção locais, amarram a liberdade dos arquitetos. O uso tradicional de materiais, a cobertura inclinada e os 50 metros de distância da estrada foram necessários que fizeram o arquiteto repensar as tradições. O resultado é uma reinterpretação da velha maloca camponesa da área.

© Tamas Bujnovszky

O sistema modular

O plano de do solo é criado por meio de um sistema modular feito de unidades de 12 metros quadrados. Este é o tamanho definido pela própria família como um tamanho ideal de quarto, portanto, esta unidade é repetida em duas filas uma ao lado da outra seguindo uma lógica bem clara: por um lado, existem os quartos de acordo com a unidade de tamanho e, do outro lado há uma corredor que atravessa toda a casa mordiscando espaço da largura das unidades do lado direito do eixo longitudinal e cria salas menores para os banheiros e as unidades de armazenamento.

Planta

Ainda encaixando na grade lógica, dois elementos assimétricos ajudama levantar a rigidez do sistema: um dos quatro módulos da sala de estar abre-se para o sótão adicionando uma terceira dimensão ao espaço, e dois módulos são são puxados para fora em ambos os lados da casa para formar os terraços, de uma forma deslizante de modo a evitar um forte eixo lateral.

Corte

Espaços Intermediários

O telhado inclinado segue a arquitetura camponesa simétrica, 41 graus, e sua crista é definida pela parede esquerda do corredor, o qual é independente do sistema modular. Assim, a linha de cume é puxada para fora do eixo longitudinal da casa e gera um patamar sem colunas no lado voltado para floresta com seus grandes beirais. Na parte da frente, com a estrutura de madeira visível, a parte alongada do telhado define um espaço multifuncional: serve como estacionamento diário, mas torna-se um enorme terraço coberto durante as grandes festas.

© Tamas Bujnovszky

Utilização lúdica de materiais

O uso de materiais também está enraizado de volta às tradições mas a colocação da madeira e da cobertura de metal seguem os próprios princípios da casa. Acima do apartamento aquecido, o telhado tem cobertura de telha, enquanto que os beirais e o terraço coberto têm cobertura de folhas de metal. Unificado com o teto, as paredes tem telhas também, mas a fachada nordeste com as folhas de metal e as persianas em listras de metal dá variedade a imagem geral da casa.

© Tamas Bujnovszky

Conexão para o jardim e para a floresta

Situada entre duas áreas com caráteres diferentes - um matagal e uma floresta em rampa íngreme – a casa atua como um filtro: ela divide os dois mas ao mesmo tempo os conecta e deixa suas impressões no seu interior com suas conexões visuais e diretas.

© Tamas Bujnovszky

Ficha técnica:

  • Arquitetos:Budapesti Műhely
  • Ano: 2011
  • Área construída: 180 m²
  • Endereço: Sóskút Hungria
  • Tipo de projeto: Residencial
  • Status:Construído
  • Materialidade: Madeira e Concreto
  • Estrutura: Madeira e Concreto
  • Localização: Sóskút, Hungria
  • Implantação no terreno: Isolado

Equipe:

  1. Arquiteto responsável: Tamás Dévényi, Budapesti Műhely
  2. Arquitetos Associados: István Kovács, Eszter Mihály, Orsolya Takács, Viktor Vadász
  3. Paisagismo: Zsuzsa Bogner

Sobre este escritório
Budapesti Műhely
Escritório
Cita: Paula Garcia Monteiro. "Casa H / Budapesti Műhely" 10 Nov 2012. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/79341/casa-h-budapesti-muhely> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.