O site de arquitetura mais visitado do mundo
Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. classicos
  4. Outro
  5. Bertrand Goldberg
  6. 1964
  7. Clássicos da Arquitetura: Marina City / Bertrand Goldberg

Clássicos da Arquitetura: Marina City / Bertrand Goldberg

Clássicos da Arquitetura: Marina City / Bertrand Goldberg
Clássicos da Arquitetura: Marina City / Bertrand Goldberg, © flickr TRAFFIK [US]
© flickr TRAFFIK [US]

O Marina City foi na época o projeto residencial mais alto em todo o mundo. Goldberg acreditava que as pessoas queriam viver no centro de Chicago. Sua abordagem foi projetar uma “cidade dentro da cidade”, que poderia acomodar totalmente as necessidades das pessoas e atividades cotidianas a uma curta distância de suas casas. Era um método de trazer mercadorias suburbanas e facilidade de acesso a um ambiente urbano.

© Arquivo Bertrand Goldberg, The Art Institute of Chicago

Quando foi inaugurado, o edifício abrigava um teatro, ginásio, piscina, pista de gelo, boliche, lojas, restaurantes e uma marina privada para os moradores. Todas estas comodidades foram apenas algumas das medidas tomadas para enfatizar que tudo aquilo que se poderia encontrar nos subúrbios estaria disponível numa pequena área urbana.

© Zach Everson

A complexidade programática e a estética formal do edifício criam uma presença única nos arranha-céus de Chicago. Sobre os três acres do terreno, duas torres residenciais cilíndricas trazem vida urbana a um novo patamar encontrado. As duas torres de concreto armado são projetadas em torno de um núcleo de circulação estrutural e vertical de 35 m de diâmetro que permite uma distribuição igualitária de unidades residenciais em cada andar. O design cilíndrico da torre cria vistas de 360 graus sobre a “Second City”, enquanto que também serve como um estabilizador estrutural contra os fortes ventos de Chicago.

Planta Pavimentos 21 a 52

Cada torre incorpora uma garagem em espiral sobre os primeiros 19 andares. É uma das primeiras garagens aberta já incorporada ao desenho de um arranha-céu residencial. O 20° andar de cada torre serve como unidade de armazenamento e serviços de lavanderia para os moradores. Os restantes 40 andares de cada edifício oferecem cerca de 450 unidades, que dão um total de 900 unidades, categorizadas por estúdio, unidades de um quarto, e unidades de dois quartos.

© Vincent Desjardins

As próprias unidades dão ao Marina City suas características distintivas;  cada unidade tem uma varanda idêntica. Por causa do ritmo da fachada e a padronização das unidades, a torre parece como um gesto de design simples. No entanto, cada andar contém um tipo diferente de unidade de habitação, de modo que não há dois pisos semelhantes repetidamente empilhados uns sobre os outros, o que resulta numa justaposição espacial interessante em relação à varanda.

© flickr moaksey

Atualmente, o Marina City ainda possui a maior parte do programa original. Todo o complexo foi transformado para usos mais contemporâneos: o auditório/teatro foi convertido na House of Blues; adjacentes às torres residenciais está o Hotel Sax; e acima da marina está o restaurante Smith & Wollensky; enquanto que as unidades foram convertidas em apartamentos de luxo, tornando-se um dos empreendimentos em altura mais procurados em Chicago.

Ficha técnica:

  • Arquitetos:Bertrand Goldberg
  • Ano: 1964
  • Tipo de projeto: Uso Misto
  • Status:Construído
  • Materialidade: Concreto
  • Estrutura: Concreto
  • Localização: Chicago, Estados Unidos da América
  • Implantação no terreno: Isolado

Sobre este escritório
Cita: Marina de Holanda. "Clássicos da Arquitetura: Marina City / Bertrand Goldberg" 27 Out 2012. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/77828/classicos-da-arquitetura-marina-city-bertrand-goldberg> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.