O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Notícias
  3. Bienal de Veneza 2012: "Walk in Architecture" - Pavilhão da República da Coreia do Sul

Bienal de Veneza 2012: "Walk in Architecture" - Pavilhão da República da Coreia do Sul

Bienal de Veneza 2012: "Walk in Architecture" - Pavilhão da República da Coreia do Sul
Bienal de Veneza 2012: "Walk in Architecture" - Pavilhão da República da Coreia do Sul, © Nico Saieh
© Nico Saieh

 

O pavilhão na Bienal de Veneza 2012 busca mudar a fama da arquitetura coreana, permitindo que o mundo possa ter uma compreensão mais profunda sobre o que é atualmente relevante no campo da arquitetura da Coreia. “Walk in Architecture”  (“Ande na Arquitetura”) expressa uma ideia e ao mesmo tempo seu paradoxo – a exposição trata a arquitetura como um lugar ou um sujeito, assim como se diz “ande em Veneza” ou  “ande em uma floresta.” Andar é uma ação coletiva que combina associações: quando você anda você pensa, você medita, você observa, você sonha, você imagina.

© Nico Saieh

A exposição é exibida por suportes finos de madeira onde estão dispostos desenhos, diagramas e telas com vídeos, com grandes exemplos de um país onde os pedestres ocupam mais espaço que os carros. Esta exposição acontece no Pavilhão da Coreia no Giardini, projetada por Seok CHul Kim e Franco Mancuso em 1995.

© Nico Saieh

Exploração do tema, na forma de 5 “walks”:

01_POST MAX, O futuro da Arquitetura Coreana > AMANHÃ

Os desenvolvimentos recentes em arquitetura alienaram o senso de comunidade da esfera pública, determinando um ambiente construído em oposição ao habitat natural. Post Max busca uma nova reciprocidade entre natureza e sociedade, para reestabelecer os valores comuns que por séculos fizeram parte da paisagem arquitetônica coreana.

© Nico Saieh

02_POST GRAY, Uma perspectiva sustentável além do moderno > JUNTO

Post gray é um novo paradigma arquitetônico que rompe com a sintaxe dogmática da arquitetura moderna, permitindo que a disciplina evolua além da obsessão com representação no sentido de uma visão sustentável e holística.

© Nico Saieh

03_ENGRAVING EMOTIONS, Condições passadas e existentes > EXISTENTE

Os espaços cotidianos, os espaços existentes que habitamos, causam uma profunda ressonância dentro de nossas memórias. O contexto cotidiano cria uma atmosfera comum que nos permite pertencer ao lugar. Lugar e pertencer se tornam gravados na arquitetura.

© Nico Saieh

04_ENGRAVING TECTONICS, Posicionando-nos em meio à natureza > ENTRE

A habilidade manual, o ato de construir edifícios, é um comércio no qual a modernização está gradualmente sendo desgastada na cultura coreana. Engraving tectonics indaga o que a habilidade manual é hoje, como pode um senso de tectônicas poéticas ainda ser aspirada e alcançada com o advento da fabricação digital.

© Nico Saieh

05_WAY TACTILITY, Arquitetura relacionada aos sentidos > TANGÍVEL

A arquitetura tradicional coreana busca estimular os sentidos através de uma manipulação cuidadosa do espaço, dos materiais e das proporções humanas. O ambiente genérico contemporâneo, tão comum em nossas cidades, tem usado este senso de complexidade, criando um padrão homogêneo. O espaço coreano foi lobotomizado. Este tema busca redescobrir o lado tangível da arquitetura.

© Nico Saieh

 

© Nico Saieh
© Nico Saieh

Cita: Fernanda Britto. "Bienal de Veneza 2012: "Walk in Architecture" - Pavilhão da República da Coreia do Sul" 20 Set 2012. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/71732/bienal-de-veneza-2012-walk-in-architecture-pavilhao-da-republica-da-coreia-do-sul> ISSN 0719-8906