O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Vinícola Gantenbein / Gramazio & Kohler + Bearth & Deplazes Architekten

Vinícola Gantenbein / Gramazio & Kohler + Bearth & Deplazes Architekten

Vinícola Gantenbein / Gramazio & Kohler + Bearth & Deplazes Architekten
Vinícola Gantenbein / Gramazio & Kohler + Bearth & Deplazes Architekten, © Ralph Feiner
© Ralph Feiner

 

O projeto foi realizado como uma extensão de uma pequena, mas notavelmente bem-sucedida, vinha. Os produtores queriam um novo edifício de serviço, que abrigasse uma grande sala de fermentação para o processamento das uvas, uma adega “cavada” no solo para o armazenamento os barris de vinho, e um terraço para degustações de vinho e recepções. O escritório Bearth & Deplazes Architects projetou o edifício, que já estava em construção, quando nos chamaram para desenhar a sua fachada.

Cortesia de Gramazio & Kohler

O desenho inicial propunha um simples esqueleto de concreto, preenchido com tijolos. A alvenaria atua como uma proteção da temperatura, e também como um filtro da luz solar para a sala de fermentação. A luz solar direta, que causaria um efeito negativo sobre a fermentação, é então excluída. Painéis de policarbonato são colados internamento para proteger contra o vento. No piso superior, os tijolos formam o guarda-corpo do terraço.

© Ralph Feiner

O método robótico de produção que desenvolvemos no ETH permitiu-nos alocar cada um dos 20 mil tijolos precisamente de acordo com os parâmetros programados – no ângulo desejado e nos exatos intervalos prescritos. Isso nos permitiu projetar e construir cada parede para que tenha as permeabilidades de luz e de ar desejadas, enquanto cria-se um padrão que reveste toda fachada do edifício. De acordo com o ângulo em que é definido, cada tijolo reflete a luz diferentemente e, assim, nos dão distintos graus de luminosidade. Trabalhando como pixels na tela de um computador, eles somam-se em uma imagem única, e, portanto, comunicam a identidade da vinícola. No entanto, em contraste a uma tela de duas dimensões, a fachada traz um jogo entre a profundidade, plasticidade e cor, dependendo da posição do observador e o ângulo do sol.

© Ralph Feiner

A alvenaria da fachada da vinícola parece uma enorme cesta cheia de uvas. A um olhar mais próximo –ao contrario de seu efeito pictórico à distância- a sensualidade, a suavidade da textura das paredes dissolve-se na materialidade da pedra. O observador é surpreendido que a suavidade e as formas arredondadas são, na verdade, compostas por elementos individuais, tijolos.

Cortesia Gramazio & Kohler

A fachada aparece como uma forma dinâmica solidificada, na qual do olho do observador é convidado a passear. No interior, a luz do dia que penetra cria uma atmosfera suave, e ainda luminosa. Olhando em direção à luz, o projeto manifesta-se na modulação através dos espaços abertos. E o projeto é sobreposto sobre a imagem da paisagem que brilha em diferentes níveis de definição de acordo com o contraste percebido.

© Ralph Feiner

ESFERAS DE QUEDA

Para criar a fachada, projetamos um processo de desenvolvimento. Nós interpretamos o esqueleto de concreto do projeto de Bearth & Deplazes como uma cesta, e a preenchemos com abstratas e grandes uvas de diferentes diâmetros. Digitalmente, simulamos a gravidade que faria essas uvas cair dentro da cesta virtual, até que estivessem compactadas. Depois, vimos o resultado de todos os lados e transferimos os dados da imagem à rotação de cada tijolo. Nas fachadas construídas, o visitante percebe as uvas gigantes e sintéticas que, virtualmente, estão dentro do edifício, como desenvolvemos o projeto.

Cortesia Gramazio & Kohler

No entanto, as implicações arquitetônicas dessas fachadas de tijolos são mais elaboradas e diversas do que essa imagem bidimensional. Para o olho humano, capaz de deter até as mais sutis diferenças de cor e luz, os tênues desvios dos tijolos criam uma aparência e plasticidade que muda constantemente ao longo do movimento do observador e do sol durante o dia.

© Ralph Feiner

As juntas entre os tijolos são deixadas abertas para criar transparência e permitir que a luz do dia entre no edifício. A fim de criar um padrão discernível do interior, organizamos os tijolos o mais próximo possível um do outro, de modo que a abertura criada pela deflexão de cada um tenha sido quase fechada. Isso produziu um contraste máximo entre as aberturas e as juntas fechadas, permitindo que a luz modele as paredes interiores poeticamente.

Cortesia de Gramazio & Kohler

CAMADA DE TIJOLO

Os elementos da parede foram produzidos como um projeto piloto em nossas instalações de pesquisa na ETH Zurich, transportados por caminhões até o lote, e instalados com o uso de um guindaste. Porque a construção já estava bastante avançada, tivemos apenas três meses antes da montagem no local. Isso fez com que a produção de 72 elementos de fachada fosse um desafio tanto tecnologicamente, quanto em termos de prazo. Como o robô podia ser conduzido diretamente pelos dados do projeto, sem que tivéssemos que produzir desenhos executivos adicionais, fomos capazes de trabalhar no projeto da fachada até o último minuto antes do inicio da produção.

© Ralph Feiner

Para acelerar o processo de fabricação de 400 metros quadrados de fachada, tivemos que desenvolver um processo automatizado para a aplicação do duplo agente de ligação. Como cada tijolo tem sua própria rotação, cada um tem uma junção diferente e única com o tijolo superior e outra com o inferior. Em conjunto com a engenharia do fabricante dos tijolos, estabelecemos um método no qual quatro agentes de ligação são aplicados em cada tijolo, em intervalos pré-definidos em relação ao eixo central do elemento da parede. Os testes de carga realizados nos primeiros elementos fabricados revelaram que o agente de ligação era tão eficaz estruturalmente, que os reforços normalmente necessários para paredes pré-fabricadas convencionais foram desnecessários.

 

© Ralph Feiner

 

 

 

Ficha técnica:

  • Arquitetos:Gramazio & Kohler, Bearth & Deplazes Architekten
  • Ano: 2006
  • Tipo de projeto: Industrial
  • Status:Construído
  • Materialidade: Concreto e Tijolo
  • Estrutura: Concreto e Tijolo
  • Localização: Fläsch, Suíça
  • Implantação no terreno: Isolado

Equipe:

  1. Arquitetos: Gramazio & Kohler, Bearth & Deplazes Architekten
  2. Arquiteto chefe: Tobias Bonwetsch
  3. Colaboradores: Michael Knauss, Michael Lyrenmann, Silvan Oesterle, Daniel Abraha, Stephan Achermann, Christoph Junk, Andri Lüscher, Martin Tann

 

  1. Fotógrafos: Ralph Feiner, Cortesia de Gramazio & Kohler
  2. Cliente: Marta e Daniel Gantenbein

Sobre este escritório
Gramazio & Kohler, Bearth & Deplazes Architekten
Escritório
Cita: Marina de Holanda. "Vinícola Gantenbein / Gramazio & Kohler + Bearth & Deplazes Architekten" 10 Set 2012. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/70092/vinicola-gantenbein-gramazio-e-kohler-mais-bearth-e-deplazes-architekten> ISSN 0719-8906