O site de arquitetura mais visitado do mundo
Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Notícias de Arquitetura
  3. Bienal de Veneza 2012: “Venice Takeaway” - Pavilhão Britânico

Bienal de Veneza 2012: “Venice Takeaway” - Pavilhão Britânico

Bienal de Veneza 2012: “Venice Takeaway” - Pavilhão Britânico
Bienal de Veneza 2012: “Venice Takeaway” - Pavilhão Britânico , O Sambódromo, no Rio de Janeiro / arquitetura aberrante - Cortesia do Conselho Britânico
O Sambódromo, no Rio de Janeiro / arquitetura aberrante - Cortesia do Conselho Britânico

Embora o talento arquitetônico do Reino Unido não seja contestado, “Venice Takeaway: Ideas to Change British Architecture” responde ao tema “Common Ground” de David Chipperfield para a Bienal de Veneza de 2012 ao buscar formas criativas para encarar as questões universais em um projeto global ambicioso de pesquisa.

O Conselho Britânico demandou que dez equipes de arquitetos ao redor mundo pesquisasse lugares e assuntos inspiradores que pudessem gerar discussão sobre o que é arquitetura ao mesmo tempo em que apresentassem novas ideias para o Reino Unido. A exposição Venice Takeaway traça o rumo destas equipes e compartilha as ideias que surgiram em diferentes países: Argentina, Brasil, China, Japão, Holanda, Nigéria, Rússia, Tailândia e Estados Unidos.

Lojista, Nakornkasem, Bangkok / Alex Warnock-Smith – Cortesia do Conselho Britânico

A equipe do Conselho Britânico liderada pelo comissário Vicky Richardson, Diretor de Arquitetura, Design e Moda e Vanessa Norwood, Diretora das Exposições na Associação Arquitetônica, com o auxílio de diversos especialistas, optaram por mostrar as ideias:

  • aberrant architecture que viajou para o Rio de Janeiro para Investigar os CIEPs, um programa educacional radical e uma série de escolas primárias pré-fabricadas projetadas por Oscar Niemeyer.

O Sambódromo, no Rio de Janeiro / arquitetura aberrante – Cortesia do Conselho Britânico

  • Smout Allen e BLDGBLOG, cuja pesquisa teve foco no Center for Land Use Interpretation em Los Angeles, uma instituição dedicada para a difusão do conhecimento sobre o uso do solo.
  • Esperando o sonic boom na Estação de Pesquisa do Deserto de CLUI / Allen Smout – Cortesia do Conselho Britânico

  • Robert Anderson e Anna Gibb que foram para Moscou investigar os “Paper Architects”, um coletivo formado no anos 1980 em resposta as restrições do Estado sobre a construção.
  • Moscou, desenho de Gibb, 2012 / Anna Gibb – Cortesia do Conselho Britânico

  • Darryl Chen quem buscou paralelos entre o Reino Unido e a China através de um estudo da vila Caochangdi na 50ª Estrada de Pequim.
  • ‘Along the High Street in the Working Village’ Scroll / Darryl Chen – Cortesia do Conselho Britânico

  • !Forum for Alternative Belfast que foi para Berlim investigar a International Bauausstellung 1987 (IBA de 1987), um projeto de renovação urbana ambicioso e revolucionário international architects.public works, Urban Projects Bureau e Owen Pritchard que formou uma equipe para desenvolver uma discussão sobre o papel e a imagem do arquiteto através de um novo estatuto aberto.
  • ‘Missing City Map’, Belfast / Forum for Alternative Belfast – Cortesia do Conselho Britânico

  • Elias Redstone que investigou Fideicomiso na Argentina, um fundo legal que permite que arquitetos financiem seus próprios projetos.
  • Fideicomiso: Uma aventura de arquitetura na Argentina / Elias Redstone / Marcia Mihotich / Conselho Britânico – Cortesia do Conselho Britânico

  • Liam Ross e Tolulope Onabolu que viajaram para Lagos para embarcar em um estudo comparativo de risco e regulamentação e o impacto destes quesitos nos projetos.
  • Sede da Polícia do Estado / quiosque, Lagos / Liam Ross – Cortesia do Conselho Britânico

  • Takero Shimazaki/Toh Shimazaki Architecture, cuja investigação focou na obra de Itsuko Hasegawa em diversos locais no Japão, explorando a forma como sua arquitetura combina uma crença no ser humano com a abstração.
  • Yamanashi Fruit Museu / Atelier Itsuko Hasegawa – Cortesia do Conselho Britânico

    As ideias das dez equipes arquitetônicas serão exibidas no Pavilhão Britânico em um ambiente especialmente criado pelos designers gráficos e de marcas ambientais, Born Design

    Mais informações estão disponíveis no site aqui.

    Uma vez que a Bienal de Veneza de 2012 se encerre, a exposição Venice Takeaway será levada de volta para o Reino Unido e será apresentada na Galeria RIBA em Londres de 26 de Fevereiro a 27 de Abril de 2013.

     

     

  • Sobre este autor
    Cita: Fernanda Britto. "Bienal de Veneza 2012: “Venice Takeaway” - Pavilhão Britânico " 30 Ago 2012. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/67712/bienal-de-veneza-2012-venice-takeaway-pavilhao-britanico> ISSN 0719-8906

    ¡Você seguiu sua primeira conta!

    Você sabia?

    Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.