O site de arquitetura mais visitado do mundo
Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Notícias de Arquitetura
  3. Cinema e Arquitetura: "Dublê de Anjo" / O sonho de Alexandria

Cinema e Arquitetura: "Dublê de Anjo" / O sonho de Alexandria

Cinema e Arquitetura: "Dublê de Anjo" / O sonho de Alexandria
Cinema e Arquitetura: "Dublê de Anjo" / O sonho de Alexandria

Esta semana recomendamos um filme com uma força visual assombrosa, conseguida através do esforço do diretor indiano Tarsem Singh, que viajou por 28 países procurando e catalogando lugares que eligiria para o filme, financiado por ele mesmo. Em plena era dos efeitos especiais digitais no cinema, um maravilhoso catálogo de cores e imagens apetrechado de Arquitetura emblemáticam aparentemente impossíveis mas reais! Com as escadas infinitas e labirintos sem saída que mais parecem gravuras saídas da imaginação de M.C. Escher, o filme “Dublê de Anjo” (The Fall, 2006) narra a tentiva de suicídio de um amargo dublê de cinema hospitalizado após um acidente em filmagens. A improvável amizade com uma menina de quatro anos cria um mundo imaginário, uma simbólica narrativa da Queda e Redenção humanas.

Imagine um mundo onde tudo toma a forma que desejarmos, onde a realidade se confunde com os sonhos. Assim é o mundo criado por Alexandria, uma pequena garota que ouve as mais diferentes histórias de seu companheiro de leito hospitalar, o dublê Roy Walker (Lee Pace). Cada história é mais colorida e divertida que a outra, o que torna a garota cada vez mais encantada por seu novo amigo. Roy daria tudo para não estar nessa situação de dor e precisará da ajuda vinda das pequenas e angelicais mãos da nova amiga.

Entre outras cidades fica a curiosidade da chamada “Cidade Azul” que é na verdade Jodphpur, uma angia cidade do Rajastão, onde correu o rumor entre os habitantes que ao pintar as casas de azul se afugentavam os mosquitos e o calor. Disfruetem e comentem.

Ficha Técnica

  1. Título original: The Fall
  2. Ano: 2006
  3. Duração: 117 min.
  4. Origem: Índia, Reino Unido, Estados Unidos
  5. Diretor: Tarsem Singh
  6. Guião: Dan Gilroy, Nico Soultanakis, Tarsem Singh, Valeri Petrov
  7. Banda sonora: Krishna Levy
  8. Elenco: Lee Pace, Catinca Untaru, Justine Waddell

 

Sinopse

Roy Walker (Lee Pace), um dublê da década de 1920, está no hospital depois de executar um ato perigoso para impressionar sua namorada. No entanto, ela o substitui pela estrela do filme em que trabalhou. No hospital, Roy conhece Alexandria (Catinca Untaru), uma menina imigrante com a qual começa uma amizade. Roy começa a contar-lhe uma história sobre cinco personagens: um escravo chamado Ota Benga (Marcus Wesley), um especialista em explosivos, um índio (Jeetu Verma), uma versão fictícia de Charles Darwin (Leo Hill) e um bandido mascarado (interpretado por Pace).

 

Todos os personagens tentam vingar-se do Governador Odious (Daniel Caltagirone), porque os magoou com as suas atitudes. Uma sexta personagem se une à busca do Governador Odious, o “místico” (Julian Bleach). À medida que Roy lhe conta a história, Alexandria imagina o que vai acontecendo. Alexandria começa a confundir a realidade com a ficção, e reflete alguns personagens da história em pessoas do hospital. Ela visitou Roy para lhe continuar contando a história, e ele pede-lhe morfina em troca, explicando que o “ajudava a dormir melhor.” Aí novos personagens se juntam à história, uma princesa (Justine Waddell) e a filha do bandido mascarado (também interpretada por Catinca Untaru).

 

Ansiosa para saber como a história vai continuar, Alexandria volta à farmácia do hospital à procura de mais morfina para Roy. Mas quando tenta pegar numa garrafa em cima de um armário cai da escada. Alexandria é operada e visitada por Roy, que piora o seu estado anemíaco. Ela pede-lhe para ouvir o final da história, e ele começa a matar os personagens um por um, reflectindo a sua depressão. Alexandria incomodada por isso, argumentando que a história também é sua, explica-lhe por é que não deve sentir-se assim. Roy muda de ideias e conta-lhe outro final, no qual o vilão e sua filha ganham a Odious. Depois de algumas semanas, Roy se recupera e volta a trabalhar como dublê, enquanto Alexandria volta para a fazenda da família.

 

Sobre este autor
Cita: Jorge Alves. "Cinema e Arquitetura: "Dublê de Anjo" / O sonho de Alexandria" 11 Mai 2012. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/48175/cinema-e-arquitetura-duble-de-anjo-o-sonho-de-alexandria> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.