O site de arquitetura mais visitado do mundo
Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Residencial estudantil em Paris / LAN Architecture

Residencial estudantil em Paris / LAN Architecture

Residencial estudantil em Paris / LAN Architecture
Residencial estudantil em Paris / LAN Architecture, Cortesia de LAN Architecture
Cortesia de LAN Architecture

O contexto

O projeto para uma residência de estudantes foi considerado no contexto do tecido urbano do distrito de La Chapelle em Paris e seu papel em sua evolução. O terreno está na esquina da rue Philippe de Girard com a rue Pajol no 18º arrondissement, próximo a ZAC de Pajol (Zone d’Aménagement Concerté – zona urbana de desenvolvimento), uma ambiciosa reconstrução de um antigo campo ferroviário, no qual equipamentos sociais, culturais e esportivos estão sendo criados. O distrito apresenta a mistura fortemente heterogênea de edifícios residenciais haussmannianos, fábricas e ateliê, logo, possui uma diversidade rica e ampla de situações não usuais dentro da cidade de Paris.

Cortesia de LAN Architecture

A rua e o pátio

O projeto é composto de diversos edifícios cujos volumes e vazios interagem dependendo do contexto. Na rua, três volumes de seis pavimentos são separados por duas fendas que possibilitam o acesso à residência e à circulação vertical. As alturas dos edifícios no fundo do lote variam de acordo com as construções vizinhas. No interior do conjunto, um pátio espaçoso é iluminado por uma fenda no edifício sul, uma extensão do vazio existente. O pátio, no centro do projeto, promove o acesso aos vários edifícios e define suas inter-relações. Um quadrado de 15×15 metros que garante iluminação natural para todos os ambientes, funcionando também como uma espécie de pulmão verde.

Cortesia de LAN Architecture

Os materiais

A estratégia de criar uma dualidade entre a rua e o pátio foi perseguida na escolha dos materiais. As fachadas, ao invés de impor uma única imagem sobre o projeto, participam criando atmosferas variantes dos espaços que envolvem e delimitam. Os edifícios voltados para a rua são revestidos por tijolos escuros de cor de ardósia, enquanto os edifícios ao redor do pátio são revestidos por placas de lariço acompanhadas de persianas dobráveis posicionadas em frente às janelas e varandas.  A fachada ao longo da passagem de entrada é também revestida por lariço, anunciando a sensação do espaço interno. Todo o piso e as paredes do pátio são cobertas com um material de cor clara e flexível, o mesmo normalmente usado para áreas esportivas e playgrounds. A escolha dos materiais foi dada por preocupações técnicas e arquitetônicas. Nossa pesquisa foi guiada por um desejo de durabilidade e sobriedade, a natureza refinada e clássica de nosso projeto.

Cortesia de LAN Architecture

As circulações

De modo geral, os espaços vazios no pátio e as circulações poderiam ser ditos como “junk space” ou “espaço residual”, os quais são subprodutos do desenho dos edifícios. A ambição do projeto foi proporcionar tamanha qualidade a estes espaços que esses seriam um verdadeiro “algo a mais” para os moradores. As áreas externas, interagindo com os espaços comuns como um intervalo entre os ambientes privados, não funcionam meramente como circulação, mas também promovem o convívio que nosso projeto busca criar. Como estes espaços não fizeram parte das especificações do projeto, seus usos podem ser definidos e desenvolvidos pelos moradores.

Cortesia de LAN Architecture

As especificações

Em resumo, especificou-se a construção como uma residência de estudantes com 150 quartos, ambientes coletivos, espaços administrativos e um apartamento para o zelador, com RIVP agindo como administrador do projeto para o CROUS, que coordenará a residência. Conforme se entra no conjunto pela fenda à esquerda, descobrem-se sucessivamente os espaços de recepção, a parte administrativa, as instalações coletivas e as áreas de estudo e lazer ao redor do pátio. Os 143 quartos possuem três diferentes tipologias. Os estudantes possuem unidades mobiliadas de aproximadamente 18 metros quadrados cada, com um banheiro e uma área de cozinha. A vista do pátio cria uma atmosfera calma e propícia para a concentração e o estudo. As escrivaninhas são localizadas próximas da vista externa no intuito de desfrutar da iluminação natural. Dez quartos foram especialmente projetados para pessoas com mobilidade reduzida.

Plantas

Desempenho energético

O projeto está em conformidade com o rótulo “Habitat e Meio Ambiente” das especificações da VHEP (Very High Energy Performance). Uma combinação de compacidade, tratamento do envelope e calor solar juntamente com a alta performance em ventilação e aquecimento (aquecimento urbano e painéis solares) cria uma acomodação agradável e confortável. A estrutura de concreto, isolada externamente por uma camada de 12 centímetros de lã mineral, o tijolo ou revestimento em madeira e vidros duplos com conexões de bom desempenho promovem um isolamento térmico eficiente. No inverno, o edifício retém o calor interior enquanto a inércia permite a absorção de calor durante o dia e sua retenção durante a noite.

Detalhe

Ficha técnica:

Equipe:

  1. Coordenadores do projeto: Sebastian Niemann, Venezia Ferret

Sobre este escritório
Cita: Fernanda Britto. "Residencial estudantil em Paris / LAN Architecture" 09 Mai 2012. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/47755/residencial-estudantil-em-paris-lan-architecture> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.