O site de arquitetura mais visitado do mundo
Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Casa de Descanso / Virginiaarq

Casa de Descanso / Virginiaarq

Casa de Descanso / Virginiaarq
Casa de Descanso / Virginiaarq, Cortesia Virginia González Rebollo
Cortesia Virginia González Rebollo

 

Condicionantes: Orientação e Entorno

Foram dois os principais condicionantes de partida na hora de projetar este espaço, unidos às condições programáticas: por um lado, a análise e relação com o entorno, e por outro, o estudo das orientações em relação com as distintas partes do programa.

Cortesia Virginia González Rebollo

O terreno é um retângulo com orientação norte-sul, que tem ao leste a via de acesso, e um desnível de 5 metros ao oeste. O projeto busca uma integração ao lugar, apostando em uma vegetação silvestre, com plantas aromáticas, arbustos…

Planta 1

Propõem-se dois volumes construídos no terreno inclinado, e voam na horizontal por cima deste (efeito de antigravidade), ocultos à vista de acesso ao leste, exceto a fenda de entrada, e que se abrem à luz e à paisagem.

Planta 2

Lugar de descanso e de meditação. Dois olhos que olham a paisagem e captam a luz: o volume tectônico de concreto pintado abre-se à paisagem longínqua das montanhas, capta a luz do oeste que ilumina o espaço de estar e enquadra o pôr-do-sol como fotografias. O volume metálico orienta-se a noroeste, lugar que controla mais a captação da luz norte, a qual é mais uniforme e funciona melhor para iluminar a biblioteca. Neste espaço a fotografia que se captura através do vazio é um perfil da cidade da Astorga e estabelece uma relação visual com seu ponto mais elevado: a catedral.

Planta de coberta

Portanto, são duas vistas, com distintos tipos de luz, de proporção de aberturas, e que têm intima relação com a atividade que se desenvolve no espaço interior: estar-oeste-paisagem / ler-norte-catedral.

Programa

O programa básico solicitado pelo cliente é o de uma habitação mínima, cujo espaço principal é a zona de estar-descanso e a zona de leitura. Ao redor disto se desenvolvem os espaços servidores: um lavabo, closet, escritório e um dormitório mínimo. Todo o programa acontece em um único âmbito, o qual se transforma em um espaço com pé-direito duplo na zona de estar.

Cortesia Virginia González Rebollo

Plano Estrutural e Construtivo

Estruturalmente, resolve-se mediante paredes de concreto armado que funcionam como vigas de canto, equivalentes a toda a altura da parede, que se apoiam no terreno e voam quatro metros, criando um efeito de leveza: corpo massivo de concreto que dá a sensação de caixa leve apoiada no terreno em declive, em um aparente equilíbrio instável.

Cortesia Virginia González Rebollo

A própria estrutura, a parede de concreto armado aparente, é o material de acabamento do volume com pé-direito duplo. Estudou-se cuidadosamente a qualidade material destas paredes, os quais são coloridos in loco. Durante o processo da obra fizeram-se numerosas provas com diferentes dosagens de corante até conseguir um concreto com uma textura e cor inspirados na terra argilosa do entorno, de forma que se integra a paisagem e ao mesmo tempo adquire uma identidade própria.

Cortesia Virginia González Rebollo

O volume que abriga a biblioteca e está orientado ao norte também é estruturalmente uma parede-viga de concreto em balanço, mas é revestido exteriormente com painéis de alumínio.

A cobertura é invertida, não transitável, com acabamento de cascalho.

Cortesia Virginia González Rebollo

Interiormente a parede é projetado com isolamento de poliestireno extrudido de 50mm e lã mineral como isolamento acústico. E finalmente, revestida com tabique autoportante de gesso.

Cortesia Virginia González Rebollo

Projeta-se uma escada em ménsula(escalera em ménsula), apoiada em um dos seus lados na parede concreto (mesmo critério estrutural que o próprio edifício: ausência total de pilares). O parapeito é de aço galvanizado e pintado.

Cortesia Virginia González Rebollo

O dormitório sobre o espaço de maio pé-direito, estruturalmente é uma laje de concreto suspensa e colorida do mesmo modo que o fechamento exterior.

Ficha técnica:

  • Arquitetos:Virginiaarq
  • Ano: 2011
  • Área construída: 108,49 m²
  • Tipo de projeto: Residencial
  • Status:Construído
  • Materialidade: Concreto e Metal
  • Estrutura: Concreto
  • Localização: Tomillar, Celada de la Vega, León, Espanha
  • Implantação no terreno: Isolado

Equipe:

  1. Arquiteto: Virginiaarq - Virginia González Rebollo

Informação Complementar:

  1. Cliente: Lucío Ángel Vallejo Balda
  2. Construtora: Constructora Cepedana, S.L.

Sobre este escritório
Cita: Marina de Holanda. "Casa de Descanso / Virginiaarq" 24 Fev 2012. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/34725/casa-de-descanso-virginiaarq> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.