O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Notícias
  3. AD Brasil Entrevista: Bjarke Ingels / BIG

AD Brasil Entrevista: Bjarke Ingels / BIG

AD Brasil Entrevista: Bjarke Ingels / BIG

Nós do ArchDaily Brasil consideramos Bjarke Ingels um dos arquitetos mais inspiradores em atividade hoje em dia. Tendo alcançado o sucesso ainda jovem, Bjarke nunca deixou de lado sua filosofia YES IS MORE. Seu evidente entusiasmo em relação ao potencial da arquitetura e do design o diferencia de seus colegas de profissão. E é precisamente esta atitude otimista que o permitiu superar alguns dos limites impostos a muitos jovens arquitetos hoje. Um impressionante portfólio de obras construídas e propostas futuras mostra que sua abordagem em relação ao projeto, embora algumas vezes criticada, está impactando profundamente o ambiente social da arquitetura.

Sobre liderar um escritório, Bjarke diz que “você tem a oportunidade e a responsabilidade de criar o ambiente de trabalho que você gostaria de trabalhar.” Ele concebeu sua firma como uma espécie de organismo capaz de se adaptar ao crescimento e às mudanças. Na entrevista, Bjarke explica que não apenas seu próprio papel evolui constantemente, mas que o sucesso do BIG depende da inestimável contribuição de seus sócios. BIG é mais que apenas Bjarke.

Também pedimos para ele definir a arquitetura (“a arte e a ciência de garantir que nossas cidades e edifícios sejam apropriados ao modo como queremos viver nossas vidas”), e dar aos estudantes conselhos sobre prosseguir carreira na arquitetura. Veja a entrevista completa a seguir.

AD Brasil Entrevista: Bjarke Ingels / BIG AD Brasil Entrevista: Bjarke Ingels / BIG AD Brasil Entrevista: Bjarke Ingels / BIG AD Brasil Entrevista: Bjarke Ingels / BIG AD Brasil Entrevista: Bjarke Ingels / BIG AD Brasil Entrevista: Bjarke Ingels / BIG AD Brasil Entrevista: Bjarke Ingels / BIG AD Brasil Entrevista: Bjarke Ingels / BIG + 8

O que é Arquitetura?

Arquitetura é a arte e a ciência de garantir que nossas cidades e edifícios sejam apropriados ao modo como queremos viver nossas vidas: o processo de manifestar nossa sociedade em nosso mundo físico. A vida está sempre evoluindo e, ao passo que evolui, nossas cidades e edifícios também deveriam evoluir, para que se adéquem ao modo como queremos viver. De modo geral, a vida em nosso planeta evoluiu, num sentido Darwinista, ao longo de milhões de anos adaptando-se ao ambiente. Então, diferentes formas de vida desenvolveram atributos que lhes permitiram ocupar diferentes nichos ecológicos. A vida sempre se adaptou ao ambiente físico. Quando inventamos a tecnologia, ferramentas e arquitetura, revertemos esta situação e começamos a adaptar nosso ambiente físico em função da vida. Ao invés de viver em uma árvore ou em uma caverna, pudemos construir nossa própria árvore, nossa própria caverna. Tomamos a possibilidade e a responsabilidade de moldar o mundo em torno da vida, ao invés da vida ser moldada pelo mundo. Neste sentido, é um incrível poder e uma incrível responsabilidade ser encarregado de criar o mundo onde queremos viver. Como seres humanos, não temos que aceitar o mundo como ele é. Na realidade, podemos criar o mundo dos nossos sonhos. 

O que você pode nos dizer sobre liderar um escritório de arquitetura?

Criar um escritório tem muito a ver com um processo evolutivo. Ao passo que o escritório evolui, seu papel está constantemente mudando. A cada três meses percebo que não posso mais fazer o que fazia há três meses. Tenho que fazer as coisas de modo diferente, pois o escritório evoluiu e meu papel nele está em constante evolução. Uma das coisas importantes em criar um escritório é que você tem a oportunidade e a responsabilidade de criar o ambiente de trabalho que você gostaria de trabalhar. Porque, se você está trabalhando para outra pessoa, você pode ter que aturar uma certa cultura ou modo de falar com os outros que você suporta apenas pois quer o emprego – mas não é assim que você quer que seja seu trabalho. Então, quando você cria seu próprio escritório, tem a responsabilidade de dar o tom e estabelecer a cultura e o modo como as pessoas falam com as outras e colaboram e se ajudam mutuamente, o modo como pedem favores e o modo como prestam favores a seus colegas. 

Acho que estabelecer a cultura e o ambiente é incrivelmente importante. Além disso, você vai passar muito tempo em seu escritório, portanto, se você não gosta dele, será um inferno. Eu sempre fui muito consciente sobre o que eu gosto de fazer e quais são minhas habilidades mais fortes. Tentei estabelecer um escritório que me permitisse sempre ter o meu emprego dos sonhos. Por exemplo, voltando à época do PLOT, quando vencemos nossa primeira comissão, uma piscina circular, eu não tinha a experiência para ser o líder de um projeto de construção. Eu queria ser quem lança as ideias, e também queria continuar a participar de competições para expandir o escritório. Então, contratamos um cara chamado Finn Nørkjær, que agora é um dos meus sócios do escritório de Copenhague. Ele é 10 anos mais velho que eu e foi o líder de projeto daquele projeto. Então, mesmo que eu fosse seu chefe como projetista, em sua equipe, ele era o responsável por fazer o projeto. Embora, tradicionalmente, possa-se dizer, “OK, este é meu escritório. Eu serei o líder de projeto”, eu, na verdade, sabia que não queria ser o líder de projeto. Queria ser quem lança as ideias. Então contratei alguém com mais experiência que eu para cumprir um papel para o qual eu não estava maduro o bastante ou interessado. 

Acho que sempre fiz isso. No final, acabei com o emprego que desempenho melhor e estou constantemente criando cargos ou ajudando as pessoas a criarem seus próprios cargos para garantir que o escritório funcione mais como um organismo vivo, onde todos desempenham seus papeis favoritos neste organismo.

Que conselho você daria a alguém que quer estudar arquitetura?

Assim como na ciência, a arquitetura é uma experimentação hipotética dedutiva. Você usa seu raciocínio para analisar e sugerir e construir uma estrutura conceitual. E quando não é possível avançar mais, você pode dar um pulo intuitivo, uma suposição. Você pode sugerir coisas e testá-las. Mas quanto mais você avançar antes deste pulo, mais longe você pode chegar.

Sobre este autor
Romullo Baratto
Autor
Cita: Romullo Baratto. "AD Brasil Entrevista: Bjarke Ingels / BIG" 19 Fev 2014. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/178048/ad-brasil-entrevista-bjarke-ingels-slash-big> ISSN 0719-8906

Mais entrevistas em nosso Canal de YouTube