O site de arquitetura mais visitado do mundo
Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Habitação Coletiva
  4. Estados Unidos
  5. Leddy Maytum Stacy Architects
  6. 2013
  7. Comunidade Sweetwater Spectrum / LMS Architects

Comunidade Sweetwater Spectrum / LMS Architects

  • 10:00 - 18 Janeiro, 2014
  • Traduzido por Isabela Costa
Comunidade Sweetwater Spectrum / LMS Architects
Comunidade Sweetwater Spectrum / LMS Architects, © Tim Griffith
© Tim Griffith

© Tim Griffith © Tim Griffith © Tim Griffith © Tim Griffith + 28

  • Arquitetos

  • Localização

    Sonoma, CA 95476, EUA
  • Equipe de Projeto

    Marsha Maytum, Bill Leddy, Christopher May, Gregg Novicoff, Vanna Whitney, Claudia Merzario, Andrew Hamblin
  • Empreitera

    Midstate Construction
  • Paisagismo

    Roche + Roche Landscape Architecture
  • Estrutura

    Structural Design Group
  • Ano do projeto

    2013
  • Fotografias

© Tim Griffith
© Tim Griffith

Descrição enviada pela equipe de projeto. Sweetwater Spectrum é um novo modelo nacional de habitação de apoio para adultos com autismo, oferecendo um modo de vida com propósito e dignidade. Projetado por Leddy Maytum Stacy Architects, o lote de 2.8 acres fornece um lar permanente para 16 adultos e sua equipe de apoio. As quatro casas com quatro dormitórios cada têm aproximadamente 300 m², incluindo as áreas comuns, bem como um dormitório e um banheiro para cada morador. Sweetwater Spectrum também incorpora um centro comunitário de cerca de 215 metros quadrados com espaços para exercícios / atividades e uma cozinha de ensino, uma grande piscina terapêutica e spas, além de uma fazenda urbana, pomar, e estufa.

© Tim Griffith
© Tim Griffith

O autismo é a incapacidade de desenvolvimento de mais rápido crescimento nos Estados Unidos, afetando 1 em 88 crianças. Na próxima década, até 500.000 crianças com autismo vão atingir a idade adulta, mas existem poucas opções residenciais para eles. Em 2009, um grupo de famílias com crianças autistas, profissionais de autismo, e líderes de comunidade fundaram a organização sem fins lucrativos Sweetwater Spectrum para criar habitações de alta qualidade e de longo prazo para adultos com autismo de uma forma que possa ser replicado em todo o país. A nova comunidade é projetada para lidar com toda a gama de necessidades de indivíduos com transtornos do espectro do autismo, maximizar o desenvolvimento e independência dos moradores.

© Tim Griffith
© Tim Griffith

A parcela no meio da quadra anteriormente subdesenvolvido fica a poucos quarteirões do histórico Sonoma Town Square, perto das linhas de transporte público e de trilhas de bicicletas. A nova comunidade tinha que ser segura para os moradores e funcionários e também proporcionar o envolvimento adequado com a vizinhança e a comunidade por meio de atividades de voluntariado e projetos de extensão.

© Tim Griffith
© Tim Griffith

O projeto baseou-se em diretrizes de projeto guiadas por evidências para a criação de habitação para adultos com autismo, como identificado em uma pesquisa realizada pela Arizona State University Stardust Center e a Escola de Arquitetura. A segurança é fundamental, e, materiais duráveis e ​​sadios​​são usados ​​por toda parte. Os indivíduos podem personalizar seus espaços pessoais para acomodar as suas preferências e necessidades específicas. As principais estratégias do projeto incluíram o seguinte:

© Tim Griffith
© Tim Griffith

Legibilidade: A organização espacial simples e consistente fornece limiares de transição claramente definidas entre o público, o semi-público, o semi-privado, e os espaços privados.

© Tim Griffith
© Tim Griffith

Hierarquia Experiencial: O projeto oferece uma hierarquia experiencial em camadas ou "aninhada", começando com o dormitório individual; expandindo para uma ala residencial, com dois dormitórios e, em seguida, para a casa com quatro moradores, expandindo para fora, para o sub-bairro de duas habitações, o centro comunitário e áreas comuns, e as outras duas casas, e então, finalmente, se estende até a comunidade em geral.

© Tim Griffith
© Tim Griffith

Visualização e retiro: Moradores têm a oportunidade de visualizar espaços e atividades, e eles podem acessar os locais de refúgio para encontrarem silêncio e calmaria.

© Tim Griffith
© Tim Griffith

Previsibilidade: Todas as quatro casas são semelhantes no design para que os moradores se sintam confortáveis em ​​visitar um ao outro ou se mudar para uma casa diferente no lote.

© Tim Griffith
© Tim Griffith

Espaços serenos: Todos os espaços foram projetados para reduzir o estimulo sensorial e para proporcionar um ambiente sereno. As formas são familiares, cores e acabamentos são subjugados, e a iluminação é em sua maioria indireta.

© Tim Griffith
© Tim Griffith

A gama de estratégias de desenho universal simples permite acomodações generosas e igualdade de acessos para todas as idades e habilidades. Houve um cuidado especial com a seleção dos materiais e sistemas de construção para promover a qualidade saudável do ar interno, controle acústico e sistemas de HVAC super-eficientes e confortáveis​​. Um vez que ventiladores de teto pode ser um estímulo negativo para as pessoas do espectro do autismo, uma laje radiante acomoda ambos sistemas de refrigeração e aquecimento, e é usada com um sistema de ventilação de baixa velocidade.

© Tim Griffith
© Tim Griffith

Sempre com a intenção de atender aos padrões U.S. Green Building Council LEED Gold, o projeto também é PG&E Zero Net Energy Pilot Project e é projetado para produzir no local toda a energia necessária para operar os edifícios.

© Tim Griffith
© Tim Griffith

O local foi projetado para maximizar a orientação solar passiva, luz do dia, e ventilação natural. Todos os edifícios incorporam painéis solares fotovoltaicos e de água quente solar. Outras estratégias de economia de energia incluem o isolamento de alto valor-R em paredes e telhados; janelas com isolamento de alta performance, telhados "frios" com baixa-reflexividade; claraboias de tubos solares em salas interiores, controle de sol, quando necessário, com saliências, treliças, e brises operáveis; bombas de aquecimento ar-para-água de alta eficiência; luminárias eficientes em termos energéticos; aparelhos Energy Star; cooktops por indução e um sistema de gestão do edifício. No geral, estas estratégias melhoram o desempenho energético em 30% mais que as necessidades energéticas de California 24 Title .

© Tim Griffith
© Tim Griffith

Encanamentos de baixo fluxo em todo o perímetro reduzir o consumo de água. Um poço no local foi perfurado para abastecer de água a todos os sistemas de irrigação do local, incluindo o paisagismo do local, a fazenda orgânica e pomares. Plantas tolerantes à seca minimizam as necessidades de irrigação, e pavimentação permeável e bioswales gerem as águas pluviais.

© Tim Griffith
© Tim Griffith

Outros aspectos sustentáveis ​​incluem materiais renováveis ​​de construção, baixo-VOC e materiais e acabamentos não tóxicos, bem como a reciclagem dos resíduos de construção.

Planta Pavimento Térreo
Planta Pavimento Térreo

Ver a galeria completa

Localização do Projeto

Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
Cita: "Comunidade Sweetwater Spectrum / LMS Architects" [Sweetwater Spectrum Community / LMS Architects] 18 Jan 2014. ArchDaily Brasil. (Trad. Costa, Isabela) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/169110/comunidade-sweetwater-spectrum-slash-lms-architects> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.