O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Concursos
  3. Terceiro Lugar Plano Diretor do Centro Administrativo Nacional (CAN) de Bogotá

Terceiro Lugar Plano Diretor do Centro Administrativo Nacional (CAN) de Bogotá

Terceiro Lugar Plano Diretor do Centro Administrativo Nacional (CAN) de Bogotá
Terceiro Lugar Plano Diretor do Centro Administrativo Nacional (CAN) de Bogotá, Cortesia de Equipo Tercer Lugar
Cortesia de Equipo Tercer Lugar

O Concurso Internacional CIUDAD CAN em Bogotá foi um concurso de ideias para a realização posterior do Plano Diretor CIUDAD CAN em uma área de 100 hectares no centro geográfico da cidade de Bogotá. O objetivo era a relocação de diversos Ministérios e instituições para criar o Centro Administrativo Nacional (CAN), que contará com diversos usos complementares: terciário, escritórios  residencial, saúde, comercial, além de equipamentos educativos e culturais. Foi proposta a ocupação de uma área estratégica de desenvolvimento para Bogotá e para a Colômbia, cuja edificabilidade criada é de cerca de 2.750.000 m².

O concurso iniciou um processo de seleção de escritórios de arquitetura e urbanismo internacionais em setembro de 2012, onde se apresentaram 35 firmas. Durante várias fases foram selecionadas as equipes, restando, ao fim apenas seis: Foster, OMA (vencedores), SOM, McAslan, AECOM y UTE BN+AUIA+Burgos&Garrido Arquitectos. Esta última equipe ganhou o terceiro lugar, associados à equipe colombiana GX SAMPER+ E. SAMPER.

Mais imagens e a descrição dos arquitetos a seguir.

Cortesia de Equipo Tercer Lugar
Cortesia de Equipo Tercer Lugar

Uma nova identidade urbana para Bogotá

O Projeto Ciudad CAN é uma oportunidade única para estabelecer um novo modelo urbano para Bogotá, uma ocasião extraordinária para propor um novo modo de convivência harmônica entre sua arquitetura, sua paisagem e sua infraestrutura. O CAN que se propõe é um lugar híbrido, um espaço em que o tecido urbano e o tecido paisagístico se entrelaçam criando uma nova cidade, um espaço denso em ocupação, intenso em sua atmosfera e fluido em sua mobilidade.

É um espaço que recupera a memória da paisagem da savana de Bogotá e respeita a boa arquitetura da cidade, projetando-a em direção ao futuro. 

Cortesia de Equipo Tercer Lugar
Cortesia de Equipo Tercer Lugar

Áreas úmidas, paisagem e instituições

Bogotá cresceu sobre as áreas úmidas da savana, ocupando um espaço natural e diminuindo radicalmente sua superfície. Em nossa proposta crescer não significa ocupar, mas ordenar a relação entre os sitemas naturais e humanos. Projetamos um sistema de áreas úmidas, liberando solo mediante o crescimento em altura, para abrir um espaço de água, vegetação, fauna e atividade que conecta o Parque Simón Bolívar, a Universidade e a Avenida El Dorado.

O Projeto Cidade CAN propõe transformar a identidade das instituições, projetadas até agora como recintos fechados. Os edifícios dos clusters se integram à construção da paisagem e ao espaço público, gerando transparência, permeabilidade e desfrute desses lugares que tiveram sua biodiversidade recuperada.

Cortesia de Equipo Tercer Lugar
Cortesia de Equipo Tercer Lugar

Os edifícios não têm uma forma fechada nem uma expressão afetada. A identidade institucional dos edifícios do governo reside na repetição deste modelo tipológico e topológico de relações com os cidadãos, com o espaço comum, e em sua localização, nos lugares mais representativos de CAN.

Escritórios e comércio

Cortesia de Equipo Tercer Lugar
Cortesia de Equipo Tercer Lugar

O espaço destinado às atividades produtivas é urbano. Criamos um tecido misto destinado à implantação de escritórios e comércios de tamanhos variados, aberto à variedade de empresas e negócios que criarão um trabalho diversificado, integrando distintas classes sociais e diferentes períodos do ciclo de vida empresarial. Sua localização compartilha um espaço público comum, consideravelmente ampliado.

Do parque empresarial à oficina, do Centro Comercial ao comércio de bairro, há uma grande variedade de atividades econômicas presente na Cidade CAN.

Habitação

Cortesia de Equipo Tercer Lugar
Cortesia de Equipo Tercer Lugar

Como o tecido empresarial, as habitações criam uma rede de proximidade entre os distintos habitantes, independentemente de seu estrato social. O programa de habitação VIP, VIS e não-VIS e as dimensões de promoção foram equilibrados e posicionados para obter uma mistura homogênea, sem grupos predominantes, pois consideramos que este seja o desafio e o projeto de futuro para a Colômbia.

Com a mistura de usos e estratos socioeconômicos são reduzidas todas as formas de segregação social, econômica, espacial e cultural. Todos coexistem com igualdade em um espaço público homogêneo e estão próximos do parque, do comércio, do transporte público e dos equipamentos.

Mobilidade

Clusters
Clusters

A mobilidade pública e privada se ordena em relação ao conjunto metropolitano e também para a qualificação do espaço público. O CAN é majoritariamente um espaço de tráfego calmo e restrito, onde circulam com preferência os pedestres e bicicletas. É um espaço projetado para as pessoas, um lugar onde o veículo privado é convidado a se restringir ao perímetro.

Bogotá futura

Sabemos com certeza que o futuro é urbano. A cidade sustentável é uma cidade densa, o único modelo que permite um equilíbrio razoável de consumo de energia. No entanto, amamos o natural, precisamos recuperar nossa geografia, nossas paisagens, nossa identidade, sepultada pela força incontrolável da energia humana. Devemos aspirar por uma cidade melhor, pois ela é possível.

Planta Geral
Planta Geral

tercer lugar

Competição : Masterplan del Centro Administrativo Nacional (CAN)
Premio : Tercer Lugar
Projeto :
Autores : BN Arquitectos + AUIA Arquitectos - Ingenieros + Burgos & Garrido Arquitectos, GX Samper + Eduardo Samper, Silvia Babsky, Francisco Burgos, Fernando Fernández, Ginés Garrido, Javier Malo de Molina, Mario Muelas, Eduardo Samper, Germán Samper, Ximena Samper, Ramón Valls, Alfredo Villanueva, Jaime Álvarez, Martín Anzelinni, Iosune Astobiza, Ángel Aulló, Cristina Cordero, Viviana Marcela Daza, Laura De Miguel, Nicolás Díaz, Guillermo Gosalbo, Nuria Heras, Ángel María Landaeta, José López, Nathalia Mosquera, María del Pilar Recio, Diego Alejandro Torres, Alexandra Triana., Luis García Gil, Félix Garrido, HPAL: Alberto López, Héctor Pérez, León 11

Cita: Cabezas, Constanza. "Terceiro Lugar Plano Diretor do Centro Administrativo Nacional (CAN) de Bogotá" [Tercer Lugar Masterplan del Centro Administrativo Nacional (CAN) de Bogotá] 27 Set 2013. ArchDaily Brasil. (Trad. Marcon, Naiane) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/142442/terceiro-lugar-plano-diretor-do-centro-administrativo-nacional-can-de-bogota> ISSN 0719-8906