O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Plano Diretor
  4. Israel
  5. Amir Mann–Ami Shinar
  6. 2013
  7. Novo plano para a orla de Haifa / Amir Mann–Ami Shinar Architects and Planners

Novo plano para a orla de Haifa / Amir Mann–Ami Shinar Architects and Planners

Novo plano para a orla de Haifa / Amir Mann–Ami Shinar Architects and Planners
Novo plano para a orla de Haifa / Amir Mann–Ami Shinar Architects and Planners, Cortesia de Amir Mann-Ami Shinar
Cortesia de Amir Mann-Ami Shinar

Com o objetivo de conectar Haifa com o mar, a proposta para a nova orla do escritório Amir Mann-Ami Shinar Architects and Planners foca na criação de um grande espaço público aberto ao longo da água. Alguns novos "armazéns" com estruturas lineares e apenas dois andares serão construídos, mantendo, junto com os edifícios antigos, o caráter industrial. Além disso, com os antigos guindastes, os transportadores aéreos de grãos e outras instalações portuárias irão manter a atmosfera única do porto. Mais imagens em seguida.

Haifa: Cidade e Porto

Haifa é uma cidade à beira-mar, mas sem acesso ao mar. Uma vez que foi construído, em 1933, o primeiro porto moderno na Palestina que bloqueou totalmente a própria cidade em relação ao mar. Hoje, seus cais estreitos estão desatualizados, a maioria das atividades portuárias foram transferidas para o novo Porto Oriental, com novos cais destinados à grandes navios e grandes áreas para contêineres, grandes demais para o antigo. 

Cortesia de Amir Mann-Ami Shinar
Cortesia de Amir Mann-Ami Shinar

Haifa precisa hoje de uma aproximação com o mar mais do que nunca. Mas, aqui encontramos uma área densa de conflitos de interesses. Quem tem a prioridade - A cidade? O porto? O trem? Além disso, nesta pequena área muitos órgãos governamentais estão envolvidos, cada um cuidando apenas de seus próprios interesses, ignorando os outros e, definitivamente, a cidade. Entre eles, o poderoso sindicato dos trabalhadores portuários é o mais dominante, com a oposição consistente a qualquer mudança, a menos que haja a compensação com um novo cais.

Cortesia de Amir Mann-Ami Shinar
Cortesia de Amir Mann-Ami Shinar

Desafios

Os dilemas e desafios inerentes a este plano são realmente graves: Como converter um porto ainda operante em um espaço urbano? O que deve ser feito com o celeiro, ainda sem alternativas? Que atividades devem ser desenvolvidas? Residenciais também? Devemos construir novas estruturas? Se sim, onde? Quão alto? Para qual uso? Como é será realmente a ligação da cidade com o mar? Como superar a barreira do trem?

Cortesia de Amir Mann-Ami Shinar
Cortesia de Amir Mann-Ami Shinar

Estudamos detalhadamente as especificidades do local, suas limitações e possibilidades, bem como as posições de todos os envolvidos. Estudamos áreas semelhantes em outros lugares e com um intenso processo de planejamento de dois anos, com todos os órgãos envolvidos, foi desenvolvido um plano com base nas seguintes ideias.

Cortesia de Amir Mann-Ami Shinar
Cortesia de Amir Mann-Ami Shinar

Cinco princípios para o projeto

1. 
Um grande passeio de pedestre ao longo da água, um espaço público generoso;
2. Atividades contínuas ao longo deste passeio: cafés, restaurantes, pequenos hotéis, mercados ao ar livre, atividades culturais e muito mais. Sem shoppings fechados, sem área residencial, em suma, este não é um projeto impulsionado pela especulação imobiliária, nem uma "armadilha para turistas";
3. Reutilização de todos os armazéns portuários restantes para uma variedade de atividades;
4. Co-existir com algumas atividades portuárias; manter seu espírito industrial autêntico;
5. Construções baixas, preservando as longas vistas da cidade para o mar.

Cortesia de Amir Mann-Ami Shinar
Cortesia de Amir Mann-Ami Shinar

80% de toda a área do terreno é um espaço público aberto, a área construída é mais de 20%, mas mesmo assim ainda mantém cerca de 100.000 m² de usos mistos, principalmente no térreo. A zona oeste: Aqui os visitantes irão deixar seus carros em uma grande área de estacionamento e caminharão em direção a avenida através de três novas "ruas", desfrutando de longas e belas vistas sobre corpo principal de água, com sua cena mutável de navios indo e vindo. Aqui também renovaremos o único elemento residencial na orla, os restos de um pequeno bairro árabe, hoje preso entre o porto e a ferrovia. O porto militar adjacente, uma vez evacuado, irá desenvolver da mesma forma, seus cais e será convertido em uma marina de iates. Os caminhos de pedestres continuarão, formando um rede de pequenas ruas e praças.

Cortesia de Amir Mann-Ami Shinar
Cortesia de Amir Mann-Ami Shinar

Para a área central e a barreira da ferrovia foram construídas pontes. Antes que do porto construído, o principal acesso ao mar estava aqui, na parte inferior da Ben-Gurion Boulevard, descendo o magnífico Jardim Bahai. Neste ponto, o colonos alemães (que estabeleceram a futura Haifa) construíram um píer para receber o Kiser Wilhelm em 1898. Porém, talvez aqui seja, mais que os outros lugares, onde a barreira da ferrovia é mais aparente e forte.

Cortesia de Amir Mann-Ami Shinar
Cortesia de Amir Mann-Ami Shinar

Esta via do trem deverá ser suprimida, mas em um fase desconhecida. Portanto. como uma solução provisória, criamos dois edifícios que servem como ponte, com algumas lojas, cafés, etc, em ambos os pavimentos, com uma base do lado da cidade e uma no lado do mar. Estes edifícios também formam uma espécie de portal urbano para o mar, a Ben Gurion Plaza. Uma que a via seja suprimida, estes edifícios e o portal operarão sem alterações.

Cortesia de Amir Mann-Ami Shinar
Cortesia de Amir Mann-Ami Shinar

Na zona leste iremos reutilizar três armazéns abandonados com destaque para o Hanger 15, uma impressionante "catedral" de concreto com 10 mil m² que podem abrigar diversas atividades, tanto comerciais quanto culturais. Não serão necessários outros novos edifícios. A nova orla de Haifa transformará esta zona de conflito em um lugar de novas oportunidades.

Cortesia de Amir Mann-Ami Shinar
Cortesia de Amir Mann-Ami Shinar

O plano foi aprovado pelo Conselho Nacional de Planejamento de Israel neste ano (2013), foi apresentado ao público e todas as partes interessadas, que entusiasticamente aceitaram: todos exceto um, a própria Companhia do Porto. O próximo desafio será convencê-los de implementar este plano. 

  • Localização

    Haifa, Israel
  • Equipe

    Ami Shinar (Arquiteto responsável e Coordenador do projeto), com Mayan Aliman, Rami Kopti e Elad Geifman
  • Paisagismo

    Braudo - Maoz Landscape Architecture Ltd.
  • Engenharia de Tráfego

    Yehuda Arie, DEL Engineering
  • Economistas

    Ran Haklai Urban Economics Ltd.
  • Participação Pública

    Yael Levanon
  • Cliente

    Ministério do Interior, Planejamento e Administração – Ronit Mazar, Diretor
  • Cidade de Haifa

    Ariel Waterman, Engenheiro
  • Área

    Total: 120 H, área total: 70 H; 1a fase (porto comercial oeste): 35 H; 2a fase (porto militar): 35 H
  • Área Construída

    ao longo da orla, 1a fase: 100.000 m², 2a fase: 100.000 m²
  • Comprimento do Cais

    2.4 Km
  • Área Coberta

    50% de espaços para pedestre, 30% de estacionamentos e serviços, 20% área construída
  • Planejamento Porto Norte

    em colaboração com Modulog- David Shlasky Architects e Doron Tsuf-Eli Zilberberg Architects
  • Ano

    2013

Ver a galeria completa

Sobre este escritório
Amir Mann–Ami Shinar
Escritório
Cita: Furuto, Alison. "Novo plano para a orla de Haifa / Amir Mann–Ami Shinar Architects and Planners" [New Haifa Waterfront Plan / Amir Mann–Ami Shinar Architects and Planners] 14 Ago 2013. ArchDaily Brasil. (Trad. Vada, Pedro) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/134239/novo-plano-para-a-orla-de-haifa-slash-amir-mann-nil-ami-shinar-architects-and-planners> ISSN 0719-8906