1. ArchDaily
  2. Walkie Talkie

Walkie Talkie: O mais recente de arquitetura e notícia

7 Experimentos arquitetônicos que falharam completamente

A experimentação em arquitetura é o que impulsiona a disciplina para frente. Em um cenário ideal, na fase de planejamento de um projeto são realizadas cuidadosas investigações numa colaboração entre o arquiteto, o empreiteiro e o cliente para que a ideia inicial seja executada de forma tranquila e, finalmente, o produto final seja bem-sucedido. Mas não é incomum, mesmo para os arquitetos mais qualificados, cometer erros ao longo do processo, seja por conta de uma redução de orçamento, imprevistos, falta de supervisão, ou qualquer coisa neste sentido. De alguma forma, todos os projetos aqui caem na categoria de experiências que falharam, mas alguns também se tornaram potenciais modelos para revitalização de edifícios existentes, ao invés de resultar em demolição e reconstrução (o que seria menos sustentável). Continue a leitura para descobrir o que deu errado nestes notáveis desastres.

Torre “Walkie Talkie” de Rafael Viñoly é alvo de mais reclamações

Na esteira da controvérsia gerada por sua fachada curva, que faz convergir os raios de sol criando perigosos feixes de luz, o edifício 20 Fenchurch Street (apelidado de Walkie Talkie), de Rafael Viñoly, se tornou alvo de mais acusações - desta vez por aumentar a velocidade e força do vento em seus arredores e também por violar o projeto original de seu jardim público elevado, informou a imprensa local.

Sete deslizes arquitetônicos ao redor do mundo

Com a recente notícia de que o edifício "Walkie Talkie" em Londres, do escritório Rafael Viñoly Architects, tem refletido os raios solares de forma incomum, a ponto de receber o apelido de "Raio da Morte", organizamos uma lista de sete "deslizes" arquitetônicos ao redor do mundo, de casos preocupantes a situações absurdas.

Rafael Viñoly sobre os Reflexos de 'Walkie Talkie': Consultores para Culpar

Por que o "Walkie Talkie" está derretendo carros? De acordo com o seu arquiteto, Rafael Viñoly, não é por causa da forma ou material do edifício, mas sim "a superabundância de consultores e sub consultores" que a lei britânica exige.

Como relatado por BD Online, Viñoly admitiu que o reflexo solar incomumente quente do edifício foi previsto no início do projeto, no entanto, pensava-se que só iria chegar a uma temperatura de 36 graus - quando na realidade é 72.

Viñoly, em seguida, passou colocar a culpa nas rígidas normas para projetos no Reino Unido: "Um dos problemas que acontecem em [... Londres] é a superabundância de consultores e sub consultores que diluem a responsabilidade dos projetistas até que você não saiba onde você está".

Reflexo do "Walkie Talkie" faz carros derreterem

A grande história da semana é sobre o novo empreendimento no distrito financeiro de Londres, The Walkie Talkie, devido à sua forma incomum.

A combinação de sua forma côncava, sua implantação e sua altura, aparentemente, criou um reflexo extremamente intenso. Assim, cria-se um feixe de luz que gera um calor extraordinário num bloco das proximidades, o que resultou na reclamação do proprietário de um Jaguar, o qual afirma que seu carro literalmente sofreu danos de fusão ao ter estacionado naquele local.