1. ArchDaily
  2. Técnicas De Construção

Técnicas De Construção: O mais recente de arquitetura e notícia

Minimizando a perda de dados entre o SIG e o BIM

Um fato infeliz da indústria AEC (arquitetura, engenharia e construção) é que, dentre todos os estágios do processo - do planejamento e projeto à construção e operações - dados críticos acabam sendo perdidos.

A realidade é que, quando você move dados entre fases, digamos, do ciclo de vida útil de uma ponte, você acaba levando esses dados entre sistemas de software que reconhecem apenas seus próprios conjuntos de dados. No minuto em que você traduz esses dados, você reduz sua riqueza e valor. Quando uma parte interessada do projeto precisa de dados de uma fase anterior do processo, arquitetos, planejadores e engenheiros geralmente precisam recriar manualmente essas informações, resultando em retrabalho desnecessário.

Como a construção civil está usando drones para melhorar o canteiro de obras

Nos canteiros de obras, drones estão sendo usados para fazer o que humanos não podem. Já publicamos matérias sobre drones usados para assentar tijolos, seus impactos (para melhor e pior) no ambiente urbano e como essa tecnologia pode ajudar a melhorar a precisão das visualizações digitais. No entanto, a CNBC recentemente publicou um artigo sobre o uso de drones para fotografias aéreas de canteiros de obras, permitindo alcançar ângulos e posições difíceis para fotógrafos humanos - um uso inovador que fez aumentar visivelmente a venda de drones. Segundo o artigo, "o uso de drones na construção tem aumentado na taxa de 239% ano após ano."

Imagens do Centro de Artes Cênicas Pingshan próximo de ser concluído em Shenzhen

O escritório OPEN Architecture divulgou uma nova série de fotos do processo de construção do Pingshan Performing Arts Center em Shenzhen, China. O projeto foi inicialmente anunciado em 2015 como o primeiro teatro planejado para a recém-desenvolvida área de Pingshan. Com sua volumetria totalmente formada e revestida com painéis de alumínio, o Centro de Artes Cênicas deverá ser inaugurado até o final deste ano, tornando-se um dos espaços culturais mais aguardados da cidade.

Cortesia de OPEN ArchitectureCortesia de OPEN ArchitectureCortesia de OPEN ArchitectureCortesia de OPEN Architecture+ 15

A próxima crise da sustentabilidade: nós estamos usando tanta areia que ela pode realmente acabar

Objects made of Finite, a material developed by students from Imperial College London using desert sand. Image © Finite
Objects made of Finite, a material developed by students from Imperial College London using desert sand. Image © Finite

A areia é o recurso natural mais consumido no mundo depois da água e do ar. Cidades modernas são construídas a partir dela. Somente na indústria da construção, estima-se que 25 bilhões de toneladas de areia e cascalho sejam utilizados a cada ano. Isso pode soar muito, mas não é um número surpreendente quando você considerar como quase tudo o que está ao seu redor provavelmente tem o material em sua constituição.

Mas está se esgotando.

Este é um fato assustador para se pensar quando você percebe que a areia é necessária para fazer tanto concreto como asfalto, para não mencionar todos os vidros do planeta. O Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente descobriu que de 2011 a 2013, somente a China usou-se mais cimento do que os Estados Unidos usaram em todo o século 20 e em 2012, o mundo usou concreto suficiente para construir uma parede ao redor da Linha do Equador com 27 metros de altura e 27 metros de espessura.

Estudantes projetam e constroem pavilhões para escola em área remota da China

Um grupo de estudantes de Oslo venceu um concurso para projetar e construir 19 pavilhões em uma escola na área remota da China.

Para estudantes de arquitetura, poucas coisas são tão emocionantes quanto ver um de seus projetos construídos fisicamente. Para um grupo de poloneses e noruegueses, esse sonho tornou-se uma realidade.

© Jakub Andrzejewski© Tarjei Svalastog© Jakub Andrzejewski© Hanna Hovland Johanson+ 20

Construção do Centro Cultural Fundação Stavros Niarchos de Renzo Piano, vista de cima

O arquiteto e fotógrafo grego Yiorgis Yerolymbos publicou um livro que registra o processo de construção do Centro Cultural Fundação Stavros Niarchos em Atenas, projetado por Renzo Piano. Yerolymbos documentou cuidadosamente cada momento da transformação do antigo estacionamento olímpico em centro cultural com acesso à orla. Por quase uma década, e de todos os ângulos possíveis, o fotógrafo assistiu o terreno se transformar. Seus registros aéreos são os mais cativantes, compartilhando similaridades com o desenho arquitetônico em planta.

Instalação feita de blocos de madeira compensada é premiada na Bienal de Tallinn 2017

Entre mais de 200 participantes, o escritório londrino Gilles Retsin Architecture venceu o concurso da Tallinn Architecture Biennale 2017 com sua instalação temporária. Os participantes foram desafiados a usar suas habilidades de fabricação e construção de forma inovadora e criativa. Martin Tamke, membro do júri, disse que a proposta de Retsin é "caracterizada por uma estética impressionante e intelectualmente desafiadora, pois questiona crenças e tendências atuais da arquitetura."

© Studio Naaro© Alina Chereyskaya© Studio Naaro© Studio Naaro+ 23

Aprendendo conexões básicas em bambu com artesãos indonésios

O objetivo principal do BambooU build and design course é promover o bambu como material de construção sustentável e fornecer conhecimento para arquitetos, designers, construtores, engenheiros e carpinteiros de todo o mundo com o intuito de valorizar este material e aumentar seu uso.

A versão de 2017 do curso convidou seus participantes a fazer parte de uma oficina de carpintaria básica, na qual os artesãos indonésios - liderados por I Ketut Mokoh Sumerta - ensinaram a construir a base de uma estrutura simples em Bambu, sem usar outros materiais e experimentando com o corte e junção de peças diferentes.

Veja o processo desta construção abaixo.

Os edifícios mais caros do mundo

Se a Grande Pirâmide do Egito fosse construída hoje, custaria entre 1,1 e 1,3 bilhão de dólares, de acordo com uma estimativa de custos da Turner Construction Company - não é surpreendente, considerando o valor semelhante para construir o Trump Taj Mahal ou as Petronas Twin Towers. Os requisitos estruturais complicados, o cronograma apertado, os programas complexos, a necessidade de resistir a terremotos ou furacões, o uso de sistemas mecânicos e eletrônicos avançados e materiais e acabamentos onerosos podem pesar no orçamento final. Mas às vezes - e especialmente nos casos em que governos ou clientes poderosos se propõem a bater recordes, como o "edifício mais alto do mundo" - o dinheiro é gasto sem nenhum motivo, exceto por uma ostentação descarada de riqueza, poder ou força.

Emporis, a renomada provedora global de construção de dados, compilou uma lista dos 200 edifícios mais caros dos últimos anos, e não é de surpreender que muitos arranha-céus estejam na lista. Veja, a seguir, os 20 mais caros.