1. ArchDaily
  2. Stephane Malka

Stephane Malka: O mais recente de arquitetura e notícia

A dimensão política da arquitetura: ativismo e desenho

A inércia da política e da governança em um momento no qual grandes mudanças sociais estão ocorrendo em um ritmo cada vez mais rápido - sem falar na insatisfação com o processo de tomada de decisão - abre espaço para ações de baixo para cima, ativismo e esforços ousados. Diante de tantos exemplos de ativismo social, os arquitetos têm ferramentas para construir suas próprias posições? A arquitetura tem o poder de alterar o status quo?

Arquiteturas para sem-teto: quais abordagens temos visto?

Na última pesquisa global realizada pelas Nações Unidas em 2005, havia cerca de 100 milhões de pessoas que estavam desabrigadas em todo o mundo e 1,6 bilhões que viviam em moradias inadequadas. Este número aumentou nos últimos anos; moradia inacessível tornou-se uma regra global, tornando cada vez mais difícil para os desfavorecidos procurarem abrigos permanentes, ou mesmo temporários.

À medida que a moradia se torna um meio de acumular riqueza em vez de cumprir sua meta fundamental de abrigo, arquitetos bem-intencionados tentam resolver a crise dos sem-teto por meio de ideias criativas e projetos inovadores. Mas a arquitetura é realmente a solução?

A-KAMP47 / Stephane Malka

Cortesia de Lauren Garbit, via Metropolis Magazine
Cortesia de Lauren Garbit, via Metropolis Magazine

Em uma seção industrial de Marselha, barracas sobem uma parede de uma fábrica como uma trepadeira, abrigando campistas urbanos e os sem-teto locais. A-KAMP47, a mais nova instalação de Stephane Malka, sutilmente critica a promessa do Estado francês de habitação universal, bem como faz um comentário de arquitetura - Malka cita de as Unidades Habitacionais de Le Corbusier como inspiração. Samuel Medina da Metropolis Magazine se aprofunda no projeto em "Hiding in Plain Sight".

AME-LOT: Fachada flexível a partir da reutilização de pallets / Stephane Malka

© AME-LOT