1. ArchDaily
  2. Habitação

Habitação: O mais recente de arquitetura e notícia

Vegetação e fluidez: a arquitetura residencial contemporânea do Vietnã

O Vietnã tem uma rica história de arquitetura tradicional. Desde as casas de Rong e residências de Trinh Tuong às casas de palafitas do povo Ede, o país mostra uma profundidade de métodos e estilos de construção vernaculares. Hoje, arquitetos reinterpretam as técnicas de construção do passado para criar casas neo-tradicionais baseadas na vida contemporânea.

© Hiroyuki Oki© Hiroyuki Oki© Hiroyuki Oki© Hiroyuki Oki+ 13

Cidades Possíveis - Live UIA2021RIO

Nesta quarta-feira, 11 de novembro, às 19 horas, o canal do UIA2021RIO no YouTube apresenta, com exclusividade, um programa especial comandado pelo cineasta Eduardo Goldenstein, diretor da série Cidades Possíveis, que estreou na semana passada no Canal Curta!

O que o diário de uma favelada revela sobre a pobreza urbana no Brasil

No livro “Quarto de Despejo – Diário de Uma Favelada,” Carolina Maria de Jesus relata, em poética e dramática linguagem cotidiana, a dura realidade da vida como catadora de lixo morando na extinta favela do Canindé, em São Paulo, que, na época, tinha cerca de 50 mil moradores.

Publicado em 1960, seu texto foi considerado um dos marcos da escrita feminina e negra no Brasil e já foi traduzido para mais de treze idiomas. Os registros de Carolina trazem uma perspectiva única das condições de vida extremamente precárias de uma moradora de favela no final da década de 1950 no Brasil, uma narrativa até então ignorada ou simplesmente desconhecida do público em geral, quiçá dos gestores públicos.

8 Casas na Croácia que renovam a arquitetura tradicional do país

© Bosnić+Dorotić
© Bosnić+Dorotić

A Croácia é um encontro de culturas. Localizada ao longo do Mar Adriático, faz fronteira com cinco países e possui uma das mais ricas biodiversidades da Europa. O ambiente construído reflete influências da Europa Central e do Mediterrâneo, bem como dos Impérios Romano e Bizantino. Hoje, novos projetos residenciais reinterpretam o passado do país, ao passo que arquitetos e designers procuram reimaginar o que o futuro reserva.

© Jure Živković© Ivan Dorotić© Jan Stojkovic© Jure Živković+ 12

Uma nova política habitacional para São Paulo: Conjunto Residencial Santo Antônio

Este empreendimento, concebido e iniciado no governo de João Goulart, pode ser considerado um exemplo de transição entre a antiga gestão do IAPB [Instituto de Aposentadoria e Pensões dos Bancários] e a nova política habitacional que começa a ser implementada em 1964.

Cortesia de PC3 - Pensamento Crítico e Cidade ContemporâneaCortesia de PC3 - Pensamento Crítico e Cidade ContemporâneaCortesia de PC3 - Pensamento Crítico e Cidade ContemporâneaCortesia de PC3 - Pensamento Crítico e Cidade Contemporânea+ 6

Série de fotografias explora o brutalismo das habitações coletivas na Europa

Edificio Residencial en Paderno Dugnano (1990, Milán, Italia). Image © Stefano Perego
Edificio Residencial en Paderno Dugnano (1990, Milán, Italia). Image © Stefano Perego

Torre Genex, Mihajlo Mitrović (1977-1980, Belgrado, Serbia). Image © Stefano PeregoComplejo Rozzol Melara, Carlo Celli, Luciano Celli y Dario Tognon (1969-1982, Trieste, Italia). Image © Stefano PeregoEdificios Orpheus & Eurydike, Jürgen Freiherr von Gagern, Peter Ludwig y Udo von der Mühlen (1971-1973, Munich, Alemania). Image © Stefano PeregoComplejo de Viviendas, Otar Kalandarishvili y G. Potskhishvili (1974-1976, Tiflis, Georgia). Image © Stefano Perego+ 21

Embora haja uma certa indefinição teórica quanto aos limites e ao alcance do termo "brutalista", existem certas constantes sobre seus parâmetros estéticos que nos permitem estabelecer uma linha de análise relativamente concreta. Nestes termos, os edifícios pertencentes ao brutalismo - um estilo do Movimento Moderno que atravessou seu boom entre os anos 1950 e 70 - são caracterizados por sua verdade construtiva - mostrando e evidenciando o material que compõe a arquitetura, assim como sua lógica construtiva e estrutural - a geometria de suas formas e a rugosidade das superfícies. O concreto armado aparece como o material principal de escolha e tanto as texturas geradas pelas formas de madeira bruta, quanto as incorreções do concreto não são mais cobertas com reboco ou tinta, mas exibidas deliberadamente como escolha de evidenciar os processos de construção.

O que é Habitação de Interesse Social?

Segundo o relatório de 2016 do Programa das Nações Unidas para os Assentamentos Humanos (ONU-HABITAT), existem 881 milhões de pessoas vivendo em favelas nas cidades dos países em desenvolvimento, e se estima que até 2025 é provável que outras 1,6 bilhão de pessoas precisem de moradia adequada e acessível. Com essas perspectivas, muito se tem discutido sobre Habitação de Interesse Social (HIS) e sobre como projetos realizados nesse âmbito podem ser uma solução para o déficit habitacional, mas o que, afinal, significa esse termo?

Álvaro Siza projeta novo conjunto residencial em Gallarate, Itália

Assentado em um lote suburbano de Gallarate, na região italiana da Lombardia, ergue-se, em dois blocos de mármore travertino, o mais recente projeto de Álvaro Siza: um condomínio residencial de 20 unidades desenvolvido em parceria com o escritório português COR Arquitectos. Fazendo frente para a movimentada Via Roma e a pacata Via Postporta, o conjunto reinterpreta duas tipologias locais – o pátio lombardo e a vila isolada – em um jogo de volumes que faz lembrar as geometrias de outra obra-prima de Siza, a Faculdade de Arquitetura do Porto.

© Francesca Ióvene - fōndaco studio© Francesca Ióvene - fōndaco studio© Francesca Ióvene - fōndaco studio© Francesca Ióvene - fōndaco studio+ 14

Morando nas alturas: 7 habitações de até 65m² em sótãos, áticos e coberturas

Quando falamos em áticos e sotãos, é comum associarmos a espaços habitacionais - em residências e edifícios - subutilizados, como depósitos ou destinados exclusivamente a abrigar sistemas de infraestrutura. No entanto, ao pensarmos no atual reaproveitamento dos tradicionais áticos dos edifícios parisienses do século XIX em moradias, percebemos que estes espaços podem ser reimaginados e com criatividade abrigar espaços residenciais surpreendentes. 

SEHAB Heliópolis / Biselli Katchborian Arquitetos

© Nelson Kon© Nelson Kon© Nelson Kon© Nelson Kon+ 23

Preenchendo lacunas: a arquitetura dos espaços residuais

Em praticamente todas as cidades do mundo, sempre encontraremos algum tipo de espaço residual: terrenos vazios, áreas abandonadas, lacunas deixadas entre uma obra e outra, espaços em branco, sem uso. Nestas circunstancias, uma série de lotes urbanos acabam se tornando inadequados ou inaptos à construção de tipologias convencionais. Entretanto, estas mesmas limitações podem se tornar um terreno fértil para a nossa imaginação. Ressignificar um espaço esquecido, uma esquina desocupada, becos sem saída ou terrenos de formatos estranhos pode nos abrir uma nova frente de trabalho, criando novas oportunidades para o desenvolvimento urbano como um todo. Seja ampliando os espaços existentes de moradia ou acrescentando novas atividades e programas em áreas densamente povoadas, ocupar terrenos residuais pode ser uma valiosa contribuição para a ativação do espaço urbano.

House in Nada by FujiwaraMuro Architects. Image © Toshiyuki YanoSO&CO's multi-storey retail and office building in Ginza. Image © Takumi OtaSO&CO's multi-storey retail and office building in Ginza. Image © Takumi OtaO House by Hideyuki Nakayama Architecture. Image © Takumi Ota+ 8

AIA divulga os vencedores do 2020 Housing Awards

O American Institute of Architects (AIA) premiou sete novos projetos residenciais com o 2020 Housing Awards. Os projetos compreendem habitações unifamiliares, multifamiliares e residências especiais. Organizado pela Comunidade de Conhecimento de Desenvolvimento Comunitário e Habitação do AIA, os prêmios destacam a importância das habitações como uma "necessidade da vida, um santuário para o espírito humano e um valioso recurso nacional".

Whidbey Farm. Image © Kevin ScottMLK Plaza. Image © David SundbergWhidbey Farm. Image © Kevin ScottBroadway Housing. Image © John J. Macaulay+ 9

Qual é o futuro do morar? Instituto Europeo di Design lança relatório sobre a casa do amanhã

O que a casa do futuro nos reserva? E para quem ela será realidade? Essas questões foram as principais guias do trabalho Futuro do Morar - Contrastes. Com os olhos abertos para identificar os movimentos emergentes que dizem hoje como nossas casas serão amanhã, o mundo em meio a pandemia de Covid-19 foi o principal cenário de investigação da equipe do Instituto Europeo di Design e, a partir dele, mais do que falar das tendências do morar, os pesquisadores discutem os desafios que o futuro terá que solucionar para que elas sejam realidade para todos, e não um punhado de previsões que mais segregam do que geram possibilidades.

A experiência cooperativista de habitação no Uruguai: um breve panorama histórico

Time 10 e as 3 pioneiras: Primeira Geração O cooperativismo habitacional no Uruguai é hoje a modalidade de cooperativismo mais expressiva de todas, porém não é a única. Esse sistema transcende a questão da habitação e torna-se especialmente relevante na primeira metade do século XX: a empresa de transporte de ônibus de Montevidéu (CUTCSA) por exemplo, inicia seus trabalhos em 1937 como uma cooperativa. Em termos específicos, em 1989 foram registradas 843 cooperativas e, em 2017, este número sobe para 3.665 cooperativas em diversas áreas.

Cooperativa Complexo Habitacional Bulevard, de 1972/74 – 2ª geração. Autora: Anaís JorcinCooperativa de Usuarios por Ayuda Mutua de Mujeres. Jefas de Familia - MUJEFA, anos 1994/97 – 3ª geração. Autora: Anaís JorcinCOVICIVI 1, anos 1994/98 – 3ª geração. Autora: Anaís JorcinCooperativa Complexo Habitacional Bulevard, de 1972/74 – 2ª geração. Autora: Anaís Jorcin+ 15

Da habitação ao comércio: redefinindo programas e tipologias espaciais

Com a mudança das necessidades e aspirações da sociedade, tipologias espaciais e programas arquitetônicos são constantemente questionados, e essa reavaliação cria premissas para a inovação. O que veremos a seguir é uma exploração, de como a arquitetura está metabolizando as mudanças fundamentais da sociedade em vários aspectos da vida cotidiana, desafiando os pressupostos existentes sobre os programas e o espaço.

The Urban Village Project. Imagem cortesia de EFFEKTProposta para uma comunidade autossuficiente. Imagem cortesia de Guallart ArchitectsWollert Neighborhood Center. Imagem cortesia de OMAEscritórios Second Home em Hollywood / selgascano. Imagem © Iwan Baan+ 11

Arquitetura do leste europeu: edifícios residenciais icônicos

Este artigo faz parte da série colaborativa “Arquitetura do Leste Europeu: 50 Edifícios que Definiram uma Era”, desenvolvida em parceria entre o The Calvert Journal e o ArchDaily. Celebrando alguns dos principais ícones da arquitetura do leste europeu, publicaremos periodicamente uma lista com cinco projetos construídos no então Bloco de Leste.

Assista ao primeiro episódio da minisérie online sobre habitação, saneamento e mobilidade do CAU/RJ

Dia a dia é uma minissérie de três médias-metragens desenvolvida pela Comissão de Política Urbana (CPU) do CAU/RJ. Cada episódio é dedicado a um dos três eixos propostos dentro da temática do direito à cidade – saneamento, mobilidade e habitação – através da visão e do cotidiano de três mulheres que vivem em regiões do Rio de Janeiro totalmente distintas: Realengo, Barra da Tijuca e morro Santo Amaro (Catete). O primeiro episódio, que estreou no dia 21 de agosto e aborda o tema da habitação, está disponível online.

Captura de tela do episódio "Habitação"Captura de tela do episódio "Habitação"Captura de tela do episódio "Habitação"Captura de tela do episódio "Habitação"+ 7