Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Habitação

Habitação: O mais recente de arquitetura e notícia

Quais são as cidades brasileiras com moradia mais acessível?

No livro “Order Without Design”, Alain Bertaud menciona que indicadores são importantes na gestão urbana para que a cidade tenha uma visualização em tempo real do que está acontecendo com a cidade. Um indicador interessante relacionado à acessibilidade da moradia é o chamado “Price/Income Ratio”, ou “Razão Preço/Renda”. É, basicamente, a divisão entre o preço médio de um imóvel na cidade e a renda média de um morador. Ele é um indicador bastante genérico, não levando em consideração as diferenças entre imóveis, como a sua localização, nem aborda imóveis de aluguel (ainda uma minoria no Brasil), mas dá uma noção geral sobre a acessibilidade à moradia em uma cidade.

CAU/RJ e Observatório das Metrópoles lançam revista online gratuita de produção habitacional solidária

A revista Produção Habitacional Solidária: panorama internacional foi lançada nesta segunda-feira, 25 de novembro, na abertura do Seminário Nacional de Assistência Técnica para Habitação de Interesse Social. A obra reúne as principais contribuições de evento homônimo à publicação, realizado em julho de 2018. Com organização das arquitetas e urbanistas Luciana Ximenes e Thais Velasco, a revista é uma realização do CAU/RJ e do Observatório das Metrópoles (Ippur/UFRJ).

Estudantes brasileiros são premiados em concurso internacional com projeto de habitação pré-fabricada

A equipe de estudantes brasileiros formada por Luiza de Souza Santos, Marcus Barbosa e Gabriel Thomé de Oliveira, da UFMG, foi premiada com menção honrosa no concurso internacional SkyCity Challange 2019, que tinha como objetivo "explorar modos sustentáveis de viver, trabalhar coletivamente e também se divertir". Conheça a proposta dos estudantes, a seguir.

Reavaliando a política habitacional: o acesso à moradia através da infraestrutura

O Programa Minha Casa, Minha Vida (MCMV) foi uma das principais bandeiras da política habitacional em nível federal dos últimos governos. O MCMV, que se configura através do financiamento de novas habitações populares, incentiva incorporadoras a desenvolver seus projetos em áreas distantes dos centros urbanos. Isto ocorre pois, em razão das métricas de desempenho considerarem apenas quantidade de unidades entregues, há um forte incentivo econômico às incorporadoras para construir longe dos centros urbanos, onde os terrenos são mais baratos. Isso significa que boa parte dos empreendimentos estão distantes de boas oportunidades de emprego e serviços básicos, assim como isolados das redes públicas de transporte de massa que, por natureza, não têm condições de atender áreas periféricas de baixa densidade urbana.

Parem de construir casas para resolver a falta de moradia

Casas impressas em 3D. Casas pré-fabricadas. Casas “open-source”. Minha Casa, Minha Vida. São inúmeras as soluções, de panaceias tecnológicas a programas governamentais, que vislumbram resolver o déficit de moradia construindo casas. O problema dessa estratégia é que a escassez em moradia não são casas, mas sim apartamentos.

Ao ar livre: a arquitetura residencial contemporânea do Vietnã

O Vietnã tem uma rica história de arquitetura tradicional. Desde as casas de Rong e residências de Trinh Tuong às casas de palafitas do povo Ede, o país mostra uma profundidade de métodos e estilos de construção vernaculares. Hoje, arquitetos reinterpretam as técnicas de construção do passado para criar casas neo-tradicionais baseadas na vida contemporânea.

© Hiroyuki Oki © Hiroyuki Oki © Hiroyuki Oki © Hiroyuki Oki + 13

Estratégias de projeto para habitação: ventilar a cobertura ou acrescentar isolante térmico?

Desde a época da faculdade estudantes de arquitetura aprendem que a ventilação dos recintos é importante para retirar o excesso de calor dos ambientes. Mas nem sempre são delimitadas as situações nas quais isso realmente proporciona ambientes com desempenho térmico adequado, principalmente quando se fala na ventilação da cobertura de uma habitação.

"Hope On" propõe soluções modulares de habitação para pessoas em situação de rua

Hope on Alvarado, projetado por KTGY Architecture + Planning, é o primeiro projeto de habitação modular da série de empreendimentos Hope On, com o objetivo de encontrar soluções de abrigo para as pessoas em situação de rua em Los Angeles.

Workshop internacional discute as possibilidades para a habitação na Zona Portuária do Rio de Janeiro

Começa nesta quinta-feira e vai até o dia 30 de setembro o Workshop Internacional Habitar o Centro, parte do programa 'Regional/Urban Design Assistance Team' (R/UDAT), do American Institute of Architects (AIA). O objetivo do evento é discutir alternativas para que a área da Gamboa, na Zona Portuária do Rio, volte a ser habitada com qualidade de vida pela população. A cerimônia de abertura acontecerá nesta quinta-feira, dia 26, às 19h30, na sede do IAB-RJ, Beco do Pinheiro, 10, Flamengo, e será aberta ao público.

Segundo Pedro da Luz, presidente do departamento do Rio de Janeiro do Instituto de Arquitetos do Brasil

Estúdios de Artistas / Knowspace

Cortesia de Knowspace
Cortesia de Knowspace

Cortesia de Knowspace Cortesia de Knowspace Cortesia de Knowspace Cortesia de Knowspace + 17

Suzhou Shi, China
  • Arquitetos: Knowspace
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área: 1488.0 m2
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano: 2013

Cadernos de Habitação Coletiva - Edifícios Guapira e Hicatu

Imaginado como um grande empreendimento residencial numa área de expansão da cidade de São Paulo, o Conjunto Residencial Jardim Ana Rosa iniciou seu projeto de loteamento em 1950, na região da Vila Mariana, em frente ao Largo Ana Rosa. O empreendimento, realizado pelo Banco Hipotecário Lar Brasileiro contava com a participação de vários arquitetos proeminentes em São Paulo no momento, como Abelardo de Souza, Plínio Croce, Roberto Aflalo e Salvador Cândia. Em sua versão inicial, o projeto previa alguns edifícios lindeiros à Av. Vergueiro e a maior parte da área destinada a residências unifamiliares.

Cadernos de Habitação Coletiva - Conjunto Residencial Vila Guiomar

Depois de cursar engenharia civil na Escola de Minas de Ouro Preto, Carlos Frederico Ferreira, de volta ao Rio de Janeiro, sua cidade natal, ingressou na Escola Nacional de Belas Artes, graduando-se em arquitetura em 1935. Em 1939 foi contratado pelo IAPI como engenheiro arquiteto e logo se estabeleceu no cargo de chefe do Setor de Engenharia do Instituto. Em 1943, vendo realizada parte do primeiro grande núcleo habitacional, o Conjunto Residencial Operário em Realengo, pôde iniciar seu trabalho de estender o modelo para outras localidades. Os projetos de Vila Guiomar em Santo André e Piratininga em Osasco, bem como o edifício de apartamentos e Sede da Delegacia do IAPI em Recife, todos de sua autoria mostram como, por meio do cargo que assumiu, ele quis direcionar a linha de empreendimentos que o Instituto deveria seguir.

Governo de São Paulo institui o programa habitacional Nossa Casa

O Governo do Estado de São Paulo instituiu o programa habitacional Nossa Casa, que pretende estimular o investimento privado em habitação de interesse social voltada a populações de baixa renda. O programa entrou em vigor com o Decreto nº 64.388, de 14 de agosto deste ano.

Cadernos de Habitação Coletiva - Conjunto Residencial Santa Cruz

O conjunto localiza-se na Rua Santa Cruz, na Vila Mariana, próximo da Casa Modernista de Gregori Warchavchik, e é composto de 23 blocos com três pavimentos implantados em uma gleba triangular de 61,9 mil m2. A maioria dos blocos foi disposta com as fachadas voltadas para a direção leste-oeste e com uma distância que permite a insolação dos apartamentos.

Arquicast #76: 25 anos do Programa Favela-Bairro

Este ano o Programa Favela-Bairro completou 25 anos desde sua criação e vários eventos e artigos repercutiram o assunto, fazendo um balanço dos impactos do programa na questão habitacional urbana nas cidades por ele contempladas. Nós do Arquicast também abordamos o assunto no cast 76, já disponível em nossas plataformas.

Livro Biselli Katchborian Arquitetos

ACÁCIA CULTURAL LANÇA O LIVRO BISELLI KATCHBORIAN ARQUITETOS NO DIA 18 DE JUNHO

Escritório completa 32 anos de produção com arquitetura que busca compreender e responder às transformações econômicas e culturais brasileiras; evento será no Museu da Casa Brasileira, em São Paulo

São Paulo, 2019 – Com 32 anos de trajetória, o escritório de Mario Biselli e Artur Katchborian tem projetado em todas as escalas e temas: residências, edifícios públicos e privados, projetos comerciais e de serviços, escolas, centros esportivos e projetos urbanos. Sua arquitetura procura compreender e responder às transformações econômicas e culturais brasileiras. No próximo dia 18 de junho lançam