1. ArchDaily
  2. Arquitetura Memorial

Arquitetura Memorial: O mais recente de arquitetura e notícia

Adjaye Associates divulga projeto conceitual para Memorial dos Mártires no Níger

O escritório de arquitetura de Sir David Adjaye acaba de divulgar detalhes de seu projeto para o Memorial dos Mártires na cidade de Niamey, na região sudoeste do Níger. Concebido para homenagear as vítimas da luta contra o terrorismo nas fronteiras sul e oeste do país, o Memorial dos Mártires é de fato “a documentação tangível da luta contínua contra os extremistas e da perda de milhares de soldados ao longo desta árdua batalha em busca de paz para seu povo”.

Cortesia de Adjaye AssociatesCortesia de Adjaye AssociatesCortesia de Adjaye AssociatesCortesia de Adjaye Associates+ 10

Como as futuras gerações responderão à arquitetura dos memoriais modernos?

O Memorial aos Judeus Assassinados da Europa / Peter Eisenman. Image © <a href='https://www.flickr.com/photos/dalbera/9617851018/'>Flickr user Jean-Pierre Dalbéra</a> licensed under <a href='https://creativecommons.org/licenses/by/2.0/'>CC BY 2.0</a>
O Memorial aos Judeus Assassinados da Europa / Peter Eisenman. Image © Flickr user Jean-Pierre Dalbéra licensed under CC BY 2.0

Cemitérios cheios de nomes que há tempos foram esquecidos, placas gravadas com retratos que você ignora em sua corrida matinal, monumentos com frisos que retratam os triunfos da guerra - todos esses são exemplos de arquiteturas memoriais, que já tiveram intenso significado emocional para certos indivíduos ou grupos de pessoas, mas agora gradualmente tornam-se atrações turísticas ou locais anacrônicos dentro de uma paisagem alterada.

Desde os horrores da Segunda Guerra Mundial, a arquitetura dos memoriais tem mudado drasticamente, desde monumentos focados em nomes, heróis e patriotismo até símbolos abstratos de luto e perda. Como essa mudança no projeto dos memoriais mudará a maneira como os experimentamos no presente e, mais importante, no futuro? Quando as gerações morrem e o evento memorizado torna-se quase esquecido, como vamos experienciar e lembrar?