Centro de Manutenção de Equipamentos Científicos / Ceplan + CoGa Arquitetura

Centro de Manutenção de Equipamentos Científicos / Ceplan + CoGa Arquitetura

© Joana França© Joana França© Joana França© Joana França+ 23

  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  1836
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2010
  • Fotógrafo Fotografias:  Joana França
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes: Brise Metálico, Louças e Metais, Pré Fabricado Concreto
  • Arquiteta Responsável:Fabiana Couto Garcia
  • Equipe De Projeto:Fabiana Couto Garcia, Alberto Alves de Faria, Fátima Lauria Pires
  • Clientes:UnB – Ceplan
  • Engenheiro Civil:Márcio Augusto R. Buzar, Mário Faustino Honório e Jocinez Nogueira
  • Engenheira Eletricista:Daniel Alves Fernandes
Mais informaçõesMenos informações
© Joana França
© Joana França

Descrição enviada pela equipe de projeto. O primeiro estudo preliminar do novo prédio do CME foi elaborado em 2004. A demanda de novas instalações foi constatada pelo relatório de levantamento feito no início do processo. Após vários estudos, definiu-se a sua implantação e o partido arquitetônico. Finalmente, no ano de 2007, houve a autorização para desenvolvimento do projeto. O edifício localiza-se na Gleba A do Campus Universitário Darcy Ribeiro, próximo aos edifícios do CESPE e da Geocronologia e da futura área do Parque Tecnológico da UnB. 

© Joana França
© Joana França
Planta - Pavimento Térreo
Planta - Pavimento Térreo
© Joana França
© Joana França

O edifício foi implantado no mesmo sentido das curvas de nível, na cota 1038 do terreno natural. Esta faixa do terreno é praticamente plana não exigindo grande movimentação de terra.  A faixa de afastamento com relação às vias proporcionará a localização de áreas sombreadas e espaços de convivência. Um estacionamento com 26 vagas será implantado na porção frontal do terreno. A orientação está com as maiores fachadas voltadas para nordeste e sudoeste.  A fachada nordeste é voltada para o Lago Paranoá e Setor de Clubes Norte. A fachada sudoeste é o acesso principal. A edificação é composta por dois pavimentos com uso diferenciado: um social e outro de serviço. O térreo localiza-se no nível +0,55m, o superior no nível +4,30m e a cobertura no nível +8,05m. 

© Joana França
© Joana França

São dois acessos distintos. O primeiro acesso é social e destina-se ao público externo e funcionários administrativos. Neste acesso, uma recepção direciona o público para salas no pavimento superior. O segundo acesso é o de serviço para funcionários que trabalham nas oficinas e para carga e descarga. A área de carga e descarga encontra-se no nível 0,0, facilitando o manejo dos produtos e materiais. As áreas de uso público localizadas no pavimento superior são: Secretaria Executiva, Direção, Salas de Estudos e Licitação.  Os sanitários atendem aos funcionários e público externo.

© Joana França
© Joana França

As áreas de serviço distribuem-se tanto no térreo, quanto no pavimento superior. No pavimento térreo estão: Apoio e Logística, Depósitos, Equipamentos Pendentes, Vestiários (masculino, feminino e PNE), Almoxarifado e Seções de Trabalho. Estas Seções de Trabalho dividem-se em: Eletro Mecânica, Eletro Técnica, Micro Informática, Mecânica Geral, Refrigeração e Eletrônica Analógica. Estas seções possuem pé-direito duplo e permitem a supervisão constante do trabalho na circulação do pavimento superior. As outras seções (Óptica, de Limpeza de Equipamentos, Serralheria e Fundição) possuem pé-direito de 3,60m. No pavimento superior estão o Refeitório e a Cozinha. O Refeitório, com capacidade para 90 funcionários sentados simultaneamente, foi planejado também para ser o local de confraternização dos funcionários, uma vez que desfruta de vista privilegiada do Lago Paranoá. 

© Joana França
© Joana França

O partido arquitetônico foi definido a partir da setorização das atividades, dividindo-se em áreas social e de serviço. O edifício possui uma concepção de arquitetura industrial, de forma que desde sua estrutura até o fechamento da fachada, utilizaram-se materiais pré-fabricados otimizando desta forma sua construção e manutenção. As fachadas longitudinais possuem fechamentos laterais em telha perfurada permitindo constante ventilação e iluminação nos postos de trabalho, além de proteger a edificação contra furtos de peças. A estrutura foi modulada para garantir flexibilidade nos lay-outs futuros. As instalações são aparentes para garantir uma eficiente manutenção. Os acabamentos foram especificados de acordo com as condições de manutenção e conservação, além da compatibilização com os custos globais estipulados.

© Joana França
© Joana França

Galeria do Projeto

Ver tudoMostrar menos

Localização do Projeto

Endereço:s/n - UnB - Asa Norte, Brasília - DF, 70910-900, Brasil

Clique para abrir o mapa
Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
Escritório
Cita: "Centro de Manutenção de Equipamentos Científicos / Ceplan + CoGa Arquitetura" 22 Mai 2020. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/940153/centro-de-manutencao-de-equipamentos-cientificos-ceplan-plus-coga-arquitetura> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.