Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos

16 Pavilhões efêmeros que exploram o potencial do espaço público

16 Pavilhões efêmeros que exploram o potencial do espaço público
Cn adtopic public banner
Señales 1.0 de Tools for Action. Image © José Manuel Cutillas
Señales 1.0 de Tools for Action. Image © José Manuel Cutillas

La cubierta de madera sobre los coches de Benedetto Bufalino. Image © José Manuel Cutillas Claustro Vivo de Parasite 2.0. Image © José Manuel Cutillas Taburete Tower de SZCZ Jakub Szczesny. Image © José Manuel Cutillas Viaje alrededor del castaño de Pablo Losa y Gadea Burgaz. Image © José Manuel Cutillas + 29

O Festival Internacional de Arquitetura e Desenho de Logroño, na Espanha, se caracteriza pela realização de uma série de intervenções efêmeras espalhadas pela cidade. Para esta última edição do Concéntrico, como é chamado o festival, foram realizados dezesseis pavilhões que buscam explorar as potencialidades dos espaços urbanas desta pequena cidade medieval espanhola.

Viagem ao redor do castanheiro
Pablo Losa e Gadea Burgaz
Implantado em meio a Praça Escuelas Trevijano, o pavilhão concebido por Pablo Losa e Gadea Burgaz procura chamar atenção ao principal elemento da praça; o castanheiro. Pórticos coloridos foram pré-fabricados em madeira compensada e montados no local sem nenhum parafuso. O objetivo desta estrutura efêmera e desmontável foi construído em torno a própria transitoriedade da arquitetura, para que as pessoas, assim que o pavilhão for removido, passem a ver a presença do castanheiro de outra forma.

Viaje alrededor del castaño de Pablo Losa y Gadea Burgaz. Image © José Manuel Cutillas
Viaje alrededor del castaño de Pablo Losa y Gadea Burgaz. Image © José Manuel Cutillas

3x3
Vaumm
Localizado junto a Plaza de la Muralla del Revellín, a proposta deste pavilhão modular de 3x3 metros é estabelecer um diálogo franco com a muralha - elemento maciço, rígido e impenetrável. O pavilhão também é uma estrutura rígida mas, por outro lado, completamente permeável. Seus elementos transparentes criam reflexos; provocando deslocamentos visuais e novas relações entre o espaço construído da muralha e a efemeridade do pavilhão. Durante a noite, o módulo se transforma em uma lanterna urbana que brilha em meio a escuridão do povoado.

3x3 de Vaumm. Image © José Manuel Cutillas
3x3 de Vaumm. Image © José Manuel Cutillas

Passagem
Alfredo Baladrón
Permeando a passagem de acesso à chaminé da Tabacalera, o pavilhão de Alfredo Baladrón ocupa um espaço urbano construído entre duas empenas. A intervenção pretende transformar o carácter desta rua, convidando os visitantes à sentar-se e apreciar as belas vistas da cidade. A estrutura está composta por pranchas de madeira que se dobram e se espalham criando um mobiliário urbano contínuo e convidativo. Assim como os demais pavilhões, todas as suas peças poderão ser desmontadas e reutilizadas depois do encerramento do festival.

Pasaje de Alfredo Baladrón. Image © José Manuel Cutillas
Pasaje de Alfredo Baladrón. Image © José Manuel Cutillas

Nolla
Robin Falck
Nolla é a representação da sustentabilidade. Construída originalmente na Finlândia,
a estrutura já está sendo reaproveitada: emissão zero e resíduo zero. O pavilhão está implantado no pátio do Colégio de Arquitetos e é um convite à refletir sobre a a sustentabilidade e a vida útil de nossos projeto de arquitetura.

Nolla de Robin Falck. Image © José Manuel Cutillas
Nolla de Robin Falck. Image © José Manuel Cutillas

A vela do Ebro
ENSA Normandie
O Parque del Ebro está sendo utilizado pelo festival por primeira vez e nos convida a refletir sobre as novas tipologias de espaços urbanos. A proposta foi criada pela Escola de Arquitetura da Normandia Rouen, como resultado de uma nova parceria do Festival Concéntrico. O pavilhão procura relacionar-se visualmente com a verticalidade das árvores e a vela que tremula ao vento, permitindo que o espaço se transforme de acordo com o clima. Sob a vela, foi criado um espaço onde serão realizadas diferentes atividades e programações.

La vela del Ebro de ENSA Normandie. Image © José Manuel Cutillas
La vela del Ebro de ENSA Normandie. Image © José Manuel Cutillas

Subterrânea
Lucas Muñoz Muñoz
A proposta Subterrânea está localizada nas galerias subterrâneas de San Gregorio. O pavilhão é a construção do vazio, a reprodução da geometria existente. Chegando à superfície da cidade, o trabalho de Lucas Muñoz Muñoz extravasa o vazio para brotar na praça criando assim uma rampa de acesso de madeira.

Subterránea de Lucas Muñoz Muñoz. Image © José Manuel Cutillas
Subterránea de Lucas Muñoz Muñoz. Image © José Manuel Cutillas

Claustro vivo
Parasite 2.0
Construções modulares em formas de animais. Elementos inspirados na morfologia do claustro, estas estruturas vivas foram implantadas em lugares estratégicos do pátio do Claustro de Santa María de Palacio.

Claustro Vivo de Parasite 2.0. Image © José Manuel Cutillas
Claustro Vivo de Parasite 2.0. Image © José Manuel Cutillas

Taburete Tower
SZCZ Jakub Szczesny
Construído com tábuas de madeira, a intervenção está localizada na sede da Fundação Cáritas, na Casa Farias. O pavilhão está composto por móveis modulares empilhados, os quais serão doados depois do encerramento do festival.

Taburete Tower de SZCZ Jakub Szczesny. Image © José Manuel Cutillas
Taburete Tower de SZCZ Jakub Szczesny. Image © José Manuel Cutillas

As colunas misteriosas
EBBA architects
Foram construídas doze colunas, a representação dos doze meses do ano e as doze estrelas da Europa. Estes elementos móveis serão reagrupados todos os dias de diferentes formas.

Las columnas misteriosas de EBBA architects. Image © José Manuel Cutillas
Las columnas misteriosas de EBBA architects. Image © José Manuel Cutillas

A Torre
Archwerk
Implantada no Pátio da igreja de San Bartolomé, um espaço público atualmente em reforma, a Torre representa a oportunidade de imaginar o futuro. Tomando como inspiração a torre Romana da igreja, o pavilhão foi construído através do empilhamento de pranchas de madeira de 90x90 cm, mantendo as mesmas proporções da torre da igreja.

La Torre de Archwerk. Image © José Manuel Cutillas
La Torre de Archwerk. Image © José Manuel Cutillas

A Folha
FAHR 021.3
Ubicada na Plaza San Bartolomé, A Folha propõe um novo uso deste espaço público, um uso flexível do espaço. Não se propõe nenhuma condição arquitetônica específica, apenas um elemento construído, uma Folha que se dobra sobre o espaço e se adapta a ele.

La Hoja de FAHR 021.3. Image © José Manuel Cutillas
La Hoja de FAHR 021.3. Image © José Manuel Cutillas

Está tudo bem; estamos projetando
ESDIR
Esta instalação nos jardins da Escola superior de La Rioja foi desenhada pelos alunos da escola de arquitetura inscritos na disciplina "Arquitectura Efímera". A proposta pretende mostrar ao público que se faz na escola, apresentar para os moradores de Logroño tudo aquilo que se produz na academia de sua própria cidade.

Todo va bien; estamos diseñando de ESDIR. Image © José Manuel Cutillas
Todo va bien; estamos diseñando de ESDIR. Image © José Manuel Cutillas

A cobertura de madeira sobre os carros 
Benedetto Bufalino
A mais crítica das intervenções volta-se ao uso do carro no centro da cidade, tanto sua presença física quanto a poluição que provocam. Localizada no passeio El Espolón, a intervenção - construída em forma de deque de madeira -, passa por cima dos carros estacionados para criar um novo uso e apropriação do espaço, devolvendo-o para os moradores da cidade.

La cubierta de madera sobre los coches de Benedetto Bufalino. Image © José Manuel Cutillas
La cubierta de madera sobre los coches de Benedetto Bufalino. Image © José Manuel Cutillas

Chá, chocolate e café
Knitknot architecture
O pavilhão localizado no pátio da Biblioteca de La Rioja propõe a re-interpretação da casinha de marionetes, criando um espaço de leitura onde serão contadas histórias sobre a cidade e a biblioteca de Logroño. 

Té, chocolate y café de Knitknot architecture. Image © José Manuel Cutillas
Té, chocolate y café de Knitknot architecture. Image © José Manuel Cutillas

Stairway to heaven
Juan Llamazares
Localizada junto às videiras da Bodega LAN, a intervenção propõe um encontro entre a linearidade (das videiras) e a verticalidade (da estrutura), configurando um novo mirante para a paisagem. A estrutura está localizada no cruzamento entre os caminhos, e convida os moradores a descobrir um novo ponto de vista, uma nova mirada para apreciar a paisagem. A escada é a sua própria estrutura e foi completamente construída em madeira.

Stairway to heaven de Juan Llamazares. Image © José Manuel Cutillas
Stairway to heaven de Juan Llamazares. Image © José Manuel Cutillas

Sinais 1.0
Tools for Action
Sinais 1.0 é fuma perfomance no espaço público com uma mensagem de conteúdo político. A proposta aponta ao uso da tecnologia como uma ferramenta de interação entre as pessoas e o espaço público. Os visitantes recebem uma mochila iluminada com uma luz vermelha, a qual ilumina os seus percursos através dos espaços da cidade.

É importante destacar que todas as propostas apresentadas no festival foram selecionadas através de um concurso aberto para escritórios de arquitetura do mundo todo. Para mais informações sobre o Festival Concéntrico de 2019, acesse este link.

Galeria do Projeto

Ver tudo Mostrar menos
Sobre este autor
Cita: Santibañez, Danae. "16 Pavilhões efêmeros que exploram o potencial do espaço público" [16 pabellones efímeros que reflexionan sobre el espacio público] 06 Mai 2019. ArchDaily Brasil. (Trad. Libardoni, Vinicius) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/916113/16-pavilhoes-efemeros-que-exploram-o-potencial-do-espaco-publico> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.