Primeiro lugar no Concurso para parque e praça em Córdoba

Primeiro lugar no Concurso para parque e praça em Córdoba

"Minimizando a antropização e mostrando uma intervenção austera que utiliza recursos disponíveis para reforçar as unidades ambientais existentes."

Estas palavras extraídas da decisão do júri foram usadas para dirigir-se aos vencedores do primeiro prêmio do Concurso Nacional de Ideias ao Parque Balneário e Renovação da Praça San Martín de Río Tercero, organizado pelo Colégio dos Arquitectos de Córdoba, foi destinado a dinamizar e renovar estes locais para o uso da comunidade e seus visitantes.

Os autores do primeiro prêmio, os arquitetos Ignacio Pereyra, Fernando R. Matos e Facundo González Martínez, Fabián Tolosa, propuseram, por um lado, integrar social, cultural e institucionalmente a praça urbana e, por outro, preservar e valorizar as qualidades cênicas do rio mediante ações austeras com o ambiente natural. Conheça o projeto completo a seguir.

Descrição enviada pelos autores. Projetar no espaço público da cidade de Rio Tercero implica refletir sobre sua identidade dada pelas características do suporte físico-natural (sua topografia, o rio Ctalamochita e seus meandros), por seus componentes socioculturais (seu traçado, boulevares, ferrovias , instituições, atividade agrícola e industrial) e seus representantes do esporte que a tornaram conhecida como "berço de campeões". Para que esses componentes, que fazem parte de sua história e memória de sua comunidade constituam um sistema de espaços públicos urbanos abertos, propõe-se criar dois circuitos articulados (um Cultural e um da Saúde).

Cortesía de Equipo del Proyecto
Cortesía de Equipo del Proyecto

Proposta para a renovação da Praça San Martín

Enquadrada na proposta de sistematização urbana, propõe-se como ação estratégica, unificar o espaço fragmentado da Praça San Martín e seu entorno, consolidando uma praça cívica de caráter institucional, valorizando o monumento e permitindo a expansão das principais instituições, atuando como apoio a inúmeras atividades, revitalizando a área central.

Cortesía de Equipo del Proyecto
Cortesía de Equipo del Proyecto

Para a materialização, o nível de calçadas e estradas é equalizado, diferenciando a rodovia do rolamento por postes de concreto que geram um limite virtual sem interromper a continuidade espacial. O monumento ao General é revalorizado integrando-se num espaço comemorativo de maior escala, o que melhora as relações transversais da praça. Em torno disso, bancos de concreto são dispostos para contemplação. Dando continuidade à avenida, define-se um piso de granito branco, onde a partir de sua base há jatos de água ornamental, reforçando o conjunto escultório.

Cortesía de Equipo del Proyecto
Cortesía de Equipo del Proyecto

Perpendicular à Avenida San Martin, forma-se um segundo eixo de menor caráter  que resolve a circulação transversal. É materializado por meio de um novo piso, onde são dispostas áreas e equipamentos de estar e as esculturas são realocadas. Em frente ao Auditório Municipal, projeta-se um espaço para atividades culturais, servindo como uma extensão do Auditório. O espaço lateral aberto com destacamento policial é integrado à praça. Em frente à Igreja de Lourdes há um espaço para contemplação como um átrio.

Cortesía de Equipo del Proyecto
Cortesía de Equipo del Proyecto

A proposta para a Praça San Martín da Cidade de Rio Tercero, realiza uma importante contribuição do ponto de vista social, cultural e institucional, consagrando-a como um espaço que possibilita manifestações de massa. O pedestre é priorizado sobre o veículo, melhorando sua segurança, aumentando os espaços de convivência e equipamentos urbanos. A imagem resultante, sóbria, elegante e homogênea, realça o monumento ao General San Martín, renovando toda a área central.

Cortesía de Equipo del Proyecto
Cortesía de Equipo del Proyecto

Proposta para o Balneário Municipal

O desenvolvimento arquitetônico do Balneário Municipal nos convida a descobrir a riqueza das qualidades paisagísticas do rio Ctalamochita, observando a particular topografia de suas margens e meandros que conformam variadas unidades ambientais e vocações distintas.

A atual concentração de atividades no setor sul provoca um desequilíbrio, gerando locais altamente densificados onde o automóvel contamina visualmente os espaços naturais. O projeto e a materialidade das áreas de serviços e equipamentos resultam em imagens heterogêneas, contrastando com o enorme valor do ambiente natural.

Cortesía de Equipo del Proyecto
Cortesía de Equipo del Proyecto

A estratégia projetual do parque contempla essas condições, estruturadas a partir de quatro rotas longitudinais, articuladas por transversalidades que estabelecem relações permanentes com o tecido urbano.

Cortesía de Equipo del Proyecto
Cortesía de Equipo del Proyecto

  • "Rota de Interpretação do Rio Ctalamochita": Nas margens do rio reconhecendo as diferentes unidades ambientais, oferecendo acessos à água e a locais de permanência. Intervenções lineares mínimas com gabiões de pedra amortecem o impacto do escoamento nas margens, resolvendo a acessibilidade ao rio e conformando varandas. Esses elementos são combinados com peças de concreto pré-fabricadas que resolvem o equipamento.
  • "Rota da Saúde": Em uma das bordas da estrada principal, uma rota linear é projetada, proporcionando uma superfície homogênea para correr e andar de bicicleta. A partir deste eixo, postos de saúde e áreas esportivas são destacadas.
  • "Rota de veículos": A circulação e estacionamento dos veículos são projetadas minimizando as situações de perigo as crianças e a poluição visual, em detrimento do valor da paisagem. A rua principal é mantida permitindo o estacionamento em sua margem apenas para eventos em massa. Na seção sul e até Newery Street, a estrada secundária é usada como acesso aos estacionamentos autorizados.
  • "Rota de Interpretação do Bosque Nativo - El Caracol": Sobre a margem "nordeste" do rio, um caminho em ziguezague propõe caminhadas e atividades de ciclismo na montanha. Sua rota permite o conhecimento e interpretação da floresta. Em sua extensão são definidas paradas, postos de saúde e miradas - pontos de vista para o balneário a partir dos pontos mais altos.

Cortesía de Equipo del Proyecto
Cortesía de Equipo del Proyecto

Programa de atividades. Os eixos estruturantes segmentam longitudinalmente o parque, gerando áreas nas quais diferentes usos e atividades são desenvolvidos. (Área de amortecimento, Área Social e Campismo, Área Desportiva e Cultural e Área da Reserva). Nas extremidades norte e sul estão estrategicamente localizados dois postos de atendimento, o primeiro educacional-ambiental e o segundo esportivo-social. Esses centros possuem instalações que atendem às principais necessidades dos usuários e articulam espaços de recepção atuando como pontos de administração e controle ao parque.

Proposta de Vegetação. Dada a vegetação existente, a intenção é manter o maior número de exemplares em bom estado. O complemento em função do projeto paisagístico é realizado priorizando as espécies nativas que fornecem qualidades de cor e aromas, conseguindo um equilíbrio adequado de cheios e vazios.

Cortesía de Equipo del Proyecto
Cortesía de Equipo del Proyecto

Imagem e materialidade. As intervenções consistem em operações mínimas, alcançando uma linguagem natural respeitosa associada ao meio ambiente. Com base em um critério de sustentabilidade, a materialidade da proposta considera o projeto racional através de volumes austeros de construção simples, utilizando materiais de envelhecimento nobre, baixa manutenção e custo energético mínimo em seu processo de industrialização (concreto, pedra) bem como execução com mão-de-obra e materiais de âmbito local e regional, incluindo a pré-fabricação de peças para redução de custos. Para os equipamentos urbanos e sinalização, placas de metal com gravuras e iconografias também são usadas em busca de uma imagem integrada.

Cortesía de Equipo del Proyecto
Cortesía de Equipo del Proyecto

A proposta para o Parque Balneário da Cidade do Rio Tercero consagra este espaço como a principal área de serviços ambientais, culturais e sociais da cidade, preservando e valorizando as qualidades paisagísticas do rio através de ações respeitosas e austeras com o ambiente natural.

Galeria do Projeto

Ver tudoMostrar menos
Sobre este escritório
Cita: Equipo Editorial. "Primeiro lugar no Concurso para parque e praça em Córdoba" [Primer Premio en el Concurso Parque Balneario y Renovación de Plaza San Martín de Río Tercero, Córdoba] 01 Set 2018. ArchDaily Brasil. (Trad. Pereira, Matheus) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/901100/primeiro-lugar-no-concurso-para-parque-e-praca-em-cordoba> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.