Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Galeria
  4. China
  5. GOA
  6. 2018
  7. Museu de Arte Fengying / GOA

Museu de Arte Fengying / GOA

  • 13:00 - 26 Agosto, 2018
  • Curadoria de 韩爽 - HAN Shuang
  • Traduzido por Vinicius Libardoni
Museu de Arte Fengying / GOA
© Hengzhong Lv
© Hengzhong Lv

© Hengzhong Lv © Hengzhong Lv © Hengzhong Lv © Hengzhong Lv + 29

  • Arquitetos

    GOA
  • Localização

    Chongwu, Fujian, China
  • Arquiteto responsável

    Yan Wang
  • Equipe de projeto

    Chenxin Xu, Chunming Zhou, Youyou Chen, Xiao Fang, Qian He, Chun Tao
  • Área

    353.0 m2
  • Ano do projeto

    2018
  • Fotografias

  • Cliente

    Fujian Fengying Stone Group
  • Interiores e paisagismo

    Deqiang Wu
  • Projeto da fachada de pedra

    Deqiang Wu, Zhanhui Li
  • Construção

    Fujian Hongpeng Construction Engineering Co. LTD.
  • Mais informações Menos informações
© Hengzhong Lv
© Hengzhong Lv

Descrição enviada pela equipe de projeto. Localizado em Chongwu, na província de Fujian, o Museu de Arte Fengying foi concebido para abrigar as obras do mestre chinês da escultora, Wu Deqiang. O projeto é resultado de uma ampla reforma de seu antigo ateliê de escultura. Os arquitetos criaram três novos pátios interiores que permeiam o layout do edifício, incorporando a natureza dentro do espaço do museu.

© Hengzhong Lv
© Hengzhong Lv

Anteriormente a estrutura abrigava um série de espaços para o processamento das pedras, um edifício de escritórios recém construído além de outras três estruturas menores independentes. Estes pequenos edifícios abrigavam os estúdios do famoso escultor, aonde estavam preservadas muitas lembranças preciosas do seu trabalho. A antiga oficina de esculturas, com mais de dez metros de pé direito, havia se transformado em apenas uma fonte de poluição da vizinhança. Este cenário caótico levou os arquitetos a pensar: Como criar um espaço expositivo que seja agradável aos visitantes e também ao seu entorno? Como incorporar o valor histórico do local em nossa nova arquitetura?

© Hengzhong Lv
© Hengzhong Lv

Compacto e permeável

Dado o orçamento limitado para cobrir os custos de projeto e construção, os arquitetos adotaram uma estratégia introspectiva, que valoriza a simplicidade e uma planta enxuta com a finalidade de minimizar possíveis problemas de execução. O principal espaço expositivo assumiu então uma planta quadrada, simples e compacta. Três aberturas foram inseridas neste volume para conectar o interior e o exterior, transformando o edifício em uma experiência espacial contínua e fluida.

Planta
Planta

Passado e futuro

Os arquitetos mantiveram os três antigos estúdios, recheados de memórias do escultor, e se concentrar em expandir o novo edifício que ocupava a porção sul do terreno. O pátio principal foi inserido de forma a conectar os dois elementos construídos, representando respectivamente o passado e o futuro em um novo projeto unificado. O espaço aberto e coberto do pátio guia os visitantes à entrada do salão das esculturas. Este espaço exterior dinâmico serve como uma espécie de transição natural entre o espaço e o tempo, aproximando a distancia física e principalmente, a distância temporal entre estas duas estruturas.

© Hengzhong Lv
© Hengzhong Lv

Natureza e artificialidade

Considerando a heterogeneidade dos trabalhos e também de suas dimensões, os arquitetos priorizaram a iluminação natural em detrimento de um sistema mais convencional. As maiores esculturas foram implantadas nos pátios e estão exibidas ao ar livre onde a luz natural cria um ambiente de exposição mais genuíno. Para exibir as peças menores, um projeto específico de iluminação foi desenvolvido para melhor apresentar os itens da coleção permanente do museu.

Corte
Corte

A fachada exterior do edifício é feita de pedra, a mesma pedra utilizada na maioria das escultura de Wu Deqiang. O arranjo dos elementos verticais cria um efeito de gradiente côncavo-convexo em forma de arco, como se a superfície sólida da fachada de pedra fosse leve como um tecido.

© Hengzhong Lv
© Hengzhong Lv

Três vazios e três pátios

As antigas estruturas e o novo edifício mantém a sua própria individualidade dentro do conjunto. O espaço vazio entre os volumes desenha os contornos dos pátios, permite a iluminação natural dos espaços interiores e também uma maior permeabilidade do solo.

© Hengzhong Lv
© Hengzhong Lv

O pátio em forma de "U" se transforma em um grande plano de fundo verde para o espaço expositivo principal. A fachada curva de vidro é responsável por difundir a luz natural e criar uma experiência única dentro do museu.

© Hengzhong Lv
© Hengzhong Lv

O pátio linear crivo no canto sudeste cria uma parede curva completa que define a sala de projeção. Esta abertura proporciona uma luz sutil e suave que cria uma atmosfera aconchegante para o espaço expositivo.

© Hengzhong Lv
© Hengzhong Lv

Ver a galeria completa

Localização do Projeto

Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
Cita: "Museu de Arte Fengying / GOA" [丰盈·耕石艺术馆 / GOA大象设计] 26 Ago 2018. ArchDaily Brasil. (Trad. Libardoni, Vinicius) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/900629/museu-de-arte-fengying-goa> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.