O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Escolas
  4. Como a cidade influi na educação? Proposta procura integrar uma escola à vida urbana na Itália

Como a cidade influi na educação? Proposta procura integrar uma escola à vida urbana na Itália

Como a cidade influi na educação? Proposta procura integrar uma escola à vida urbana na Itália
Como a cidade influi na educação? Proposta procura integrar uma escola à vida urbana na Itália, Cortesía de Asociación Semillas
Cortesía de Asociación Semillas

O projeto arquitetônico da Escola primária e Secundária G. Oberdandz, de Asociación Semillas e DDA architteti, ganhou recentemente o primeiro lugar no Concurso de Escola Inovadoras, promovido pelo Ministério Italiano da Educação, em mais de 51 áreas na Itália. O objetivo do concurso foi propor ideias em torno do conceito de escola inovadora, desde a arquitetura, engenharia, tecnologia, eficiência energética e segurança anti-sísmica, tendo em conta os novos cenários de aprendizagem e a abertura da escola ao espaço público e à cidade.

Cortesía de Asociación Semillas
Cortesía de Asociación Semillas

Descrição da equipe. Na Itália, apenas 7% das crianças chegam sozinhas na escola, enquanto na Alemanha e na Inglaterra, esse número é de 40%. A estrada é vista como um espaço inseguro e invadido por carros, o que contribui para aumentar a sensação de perigo. O projeto da escola G.Oberdan, localizada na cidade de Terni (Itália), propõe a integração com os objetivos do plano estratégico urbano que buscar regenerar, reativar e reconectar os espaços públicos. Portanto, a conexão e abertura da escola à cidade é um dos pontos-chave da proposta. Também visa mitigar o trânsito por meio da reorganização do eixo veicular e fortalecer os percursos dos pedestres e ciclovias, a fim de promover atividades como pedibus, ciclobus, bimbimbici (atividades que promovem o acompanhamento organizado pelos pais, a pé e de bicicleta, das crianças na rota casa-escola).

Cortesía de Asociación Semillas
Cortesía de Asociación Semillas

O projeto propõe dar grande importância às áreas comuns dentro do projeto. Portanto, além de ter espaços didáticos, existem espaços comuns, como o grande salão, que é considerado um eixo urbano-público e um elo entre a escola e a cidade. Ao longo deste eixo estão distribuídos: a grande escadaria, o ginásio da escola secundária, o espaço do refeitório e o pequeno teatro. Esses lugares se prestam ao encontro da comunidade (escola e público) e ao desenvolvimento de atividades artísticas e oficinas. A escola é projetada para responder às diferentes e variadas necessidades pedagógicas, para este é proposto um desenho versátil e flexível dos espaços:

Cortesía de Asociación Semillas
Cortesía de Asociación Semillas

  • Os elementos divisores são móveis em madeira que se deslocam no espaço e podem transformar e reconfigurar os ambientes didáticos.
  • Os espaços de sala de aula são distribuídos no mesmo eixo e um sistema de painéis móveis é proposto, havendo a possibilidade de unificar duas ou mais salas de aula para o desenvolvimento de atividades especiais durante o ciclo. (No sistema escolar italiano, as atividades são propostas onde as unidades pedagógicas são agrupadas em dois ciclos).

Cortesía de Asociación Semillas
Cortesía de Asociación Semillas

Na Itália, 45% das escolas (de acordo com o relatório da Save of Children de 2015) não estão adaptadas às normas de segurança, assim como não estão adaptadas para desenvolver as atividades pedagógicas propostas. O projeto da Escola Primária e Secundária G. Oberdan propõe enfrentar a problemática da remodelação do edifício existente e ampliação, buscando através dos espaços propostos, promover novas modalidades didáticas de aprendizagem informal. Para eles, propõe-se um decálogo de regras e metodologias que constituem diretrizes arquitetônicas de fácil adaptabilidade:

Cortesía de Asociación Semillas
Cortesía de Asociación Semillas

  • A primeira ação é reativar os corredores existentes, integrando-os às salas de aula. Isso amplia os espaços didáticos e garante maior flexibilidade e multifuncionalidade.
  • Através de escadas e pés-direitos duplos, conexões verticais são implementadas, tanto no nível do fluxo, como no nível visual.
  • Gerar espaços de uso não estruturado para o encontro e o intervalo.
  • Favorecer o conforto térmico e luminoso através do uso de fachadas duplas, efeito chaminé e controle de luz.
  • Promover o uso de telhados verdes e seu uso.

Cortesía de Asociación Semillas
Cortesía de Asociación Semillas

A grande ambição desta proposta é gerar um projeto piloto, replicável para outras escolas do país.

Componente sísmico: O sistema estrutural do novo edifício (a ampliação), consiste em elementos verticais e horizontais em madeira laminada, enquanto que para os componentes das paredes divisórias e preenchimento de lajes, é proposto um sistema de palha pré-fabricada coberto com painéis de madeira.

Componente Conforto: O conforto interno é alcançado através de espaços com pé direito duplo, dupla fachada apersianada, ventilação natural e instalação de aquecedores nas lajes. O uso de materiais naturais como madeira e palha, além de ter um baixo impacto ambiental, reduz consideravelmente o uso de energia para aquecimento. Fontes renováveis (painéis solares e solar térmico) também serão utilizadas e um telhado verde será construído para expandir a massa térmica no telhado.

Cortesía de Asociación Semillas
Cortesía de Asociación Semillas

Espaço Educacional e Pedagogia: A possibilidade de ampliação e multiuso das salas de aula, uso de mobiliário flexível, quadros interativos, espaços para oficinas temáticas, que em conjunto favorecem o trabalho individual e grupal, processos cooperativos de aprendizagem alternativos às metodologias típicas de ensino.

Cortesía de Asociación Semillas
Cortesía de Asociación Semillas

Planejamento Participativo: Para a implementação do projeto da Escola Primária e Secundária G. Oberdan, propõe-se promover atividades de co-projeto e de auto-construção com a comunidade escolar e com o bairro. Incentivar a ativação de oficinas de carpintaria, manutenção e projeto. Assim, a escola torna-se um lugar de criação e fonte de experiência de cidadania ativa.

Cortesía de Asociación Semillas
Cortesía de Asociación Semillas

  • Arquitetos

  • Localização

    Terni, Province of Terni, Italy
  • Equipe

    Marta Maccaglia, Giuliana Miglierina, Pierfrancesco Duranti, Giuseppe Andreoli, Martina Uda, Rodrigo Garcia Sayan, Simone Lorenzoni, Alessandro Almadori, Pierpaolo Canini, Matilde Bevilacqua, Federica Giuliani, Pietro Vissani.
  • Ano do Projeto

    2017

Ver a galeria completa

Sobre este escritório
Semillas
Escritório
DDA architetti
Escritório
Cita: Barbosa, Javiera. "Como a cidade influi na educação? Proposta procura integrar uma escola à vida urbana na Itália" [¿Cómo influye la ciudad en la educación? Propuesta busca integrar una escuela a la vida urbana en Italia] 25 Mai 2018. ArchDaily Brasil. (Trad. Pereira, Matheus) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/894624/como-a-cidade-influi-na-educacao-proposta-procura-integrar-uma-escola-a-vida-urbana-na-italia> ISSN 0719-8906