O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Museus E Espaços De Exposições
  4. China
  5. Büro Ole Scheeren
  6. 2017
  7. Cento de Artes em Pequim / Büro Ole Scheeren

Cento de Artes em Pequim / Büro Ole Scheeren

  • 17:00 - 6 Março, 2018
  • Traduzido por Giovana Martino
Cento de Artes em Pequim / Büro Ole Scheeren
Cento de Artes em Pequim / Büro Ole Scheeren, Vista pela Praça Norte Image © Iwan Baan
Vista pela Praça Norte Image © Iwan Baan

Vista pela escada no térreo. Image © Iwan Baan  Vista interior para a Grande Escadaria. Image © Iwan Baan Lobby do pavimento térreo. Image © Iwan Baan Vista da Cidade Proibida e do Parque Jingshan. Image Courtesy of Buro Ole Scheeren + 15

  • Equipe de Concepção

    Catarina Canas, Brian Fung, Paloma Hernaiz, Marcel Holmberg, Tait Kaplan, Jaime Oliver, Joseph Tang
  • Equipe

    Marcel Holmberg, Sun Ke, Emily Liang, Cecilia Lei, Yingda Liu, Anna Pierotello, Nina Sattler, Olaf Turck, Lin Wang; with: Benjamin Ahrens, Mark Biemans, Kim Bjarke, Catarina Canas, Alicia Casals, Michael Cavander, Jeffrey Cheng, Patrick Conway, Dyno Du, Nicolaz Frez, Brian Fung, Daniel Hawkins, Xinran Ji, Philipp Kramer, Emeline Laurencon, Yuyang Lin, Mavis Liu, Wymen Lo, Max Ma, Rafael Merino, John Murphey, Marcin Olszowski, Kevin Ou, Kevin Park, Yanyadech Phornphong, Aaron Powers, Klementina Savickaite, Jim Shi ,Chiara Storino, Joseph Tang, Yang Tao, Elena Yang, Quentin Yiu, Francis Young, Lei Yu, Danny Zhang, Bruno Zhao, Weiwei Zhang, Yi Zhu
  • Instituição Local

    Beijing Institute of Architectural Design (BIAD)
  • Engenharia Estrutural

    Thornton Tomasetti, New York; Arup, Beijing (Conceito)
  • Instalações

    WSP, Hong Kong/Shanghai
  • Consultoria de Fachadas

    Front Inc., New York/Hong Kong; PFT Construction Consulting, Shanghai Interior Design: Buro Ole Scheeren, MQ-Studio, Shanghai (Hotel)
  • Consultor de Projeto Luminotécnico

    ZDP, Beijing
  • Mais informações Menos informações
Vista da Cidade Proibida e do Parque Jingshan. Image Courtesy of Buro Ole Scheeren
Vista da Cidade Proibida e do Parque Jingshan. Image Courtesy of Buro Ole Scheeren

Centro Cultural

Uma casa de leilão é um espaço híbrido entre um museu, uma galeria e um shopping que engloba comércio e cultura. A casa de leilão conecta passado, presente e futuro, além de celebrar e dar continuidade ao conhecimento sobre história e tradição, promovendo um palco para valores culturais, respeito e responsabilidade, estima e visibilidade, beleza e significado. Os leilões atraem e reúnem as pessoas, funcionando como espaços sociais voltados para a apreciação da arte e da cultura. O espaço se torna um catalizador social para a troca de cultura e funciona como uma casa para a arte em seu sentido mais amplo: para quem pratica, os artistas, e para quem as detém, os colecionadores. 

Vista pela escada no térreo. Image © Iwan Baan
Vista pela escada no térreo. Image © Iwan Baan

Museu

No centro do Guardian Art Center, um espaço de 1700 m² sem colunas funciona como espaço expositivo, permitindo o máximo de visibilidade e versatilidade, enquanto que áreas de exposição no segundo pavimento prolongam ainda mais o museu. No subsolo, duas grandes salas de leilão, que também podem ser expositivas,oferecem um ambiente mais formal e completam as diferentes tipologias que garantem variedade nos espaços  do museu. As pequenas salas interconectadas que envolvem o centro do edifício acomodam serviços e programas de suporte, liberando os espaços centrais dessas funcionalidades secundárias. 

 Vista interior para a Grande Escadaria. Image © Iwan Baan
Vista interior para a Grande Escadaria. Image © Iwan Baan

O edifício organiza e acomoda eventos seguindo o calendário dos leilões, mas para a maior parte do tempo, ele expande seu programa cultural com exposições temporárias, simpósios e eventos diversos, funcionando como um museu público e privado com uma missão cultural e educacional. 

Lobby do pavimento térreo. Image © Iwan Baan
Lobby do pavimento térreo. Image © Iwan Baan

Na borda das salas centrais se concentram galerias menores e programas de suporte. A construção é levada entre a neutralidade e a especificidade, combinando aspectos dos dois, promovendo ao mesmo tempo espaços grandes que são flexíveis e outros menores, mais íntimos, interconectados voltados para obras distintas e específicas. 

Corte Perspectivado. Image Courtesy of Buro Ole Scheeren
Corte Perspectivado. Image Courtesy of Buro Ole Scheeren

O edifício nasceu como uma máquina para eventos e exposições. Os dois grandes espaços sem colunas estão sobrepostos no centro e permitem múltiplos usos. Aberturas e esquadrias simples, porém versáteis, promovem a adaptabilidade desses espaços. Os dois salões criam um pátio transversal no meio do edifício, na escala de um hangar, onde tudo pode acontecer. 

Hall para leilão pré-funcional. Image © Shuhe
Hall para leilão pré-funcional. Image © Shuhe

Espaço de Arte Híbrido

O Guardian Art Center representa um novo espaço híbrido para uma instituição cultural que transcende a noção tradicional de espaços de arte contemporânea. Combinando o layout de exposição e a forma de apresentação das obras nos espaços museográficos com a capacidade multifuncional das exposições e salas de leilão, o projeto permite qualquer tipo de uso e garante o acontecimento de qualquer tipo de evento.  

Vista interior da exposição. Image © Alex Fradkin
Vista interior da exposição. Image © Alex Fradkin

A integração perfeita entre os vários restaurantes e um hotel com 116 quartos no anel mais externo do edifício, com vistas para a Cidade Proibida, cria um conceito abrangente de estilo de vida centrado na experiência da arte e da cultura. Somando a isso espaços educacionais na 'torre central' e departamentos de conservação de obras de arte no subsolo, o Guardian Art Center se coloca como o primeiro projeto customizado de um complexo de casas de leilão do mundo. 

Vista interior do Escritório. Image © Shuhe
Vista interior do Escritório. Image © Shuhe

Localização

Localizado próximo à Cidade Proibida, na No. 1 Wangfujing Street, cruzamento com a Wusi Avenue, o complexo projetado para a casa de leilão mais antiga da China está localizado na intersecção entre comércio, da rua Wangfujing e cultura, da Wusi Avenue. Incluído no tecido histórico do centro de Pequim, o edifício forma uma nova instituição entre museu, espaço de eventos e centro cultural.

Situação. Image Courtesy of Buro Ole Scheeren
Situação. Image Courtesy of Buro Ole Scheeren

História e Modernidade

Como resolver o eterno debate entre o novo e o antigo? O histórico e o moderno, o contraste da arquitetura em suas diferentes escalas e linguagens? Este projeto se concentrou na questão de como sintetizar a presença e os valores do passado com as potencialidades e realidades do contemporâneo. O projeto cuidadosamente insere o edifício em seu contexto, com uma abordagem sensitiva que combina história e tradição com a visão contemporânea de um espaço cultural e artístico. Os volumes 'pixelizados' na parte de baixo do edifício fazem uma sutil referência ao tecido histórico de seu entorno, reiterando as texturas, cores e escalas dos becos de Beijing, conhecidos como 'hutongs', ao mesmo tempo que acrescentam mais uma camada histórica no tecido urbano.Com formato de uma alça, que cria um pátio interno ao edifício ao mesmo tempo que se relaciona com as típicas casas com pátios de Beijing, a parte mais alta do edifício responde à escala de seu entorno contemporâneo.

Combinando as duas escalas, a íntima e a monumental, e criando uma diversidade de espaços provindos dessas estruturas, o volume se integra ao seu sensível entorno e se afirma na cidade de Beijing por sua presença impositiva e sua sutil monumentalidade. 

Vista para os hutongs The Perforation. Image Courtesy of Buro Ole Scheeren
Vista para os hutongs The Perforation. Image Courtesy of Buro Ole Scheeren

Práticas Chinesas

A fachada deste projeto assume um papel importante na sua expressão cultural: materialidade, cor e textura estabelecem uma correspondência com os símbolos chineses e seus significados. 

Vista da entrada norte. Image © Iwan Baan
Vista da entrada norte. Image © Iwan Baan

O anel mais alto do projeto é feito de tijolos de vidro grandes que contrastam com a textura de hutongs e pátios do entorno. Como contraposição aos motivos imperiais da Cidade Proibida, o tijolo representa a sociedade civil e seus valores de humildade, dentro da cultura Chinesa. As pedras cinza da parcela mais baixa do edifício são perfuradas com uma série de aberturas circulares, geradas a partir da projeção de uma das obras chinesas mais importantes, Dwelling in the Fuchun Mountains. Essa perfuração cria um filtro de luz sutil através da silhueta de uma paisagem abstrata.

Fachada. Image Courtesy of Buro Ole Scheeren
Fachada. Image Courtesy of Buro Ole Scheeren

Guardian Art Center cria um novo destino cívico para as artes e para a cultura, que resguarda a troca, o estudo e a apreciação de artefatos artísticos e atividades. Ele funciona como um veículo que dissemina a cultura, sendo um novo centro para a arte no coração de Pequim.

Vista da carga e descarga. Image © Iwan Baan
Vista da carga e descarga. Image © Iwan Baan

Ver a galeria completa

Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
Büro Ole Scheeren
Escritório
Cita: "Cento de Artes em Pequim / Büro Ole Scheeren" [Guardian Art Center in Beijing / Büro Ole Scheeren] 06 Mar 2018. ArchDaily Brasil. (Trad. Martino, Giovana) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/890015/cento-de-artes-em-pequim-buro-ole-scheeren> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.