O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Proposta de Dominique Perrault para centro multifuncional subterrâneo é escolhida em Seul

Proposta de Dominique Perrault para centro multifuncional subterrâneo é escolhida em Seul

Proposta de Dominique Perrault para centro multifuncional subterrâneo é escolhida em Seul
Proposta de Dominique Perrault para centro multifuncional subterrâneo é escolhida em Seul, © Rayus, Dominique Perrault Architecte, adagp
© Rayus, Dominique Perrault Architecte, adagp

O escritório Dominique Perrault Architecture foi selecionado como vencedor da competição internacional para projetar o Gangnam International Transit Center (GITC), um novo centro multifuncional e shopping center localizado no coração de Seul, na Coréia do Sul.

Intitulado como Lightwalk, o projeto será centrado em torno de um corredor axial abaixo e acima do nível da rua, descrito pelos arquitetos como "um gesto minimalista, porém incrivelmente poderoso" em diálogo ao fluxo dos rios Han e Tancheon e às montanhas ao fundo. Dentro do "groundwalk" e área circundante serão organizados espaços expositivos, cafés, restaurantes, escritórios e um centro educacional. Espaços subterrâneos serão localizados abaixo da cobertura de vidro cristalino, conectando o programa de volta à cidade , junto à luz natural e ar.

Veja a descrição completa dos arquitetos abaixo.

© Rayus, Dominique Perrault Architecte, adagp © Rayus, Dominique Perrault Architecte, adagp © Rayus, Dominique Perrault Architecte, adagp © Rayus, Dominique Perrault Architecte, adagp + 18

© Rayus, Dominique Perrault Architecte, adagp
© Rayus, Dominique Perrault Architecte, adagp

Via Dominique Perrault Architecture

Conceito

O Lightwalk não é apenas um componente arquitetônico, também faz parte do território e do piso da cidade. Definida como uma intervenção Land Art, pertence à escala da cidade, em diálogo aos rios Han e Tancheon e às montanhas ao fundo.

É minimalista, porém um gesto incrivelmente poderoso, que marca a presença de uma nova e importante estação de transporte público integrada à cidade de Seoul. Entre duas estradas principais do distrito de Gangnam, Bongeunsaro e Teheranro, o Lightwalk cria uma intervenção na paisagem, conectando os dois eixos e atuando como uma marca de orientação à todos os lados. Como uma régua, uma única linha marca o território e cria a unidade de medida, de outra forma fora da escala de tecido urbano, feita de ruas mais largas e arranha-céus, como a futura torre GBC. O Lightwalk cria um novo horizonte. Enraizado no piso, é o símbolo de uma Seul renovada, que visa tornar-se mais amigável aos pedestres, um marco para todas as infraestruturas subterrâneas de todo o mundo, onde os usuários podem experimentar luz natural e ar, pelas profundezas, no subsolo.

© Rayus, Dominique Perrault Architecte, adagp
© Rayus, Dominique Perrault Architecte, adagp
© Rayus, Dominique Perrault Architecte, adagp
© Rayus, Dominique Perrault Architecte, adagp

A Terra Verde: novo coração de Gangnam

Implementar uma infraestrutura do tamanho do aeroporto no meio do tecido da cidade implica uma cuidadosa atenção à garantir que esse novo elemento se encaixe perfeitamente dentro da cidade existente, criando novas conexões e confortos, em vez de fronteiras ou limites.

A coesão do Distrito Internacional de Seoul é feita através de uma forte ênfase na rede verde que tece todas as ruas e parcelas do distrito Jamsil MICE a leste e ao COEX a oeste. Os pedestres receberão uma marquise contínua de copa de árvores experimentando uma renovada qualidade urbana que conduzirá a um novo e importante parque de referência oferecido a todos os habitantes de Seul: a Terra Verde.

© Rayus, Dominique Perrault Architecte, adagp
© Rayus, Dominique Perrault Architecte, adagp
© Dominique Perrault Architecte, adagp
© Dominique Perrault Architecte, adagp

Uma praça urbana, uma escala doméstica

Para uma escala muito diferente, a Terra Verde, abrangendo cerca de 28 mil metros quadrados, será resposta de Gangnam ao Central Park de Nova Iorque ou ao Hyde Park de Londres. Se tornará o ponto central da nova rede verde à tornar-se o coração verde do Distrito Internacional de Seoul, criando uma nova centralidade entre o COEX e o GBC. A fim de desenvolver e fortalecer a rede verde existente, as linhas de árvores existentes são estendidas e novas adicionadas, estabelecendo um "Tecido Verde" na escala do distrito, que se estende da 'Terra Vede' à direção leste do rio. A nova estratégia de plantação conecta as estruturas verdes existentes que fazem que bordeiam a área, mas também se estende por todo o distrito.

Ele é protegido nos quatro lados por uma linha dupla de árvores de copas altas cobrindo uma íntima área de passeio em referência ao Palais Royal Garden em Paris. A estrutura de árvores cria um primeiro plano permitindo transição entre a íntima escala humana no nível do solo e a escala da cidade, das torres circundantes, bem como proteção acústica da agitação da rua. Os usuários encontrarão pocket parks e uma variedade de ambientes para desfrutar, como parque infantil, áreas relaxantes, cafés, quiosques, facilidades e serviços.

© Rayus, Dominique Perrault Architecte, adagp
© Rayus, Dominique Perrault Architecte, adagp

Flexibilidade de Usos / Mudanças Sazonais

O campo central é projetado para permitir maior flexibilidade de usos durante o ano, um espaço onde tudo se torna possível. Através da flexibilidade do parque, como as árvores e flores expressarão a passagem do tempo e mudança de época, permitindo uma grande variedade de atividades garantindo lugar ao longo do ano, de simplesmente relaxar na grama a assistir um concerto ou fogos de artifício, uma feira na primavera, festival no outono, patinação no inverno, cinema ao ar livre ou mercado de alimentos no verão. No entanto, o anel de árvores circundando a Terra Verde contará com árvores de copas mais altas, garantindo que ele ofereça abrigo e conforto durante todo o ano.

© Dominique Perrault Architecte, adagp
© Dominique Perrault Architecte, adagp

Um eficiente centro de trânsito, um núcleo flexível

Queríamos projetar o mais eficiente centro de trânsito possível, com sistemas de circulação vertical perfeitos, garantindo conforto e segurança para todos os usuários. Todos os espaços relacionados ao trânsito criam um casco ou concha, que é cuidadosamente projetado e pensado. Dentro deste casco, ou "volumes de ferragens" como chamamos, propusemos inventar um novo tipo de espaços flexíveis, onde convidamos a cidade e todas as partes interessadas a compartilhar uma visão e a definir todo tipo de atividades da cidade do século XXI, que deveriam abrigar tal como espaços de coworking, laboratório de fabricação digital, estúdios de arte, galerias, oficinas e todas as novas facilidades da tecnologia.

© Rayus, Dominique Perrault Architecte, adagp
© Rayus, Dominique Perrault Architecte, adagp
© Rayus, Dominique Perrault Architecte, adagp
© Rayus, Dominique Perrault Architecte, adagp

Siga a luz

O Lightwalk não é um edifício. É uma intervenção seguindo o conceito do design minimalista, uma obra-prima engenhosa, trazendo luz ao subsolo, iluminando todos os espaços da nova estação abaixo do nível da rua e trazendo novas qualidades aos espaços acima do solo. O feixe de luz não é apenas um dispositivo óptico. Através de sua presença urbana, ele sinaliza as entradas para a estação no subsolo. Se você chegar a pé, de ônibus, carro ou trem, o feixe de luz indica o caminho de entrada e saída. Uma vez dentro, o feixe de luz torna-se uma circulação direcionando o público à todo o caminho. Ao contrário dos túneis úmidos e escuros habituais encontrados em Seoul, o Lightwalk é completamente iluminado pela luz natural em todos os lados. Ao longo do feixe de luz, os passageiros de carro e ônibus atravessarão uma série de jardins submersos e tubos de luz solar, criando uma série de luz natural. Os passageiros do trem sentirão que eles chegam em uma estação de trem tradicional acima do solo, pois o feixe de luz traz a luz ao nível inferior, criando o efeito de chegar abaixo de uma clarabóia, proporcionando assim uma sensação etérea ao entrar.

© Dominique Perrault Architecte, adagp
© Dominique Perrault Architecte, adagp

O feixe de luz

Em referência ao tão conhecido sistema francês Pampille ou Tassel, usado para aumentar a luz dos candelabros nos velhos tempos, o feixe de luz é usado como instrumento técnico e óptico ao controle de luz, temperatura e umidade. O feixe é uma instalação óptica criando uma difração da luz solar e amplificando seus efeitos aos níveis mais baixos. Através do feixe de luz, os espaços interiores são inundados pela luz natural, criando uma atmosfera parecendo estar ano espaço externo.

Com o feixe de luz, os tubos de luz solar coletam e concentram a luz solar acima do nível do térreo. Os tubos introduzem luz natural abaixo do solo, garantindo a qualidade ambiental interna. À noite, torna-se um tubo que traz luz ao parque no térreo, criando atmosfera muito especial.

© Rayus, Dominique Perrault Architecte, adagp
© Rayus, Dominique Perrault Architecte, adagp

O parque subterrâneo

O GITC abrigará o único parque subterrâneo. Os programas do interior serão articulados em torno das paisagens do parque que abrange todo o projeto, inundado pela luz natural proporcionada pelo feixe de luz. A folhagens verdes serão instaladas em todos os lugares possíveis, no chão, paredes, teto, ambientes natural e artificial, que com os recursos d'água serão combinados para criar um parque único. Uma variedade de jardins podem ser organizados ao longo do parque junto à uma variedade de espécies vegetais e ambientes.

A grande estação

Na ponta sul, a Seoul Grand Station é uma referência às mais icônicas estações de trem do mundo. Projetada para uma experiência atemporal e conforto dos usuários. Todas as circulações verticais foram projetadas à garantir um suave e contínuo fluxo ao longo do caminho.

© Rayus, Dominique Perrault Architecte, adagp
© Rayus, Dominique Perrault Architecte, adagp

O círculo

O espaço de eventos central, celebrando a conexão entre os quatro eixos em torno de uma circulação em espiral, cria uma conexão tridimensional entre os diferentes níveis e conectando GBC e COEX.

O grande Hall

Na ponta Norte, um volume mais intimista em contato direto com o feixe de luz oferece uma incrível luz natural e conexões mais próximas ao parque no nível da rua.

© Dominique Perrault Architecte, adagp
© Dominique Perrault Architecte, adagp
  • Arquitetos

  • Localização

    Yeongdong-daero, Gangnam-gu, Seul, Coreia do Sul
  • Responsável

    Dominique Perrault Architecte (DPA/Paris)
  • Consórcio

    DPA, Paris; Junglim, Seoul; Space Group, Seoul; Yooshin Engineering, Seoul; Sunjin Engineering, Seoul; Teso Engineering, Seoul
  • Cliente

    Seoul Metropolitan Government
  • Paigagismo

    Topotek 1, Berlin
  • Consultor acústico

    Jean-Paul Lamoureux, Paris
  • Área

    160.000 m2
Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato. Cita: Lynch, Patrick. "Proposta de Dominique Perrault para centro multifuncional subterrâneo é escolhida em Seul" [Dominique Perrault's Crystalline Glass Scheme Wins Competition for Underground Multi-Modal Hub in Seoul] 19 Nov 2017. ArchDaily Brasil. (Trad. Pereira, Matheus) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/883495/proposta-de-dominique-perrault-para-centro-multifuncional-subterraneo-e-escolhida-em-seul> ISSN 0719-8906