O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Notícias
  3. Revitalização de bairros em São Paulo mostra o poder do diálogo entre sociedade e poder público

Revitalização de bairros em São Paulo mostra o poder do diálogo entre sociedade e poder público

Revitalização de bairros em São Paulo mostra o poder do diálogo entre sociedade e poder público
Revitalização de bairros em São Paulo mostra o poder do diálogo entre sociedade e poder público, São Paulo: movimento de moradores para revitalizar bairros leva à criação da lei de gestão participativa das praças. Foto: lu/Flickr-CC
São Paulo: movimento de moradores para revitalizar bairros leva à criação da lei de gestão participativa das praças. Foto: lu/Flickr-CC

Construir um bairro sustentável pede tecnologias e práticas que potencializem as condições já oferecidas pelo ambiente e promovam o uso eficiente de recursos como água da chuva e iluminação natural. Estimular um estilo de vida mais sustentável e mudar a maneira como se relacionavam com o lugar onde moravam foram os desejos que moveram moradores das Vilas Jataí, Beatriz e Ida, em São Paulo, a transformarem seus bairros.

O processo se desenrolou a partir de um movimento espontâneo dos próprios moradores. Mais especificamente, conforme conta o Estadão, em uma barraca de festa junina onde as pessoas deixavam post-its com seus desejos para o bairro. O conteúdo dos bilhetes – menos violência, grandes prédios, grandes comércios – deixava transparecer a vontade de viver um lugar mais humano e uma rotina mais tranquila.

As mudanças tiveram início na Vila Ida, mais especificamente na Praça Valdir Azevedo (abaixo), depois que o grupo adquiriu um imóvel abandonado da prefeitura que passou a ser utilizado como sede. Em um primeiro momento, o processo envolveu a criação de sistemas para captação da água da chuva, a busca e a recuperação de nascentes.

Praça Valdir Azevedo, São Paulo. Cortesia de TheCityFix Brasil
Praça Valdir Azevedo, São Paulo. Cortesia de TheCityFix Brasil

Dezesseis nascentes foram encontradas na região dos três bairros. Uma das principais foi o Córrego das Corujas, na Vila Beatriz. Desde 2010, quando o trabalho de recuperação começou, a qualidade da água deu um salto: enquanto nos primeiros anos os testes de qualidade indicavam ruim ou péssimo, no início deste ano pela primeira vez a água do córrego foi considerada boa.

Outra mudança importante na revitalização dos bairros foi a transformação dos canteiros centrais das vias, até então apenas blocos de cimento, em jardins de chuva. A prática, aliada a ruas mais arborizadas, contribuiu para o aumento da permeabilização das ruas, reduzindo alagamentos.

Nova lei

Por conta própria e por meio de solicitações à administração municipal quando o necessário, o grupo de moradores conseguiu implantar mudanças significativas no lugar onde moram. E o processo de renovação empreendido gerou resultados para além dos limites dos bairros: foi o piloto para a criação da lei de gestão participativa das praças de São Paulo, sancionada em maio de 2015:

A gestão das praças do município de São Paulo será agora realizada de forma compartilhada, prevendo não apenas a atuação do poder público, mas também a participação dos cidadãos na implantação, revitalização, requalificação, fiscalização, uso e conservação desses espaços. (…) Com a gestão participativa, a Prefeitura busca, entre outras coisas, a sustentabilidade do espaço urbano, a valorização do patrimônio ambiental, histórico, cultural e social das praças de São Paulo e a fruição desses espaços públicos pela comunidade, considerando as características do entorno e as necessidades dos próprios cidadãos.

O exemplo dos três bairros paulistanos traz uma conclusão importante: o diálogo entre a população e o poder público pode levar a transformações positivas na realidade. Integrando saberes de ambos os lados – tanto preceitos técnicos quanto os conhecimentos da comunidade local – é possível construir, de forma coletiva, espaços urbanos mais sustentáveis e saudáveis para seus moradores.

Via TheCityFix Brasil.

Sobre este autor
Priscila Pacheco
Autor
Cita: Priscila Pacheco. "Revitalização de bairros em São Paulo mostra o poder do diálogo entre sociedade e poder público" 22 Mai 2017. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/871650/revitalizacao-de-bairros-em-sao-paulo-mostra-o-poder-do-dialogo-entre-sociedade-e-poder-publico> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.