O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Notícias
  3. 5 Estágios de criatividade pelos quais os arquitetos passam a cada projeto

5 Estágios de criatividade pelos quais os arquitetos passam a cada projeto

5 Estágios de criatividade pelos quais os arquitetos passam a cada projeto
5 Estágios de criatividade pelos quais os arquitetos passam a cada projeto, © Ariana Zilliacus
© Ariana Zilliacus

Como criadores, todos nós passamos por estágios de criatividade. Algumas fases são mais severas do que outras mas, ficar emocionalmente envolvido é, na maioria dos casos, inevitável. Algumas vezes, a intensidade emocional do projeto pode ser tão grande que começa a se assemelhar a outro processo psíquico bem conhecido - aquele que geralmente inclui os estágios de negação, raiva, barganha, depressão e aceitação. Projeto pode não ser literalmente tão difícil como perder um ente querido, mas é uma grande coincidência que, na profissão de arquitetura, os melhores projetos são muitas vezes referidos como seus "bebês", e qualquer processo de projeto irá envolver uma boa quantidade de desapego ao deixá-los ir.

Parafraseando a literatura psicológica existente, "enquanto houver criatividade, há esperança, enquanto houver esperança, há criatividade". Então, junte-se a nós nessa explicação do caminho do arquiteto através dos cinco estágios do luto criatividade experimentados em qualquer processo de projeto.

© Ariana Zilliacus
© Ariana Zilliacus

1. Excesso de confiança

O sentimento: Você começa o brief e, imediatamente, tem 25 ideias na cabeça. Esse é o projeto final. Você tem tudo planejado: os 17 modelos que você está indo fazer, as lindas referências do Pinterest, as maquetes 1: 1 para mostrar suas habilidades com uma serra de fita. Tudo foi planejado antes de sair da sala. Você vai arrasar.

A explicação: Este é um mecanismo de defesa que amortece o choque imediato das noites sem sono à frente. Bloqueamos as palavras e nos escondemos dos fatos. Esta é uma resposta temporária que nos leva através da primeira onda de dor.

© Ariana Zilliacus
© Ariana Zilliacus

2. Frustração

O sentimento: Assim que você sair da sala, os pensamentos disparados através de seu cérebro se tornam esmagadores e qualquer esboço está errado. Uma cúpula em formato de batata para a floricultura do bairro? Uma série de janelas conjuntas para a prisão estadual? Essas ideias soaram tão boas há apenas alguns minutos ... Um pavilhão de livros embalado a vácuo! Pena, isso já foi feito.

A explicação: A medida que os efeitos da nossa super-confiança começam a se desgastar, a realidade e sua dor ressurgem. Não estamos prontos. A intensa emoção é desviada do nosso núcleo vulnerável, redirecionada e expressa como frustração. Isto pode ser dirigido a objetos inanimados, estranhos completos, amigos ou família. Compreenda as opções disponíveis para você. Não tenha pressa.

© Ariana Zilliacus
© Ariana Zilliacus

3. “Eu posso fazer isso”

O sentimento: Depois de sair dos trilhos por um par de dias você consegue se recompor. Você pode não ser capaz de realizar tudo o que estava esperando, mas essas ideias estavam indo além de qualquer maneira. Você ainda pode fazer um grande projeto. Há tempo suficiente. 

A explicação: A reação normal aos sentimentos de desamparo e vulnerabilidade é muitas vezes uma necessidade de recuperar o controle. Em segredo, podemos fazer um acordo com Deus ou com nosso poder superior na tentativa de adiar o inevitável. Esta é uma linha de defesa mais fraca para protegê-lo da dolorosa realidade: você não tem nada e a revisão do projeto é em dois dias.

© Ariana Zilliacus
© Ariana Zilliacus

4. Auto-ódio

O sentimento: Quando a realidade começa a afundar e você chegar a um acordo com o fato de que seus sonhos não serão materializados, a raiva e frustração saem do seu trabalho e chegam até você. Não é sua ideia que é inútil, você é inútil; Como arquiteto, como criador, como ser humano. Este projeto fracassou completamente assim como todos os outros projetos que aparecerão na sua vida profissional. Ninguém vai querer o seu trabalho. Você pode muito bem desistir agora e se tornar um contador.

A explicação: Esta é uma reação às implicações práticas relacionadas aos resultados decepcionantes. Tristeza e arrependimento predominam neste tipo de auto-ódio. Nós nos preocupamos com o nosso futuro. Nós nos preocupamos que, em nossa frustração, temos perdido uma oportunidade de passar mais tempo trabalhando em nosso projeto que depende unicamente de nós para ter sucesso.

© Ariana Zilliacus
© Ariana Zilliacus

5. Esperança

O sentimento: Após algumas lágrimas, 8 xícaras de café e 36 horas seguidas sentado à sua mesa para completar 9 dos 17 modelos, você só consegue perceber uma luz fraca no final do túnel. Ainda há esperança de que seu professor ou cliente veja algum valor no trabalho que você produziu. Algo em que você possa trabalhar depois de acordar das 48 horas de sono no final de semana.

A explicação: Poucos afortunados podem realmente experimentar um sentimento de orgulho e satisfação nesta fase da criatividade. Para a maioria, no entanto, este não é um período de felicidade. É a calma antes da tempestade; na próxima segunda-feira o ciclo começa de novo.

"Explicação" são seções adaptadas - para efeito cômico - do texto "The 5 Stages of Grief & Loss", de Julie Axelrod, publicado em PsychCentral.

Sobre este autor
Ariana Zilliacus
Autor

Veja mais:

Notícias Artigos
Cita: Zilliacus, Ariana. "5 Estágios de criatividade pelos quais os arquitetos passam a cada projeto" [5 Stages of Creativity That Architects Experience With Every Project] 14 Abr 2017. ArchDaily Brasil. (Trad. Sbeghen Ghisleni, Camila) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/868845/5-estagios-de-criatividade-pelos-quais-os-arquitetos-passam-a-cada-projeto> ISSN 0719-8906