O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Apartamentos
  4. Reino Unido
  5. GROUPWORK
  6. 2016
  7. Barretts Grove / GROUPWORK

Barretts Grove / GROUPWORK

Barretts Grove / GROUPWORK
Barretts Grove / GROUPWORK, Cortesia de GROUPWORK
Cortesia de GROUPWORK

Cortesia de GROUPWORK Cortesia de GROUPWORK Cortesia de GROUPWORK Cortesia de GROUPWORK + 17

  • Arquitetos

  • Localização

    Londres, Reino Unido
  • Arquiteto Encarregado

    Dale Elliott
  • Arquitetos Assistentes

    Sam Douek, Nerissa Yeung
  • Arquiteto Sênior

    Amin Taha
  • Área

    635.0 m2
  • Ano do projeto

    2016
  • Cliente

    Cobstar Developments
  • Engenharia Estrutural

    Webb Yates
  • Consultor de Instalações

    Syntegra
  • Aparelhador

    Amin Taha Architects
  • Engenharia de Incêndios

    Optimise
  • Engenharia Acústica

    Syntegra
  • Gestão de Projeto

    GROUPWORK
  • Coordenador

    Syntegra
  • Approved Building Inspector:

    MLM
  • Empreiteira

    Ecore Construction Ltd
  • Software cad utilizado

    Mixed
  • Emissão Anual de CO2

    16.84 kg/ m2
  • Forma do contrato ou da via de aquisição

    JCT Design+Build
  • Custo da Construção

    £ 1.27m
  • Custo da Construção por Metro Quadrado

    £1,983 / m2
  • Mais informações Menos informações
Cortesia de GROUPWORK
Cortesia de GROUPWORK

Descrição enviada pela equipe de projeto. Barretts Grove é uma rua arquetípica vitoriana de sobrados de tijolos mais tarde interrompida por construções de residências unifamiliares, uma escola de cor vermelha e telhado em duas águas e uma igreja com muro de pedra. A nova ação encontra-se entre essas estruturas independentes posteriores.

Cortesia de GROUPWORK
Cortesia de GROUPWORK

Se a forma geral do edifício está destinada a completar o passeio, a forma e seu detalhamento são também arquitetonicamente impulsionados pela escolha da superestrutura adequada para o uso residencial, logo desenvolvido a uma escala doméstica e tátil menor. A cobertura alta em duas águas de tijolo vermelho em frente à rua, ecoa a escola e se forma em planta por um apartamento de 1 dormitório com um segundo bloco menor anexado à parte traseira para criar o segundo pavimento de 2 dormitórios. O trabalho em tijolo estabelece que o entorno não suporta carga (da superestrutura), mas funciona como uma tela que envolve todo o edifício incluindo a cobertura. Isso está disposto com uma rede ininterrupta de grandes aberturas de portas e janelas para manter a força da forma apesar de sua leveza. Varandas de aço penduram tecidos de vime pregados de uma abertura a cada duas, suavizando a paleta de materiais. Estes são suficientemente grandes para jantar e se alternam para permitir que os vizinhos tenham a oportunidade de desenvolver o espaço social limitado em cima e embaixo deles quando os jardins comunitários não estejam disponíveis. Por razões parecidas, a porta de entrada é uma versão extrudada da janela de bronze, transformando-se em um local de parada com um banco feito no mesmo material da superestrutura, convidando ao uso quando alguém se reúne com seus vizinhos, além de ser confortável para descansar sozinho com as sacolas do supermercado enquanto procura as chaves.

Cortesia de GROUPWORK
Cortesia de GROUPWORK

Ao entrar, é evidente que a madeira laminada (CLT) exposta atua como superestrutura para todas as paredes, pisos e cobertura, com as juntas visíveis, expressando o método de montagem. Isolamento com barreira de vapor e lâminas de proteção foram aplicados à face externa antes de uma tela de tijolos autoportante que completa o revestimento térmico e de proteção externa. As coberturas também ficam expostas com o uso de um verniz transparente contra fogo e que ajuda no rendimento acústico obtido através de uso de placas, isolamento e um piso de madeira flutuante por cima; estes também abrigam a calefação por solo radiante, energia, dados e água quente/fria. A capacidade do CLT para servir como estrutura e acabamento elimina a necessidade de paredes revestidas, tetos falsos, cornijas, roda pés, revestimento de piso e pintura; reduz 15% do carbono incorporado do edifício, seu custo, e tempo de construção.

Cortesia de GROUPWORK
Cortesia de GROUPWORK

O projeto exigiu uma compreensão abrangente dos diferentes materiais envolvidos e suas propriedades estruturais, bem como detalhamento cuidadoso, porque muitos dos elementos portantes estão expostos. O embasamento de concreto fornece uma base sólida para o edifício e suporta a mudança de nível em todo o lote. A espessura do piso térreo foi mantida ao mínimo usando as paredes internas de alvenaria como estrutura autoportante. A superestrutura é composta por seis pavimentos de painéis portantes CLT, com vãos de até 6 metros com vários vazios da escada e serviços. A cobertura também foi construída por painéis sólidos CLT, cuidadosamente equilibrados entre si para formar o espaço de loft aberto. O revestimento é uma  fachada de alvenaria escalonada que é dissociada do resto do edifício para permitir que ele se expanda e contraia separadamente. Cada um destes materiais tem uma finalidade diferente; agindo e se movendo à sua maneira, mas com detalhes cuidadosos, juntos eles formam a combinação perfeita de forma estrutural e visão arquitetônica.

Cortesia de GROUPWORK
Cortesia de GROUPWORK

Como conjunto, o edifício aspira um encaixe harmônico dentro do perfil e da paisagem urbana deste lado da rua. Apesar de ter um equilíbrio cuidadosamente proporcional de aberturas na fachada de tijolos, mais próximo dos extremos das coberturas em duas águas holandesas da escola adjacente que das ruas padrões de Londres, o projeto conscientemente pretende ser idiossincrático com camadas de detalhe e forma que são mais próximos aos desejos pelo orgânico do Arts and Krafts, do que da ordem neoclássica do estilo georgiano. Esta aplicação do projeto e detalhes de diferentes escalas que se descreve melhor por meio da identificação de Edward Ford dos detalhes "articulados" e "autônomos", e a reciprocidade dos espaços sociais, um eco das residências sociais de Hertzberger e, especificamente, do estilo de Aldo Van Eyck "árvore para folha como cidade para casa". Este foco combinado tem a vantagem de proporcionar vias coerentes, com as oportunidades para a interação social, além de ilustrar como o cuidado por ser tomado para que os empreendimentos residenciais especulativos sintam-se mais como lares ao invés de produtos pintados de branco, básicos e idênticos.

Cortesia de GROUPWORK
Cortesia de GROUPWORK

Ver a galeria completa

Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
GROUPWORK
Escritório
Cita: "Barretts Grove / GROUPWORK" [Barretts Grove / GROUPWORK] 19 Dez 2016. ArchDaily Brasil. (Trad. Brant, Julia) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/801258/barretts-grove-groupwork> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.