O site de arquitetura mais visitado do mundo
Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Estruturas E Instalações
  4. Brasil
  5. Teuba Arquitetura e Urbanismo
  6. 1994
  7. Clássicos da Arquitetura: Orquestra Mágica do SESC Itaquera / Teuba Arquitetura e Urbanismo

Clássicos da Arquitetura: Orquestra Mágica do SESC Itaquera / Teuba Arquitetura e Urbanismo

Clássicos da Arquitetura: Orquestra Mágica do SESC Itaquera / Teuba Arquitetura e Urbanismo
Clássicos da Arquitetura: Orquestra Mágica do SESC Itaquera / Teuba Arquitetura e Urbanismo, © Carol Vidal
© Carol Vidal

Cortesia de Teuba Arquitetura Cortesia de Teuba Arquitetura Processo Construtivo. Image Cortesia de Teuba Arquitetura + Cortesia de Teuba Arquitetura. Image © Cristiano Mascaro + 75

A orquestra mágica é formada por 14 tipos de brinquedos/instrumentos musicais, que além das brincadeiras tradicionais de playground que propiciam o desenvolvimento físico motor através da brincadeira, também incentivam a descoberta lúdica dos sons, timbres e gradações introduzindo as crianças no universo musical.

As formas dos brinquedos assemelham-se às dos instrumentos musicais convencionais, porém ampliadas e/ou redesenhadas.

© André Venancio
© André Venancio

Os dispositivos de acionamento são todos mecânicos, acionados diretamente pelas crianças que, em grupos, conseguem melhores respostas sonoras.

Os sistemas de sopro mecânico são compostos por foles bombeados através de alavancas equipadas com rolamentos e conjunto de molas de material sintético.

 A concepção musical está baseada na escala pentatônica, composta por 5 tons, dos 12 normalmente existentes no universo musical. A escala escolhida é: RÉ, MI, SOL, LÁ, SI. Nesta escala a maioria das combinações são consonâncias sendo apenas 3 das 20 combinações dissonantes (RÉ/MI, SOL/LÁ e LÁ/SI).

 A orquestra apresenta ampla gama de timbres de forma a ampliar o colorido sonoro e permitir inúmeras combinações. É composta por três famílias de instrumentos: sopros, cordas e percussão.

Sopros: flauta coletiva e órgão de pedaleira e instrumentos de palheta - trompete de treze pavilhões, contra fagote, trompa e trompa dos alpes

Cordas: harpas, violino e guitarra.

Percussão: surdo de alavanca, carrossel de reco-reco e matracas de vara e por instrumentos com notas – trepa-trepa do caribe e labirinto de sinos.

  • Arquitetos

  • Localização

    Av. Fernando do Espírito Santo Alves de Mattos - Gleba do Pêssego, São Paulo - SP, Brasil
  • Arquitetas Responsáveis

    Christina de Castro Mello e Rita de Cássia Alves Vaz
  • Coautoria

    Abel Santos Vargas (Arquiteto e Luthier)
  • Arquiteto e Luthier

    Mauro Eduardo Calixto
  • Músico e Luthier

    Marcelo S. Petraglia
  • Engenheiro Mecânico

    Alfredo Domschke
  • Ano do projeto

    1994
  • Fotografias

Ver a galeria completa

Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
Cita: Eduardo Souza. "Clássicos da Arquitetura: Orquestra Mágica do SESC Itaquera / Teuba Arquitetura e Urbanismo" 27 Jul 2016. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/792136/classicos-da-arquitetura-orquestra-magica-do-sesc-itaquera-teuba-arquitetura-e-urbanismo> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.